Logo Blog
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz
  • Jorge Vieira
  • 16/jul/2024

Othelino critica licitação do governo de R$ 52,3 milhões para compra de lanches

O deputado estadual Othelino Neto denunciou, na tribuna da Assembleia Legislativa, uma licitação do governo Carlos Brandão de R$ 50 milhões para comprar lanches. “O Maranhão é um estado pobre, cujos serviços públicos estão deteriorados, muitos dos quais parados, porque o governo do calote não paga os fornecedores, não honra com os prestadores de serviços. Esse mesmo Estado, que enfrenta tantas dificuldades financeiras, pretende gastar R$ 50 milhões para o fornecimento de alimentação preparada tipo cofee break”, criticou o parlamentar .

Segundo Othelino, enquanto o governo “torra” esses R$ 50 milhões, nos restaurantes populares caiu a qualidade da alimentação. Entre os itens relacionados no pacote, mesas de apoio, copos de vidro, xícaras, pires, talheres, inox, descartáveis, salgados frios e também salgados quentes, além de uma opção vegetariana para aqueles que não gostam de carne.

Na tribuna, Othelino citou outros tipos de lanches, contemplados pela licitação de R$ 52,3 milhões: bauruzinho, mini croissant, doces como bolo caseiