Logo Blog
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz
Notícias
  • Jorge Vieira
  • 2/jul/2020

As politicagens de Wellington do Curso  

O deputado estadual Wellington do Curso (PSDB) vive sua atuação política única e exclusivamente para fazer campanhas de ódio contra o governo do Estado. Com o objetivo de se promover às custas dos ataques, ele insufla todos os assuntos que podem gerar críticas ao Poder Executivo.

O problema do tucano é o vale-tudo, o que o coloca permanentemente em confronto com a verdade. Esta semana, ele está organizando uma manifestação na porta do Palácio dos Leões para cobrar do governo do Estado um posicionamento sobre a nomeação de Policiais Civis.

Por desconhecimento ou má-fé, ele esquece completamente a Lei Complementar Federal de Bolsonaro que impede nomeações em todo o Brasil. O próprio ministro da Economia Paulo Guedes, em discurso reunião ministerial do dia 22 de abril, mencionou o acordo com o Congresso Nacional dizendo já ter colocado granada no bolso dos inimigos.

Fazendo referência a LC 173 que institui o Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus para os estados, Distrito Federal e municípios e congela de salários, gratificações e auxílios, além de proibir concursos no serviço público até dezembro de 2021.

Bolsominion inveterado, Wellington do Curso deveria insuflar manifestações na porta do Palácio do Planalto, em Brasília, e não contra quem está impedido de realizar nomeações no momento.

Mas ele não tem coragem de protestar contra Bolsonaro. E é por isso que vai tentar, assim como Paulo Guedes falou, colocar a granada no bolso dos inimigos.

  • Jorge Vieira
  • 2/jul/2020

Partidos ganham  tempo para definirem futuro nas eleições municipais

O adiamento do primeiro turno das eleições para 15 de novembro deu fôlego aos partidos que ainda não definiram como vão ou com quem vão na eleição para prefeito de São Luís. Legendas com cobiçado tempo de televisão, a exemplo do PT, MDB, PSL, entre outros de menor porte, ganharam tempo para melhor avaliar e definir entre lançar candidatura própria ou compor aliança com outras siglas.

No PT, que vinha correndo contra o tempo e estava pressionado a decidir sobre táctica eleitoral para São Luís e já adiou por duas vezes o encontro que definirá sobre candidatura própria ou aliança, respira aliviado e dá tempo à executiva nacional se posicionar sobre os vários pedidos de coligação que foram formulados por dirigentes de partidos aliados no Maranhão para compor chapa indicando o vice.

Quatro pedidos estão colocados na mesa dos dirigentes nacionais do PT para composição em São Luís, mas os mais relevantes foram formulado pelo PCdoB, que tem como pré-candidato o deputado federal licenciado Rubens Júnior, e do PSB que solicita o apoio dos petistas para o deputado federal Bira do Pindaré.

Pelo calendário original, os partidos estavam obrigados a fazer suas convenções para definições de candidaturas e alianças entre 20 de julho a 5 de agosto e se viam pressionados a tomar decisões, agora poderão analisar suas demanda sem a urgência de outrora. O encontro municipal do PT, por exemplo, já não tem tanta pressa, pois podem realizar suas convenções para definições de candidaturas entre 31 de agosto e 16 de setembro.

O drama vivido pelos petistas se repete no MDB, partidos da ex-governadora Roseana Sarney que já foi o maior do estado, mas que vem encolhendo ao longo dos anos ao ponto de não contar com um único nome em condições de disputar o pleito em condições de igualdade com a concorrência. A fragilidade da legenda atualmente tem servido para desanimar a ex-governadora se submeter ao crivo das urnas, o que pode abrir espaço para uma aliança com o candidato do DEM/PDT, deputado Neto Evangelista.

Sem tradição da política do Maranhão, mas com um atrativo importante chamado tempo de televisão, principalmente em tempos de pandemia do coronavírus, o PSL também ganha tempo para tentar convencer o ex-prefeito Tadeu Palácio a voltar à arena política na condição de representante do partido na sucessão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT). Caso Tadeu continue arredio, o campo estará aberto para conversações com outros pré-candidatos, pois propostas é o que não falta.

Em dificuldade maior encontra-se o PSDB. O partido term como pré-candidatura o polêmico Wellington do Curso, mas seu dirigentes maior , o senador Roberto Rocha, simplesmente ignora seu companheiro de partidos e não esconde sua preferência pelo pré-candidato do Podemos, Eduardo Braide. Nos bastidores da sucessão os comentários são que o senador estaria  articulando a vice de Braide para o seu filho, ex-vereador Roberto Rocha Júnior.

De um modo geral, o adiamento das eleições, além de tentar preserva a população contra a pandemia, vai permitir que que as legendas, inclusive as consideradas nanicas, avaliem melhor suas alianças.

  • Jorge Vieira
  • 1/jul/2020

Câmara aprova adiamento das eleições municipais para novembro

A Câmara dos Deputados aprovou, em segundo turno, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 18/20, que adia as eleições municipais deste ano devido à pandemia causada pelo novo coronavírus. O placar de votação no segundo turno foi de 407 votos a 70. Pouco antes, no primeiro turno, foram 402 votos favoráveis e 90 contrários.

Segundo o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o texto será promulgado nesta quinta-feira (2), às 10 horas, pelo Congresso Nacional.

Oriunda do Senado, a PEC determina que os dois turnos eleitorais, inicialmente previstos para os dias 4 e 25 de outubro, serão realizados nos dias 15 e 29 de novembro. Por meio de uma emenda de redação, deputados definiram que caberá ao Congresso decidir sobre o adiamento das eleições por um período ainda maior nas cidades com muitos casos da doença.

“A alteração do calendário eleitoral é medida necessária no atual contexto da emergência de saúde pública”, defendeu o relator, deputado Jhonatan de Jesus (Republicanos-RR). “Os novos prazos e datas são adequados e prestigiam os princípios democrático e republicano, ao garantir a manutenção das eleições sem alteração nos mandatos”, continuou.

Além de adiar as eleições, a PEC, de autoria do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), estabelece novas datas para outras etapas do processo eleitoral de 2020, como registro de candidaturas e início da propaganda eleitoral gratuita (veja quadro). Apenas a data da posse dos eleitos permanece a mesma, em 1º de janeiro de 2021. (Fonte: Agência Câmara de Notícias)

 

 

  • Jorge Vieira
  • 1/jul/2020

Retomadas as cirurgias eletivas em São José de Ribamar 

Marca da atual gestão, as cirurgias eletivas foram retomadas no Hospital Municipal. A ação é promovida pela Prefeitura de São José de Ribamar, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SEMUS), e já beneficiou milhares de ribamarenses.

O objetivo é, além de minimizar a fila de espera por cirurgias, oferecer, também, melhor qualidade de vida à população ribamarense.

Os procedimentos foram interrompidos desde quando a crise sanitária do Novo Coronavírus iniciou na cidade e o hospital foi adaptado para receber pacientes com casos da doença. Agora, com os números positivos e apenas uma internação de pessoa infectada as cirurgias eletivas estão de volta.

Para se ter uma ideia, desde 2017 foram realizados mais de 4000 cirurgias eletivas.

Durante o dia de hoje, 01 de julho, serão realizadas pelo menos 10 pequenas cirurgias como eletrocauterização de lesão, exerese de lesão dorsal, de lipoma, de lesões de face, entre outras.

As Cirurgias Eletivas são aquelas que, apesar de não serem de urgência, incomodam muito as pessoas. Além disso, é escolher a melhor data para ser realizado o procedimento cirúrgico e são realizadas após diversos exames feitos para obter as melhores condições de saúde do paciente.

  • Jorge Vieira
  • 1/jul/2020

Secretários do Governo Flávio Dino reforçam pré-candidatura de Rubens Jr

Além do secretário de Saúde, Carlos Lula, que já declarou apoio à pré-candidatura de Rubens Jr (PCdoB) à prefeito de São Luís, nesta quarta-feira (01), foi a vez da secretária da Gestão, Patrimônio e Assistência dos Servidores (Segep), Flávia Alexandrina, anunciar que estará no projeto eleitoral do partido do Governador Flávio Dino em 2020.

Segundo a secretária, Rubens Júnior reúne valores essenciais para um gestor público. “Estou falando de lealdade, de compromisso com trabalho e de empatia. Neste momento em que convivemos com uma crise sanitária sem precedentes, da qual resulta em graves dificuldades econômicas e financeiras, Rubens entra em cena como pré-candidato a prefeito que apresenta propostas diferentes, originadas do debate constante com a comunidade, com lideranças e com especialistas de diversas áreas. Esta é a grande razão para caminharmos juntos”, explicou Flávia.

Partido da Mulher Brasileira – Na última semana, o Partido da Mulher Brasileira (PMB) oficializou que passa a integrar a pré-campanha do deputado federal licenciado à prefeitura de São Luís. “É com muita alegria que recebemos o apoio do PMB à nossa pré-candidatura. Já é o 4º partido declarado, que se junta ao PCdoB, Progressistas (PP) e Democracia Cristã (DC), formando a maior ‘coligação’ dessa pré-campanha. Isso mostra que nosso projeto é sólido e está sendo construído com boas discussões, por um único propósito: construir uma São Luís cada vez melhor”, finalizou Rubens.

  • Jorge Vieira
  • 1/jul/2020

Flávio Dino defende dinheiro ‘direto na conta’ dos pequenos empresários

Em diálogo com o ex-presidente Lula, nesta segunda-feira (29), o governador do Maranhão defendeu um auxílio emergencial para as micro e pequenas empresas, com dinheiro direto na conta, em vez de crédito.
“ A situação das micro e pequenas empresas é dramática. Havia uma ideia de que bastaria abrir o comércio que tudo ia voltar ao normal. Muita gente está descobrindo que não. Uma nota da Associação Brasileira de Shopping Center de São Paulo mostra que a queda no consumo tem sido de 70% a 80%. Em vez de crédito, deveria ser criado um auxílio emergencial agora, já, para as micro e pequenas empresas”, assegurou Dino.

O repasse imediato de recursos diretamente na conta de micro e pequenas empresas também foi defendido pelo ex- presidente Lula com o objetivo de evitar total desorganização da economia.

“O dinheiro tem que estar lá no dia seguinte, para quando a pessoa precisa. O Governo Federal oferece uma coisa e não entrega. Seria muito melhor que o governo colocasse à disposição esse dinheiro para manter empregos e dar condições aos micro e pequenos empreendedores do Brasil. Seria muito mais barato para o país”, disse Lula.

  • Jorge Vieira
  • 1/jul/2020

MP Eleitoral quer evitar fraudes nas cotas de gênero das eleições proporcionais

O Ministério Público Eleitoral, por meio da Procuradoria Regional Eleitoral no Maranhão, expediu a Orientação Normativa PRE 02/2020, aos promotores eleitorais para assegurar o cumprimento das cotas de gênero nas eleições proporcionais e estabelecer medidas de punição às fraudes ou desvirtuamento da política pública de cotas pelos órgãos partidários.

De acordo com o documento e a Lei 9.504/1997, nas eleições proporcionais, cada partido político deve registrar o mínimo de 30% e o máximo de 70% para candidaturas de cada sexo, considerando a diversidade de gênero. Assim, é fundamental que haja efetiva fiscalização e o cumprimento das cotas de gênero ainda no período de registro de candidaturas.

Dessa forma, a partir das eleições de 2020, em que os partidos deverão encaminhar à Justiça Eleitoral, junto ao Demonstrativo de Regularidade de Atos Partidários (Drap), uma lista de candidatos e candidatas que disputarão o pleito municipal, o MP Eleitoral orienta aos promotores eleitorais, entre outras instruções, que requeiram o indeferimento do pedido de registro do partido político sempre que houver indícios de fraude à cota de gênero.

Além disso, os promotores eleitorais também devem ajuizar as demandas judiciais cabíveis com a Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (Aime) e a Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije), para coibir fraudes no lançamento de candidaturas femininas.

Para o procurador regional Eleitoral, Juraci Guimarães, “num país cuja construção histórica fundamentou-se no patriarcado, o espaço político é privilégio quase exclusivo masculino. Isso se espelha ainda hoje, no qual apenas 10% das cadeiras do Congresso Nacional é ocupado por mulheres, o que nos coloca num dos países do mundo com a menor participação política feminina, atrás de países como Arábia Saudita, Iraque e Afeganistão. Assim, são necessárias ações afirmativas para reparar essa injustiça histórica”, disse.

Além disso, ele afirma que “desde a implementação dessa ação afirmativa que garante cotas para participação feminina nas candidaturas, tem-se observado fraudes em sua execução, o que desvirtua por completo a sua razão de ser. Assim, nas eleições de 2020, o Ministério Público Eleitoral fiscalizará de perto o seu cumprimento, impugnando partidos e candidatos que não atenderem às suas exigências”, concluiu. (Fonte: MPE)

1 2 3 4 2.070

Rádio

Rádio Timbira Ao Vivo

Buscar

Mais Lidas

As politicagens de Wellington do Curso  
Partido Cidadania oficializa apoio a pré-candidatura de Rubens Júnior nesta sexta-feira
Secretário Clayton Noleto declara apoio à pré-candidatura de Rubens Júnior
Partidos ganham  tempo para definirem futuro nas eleições municipais
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz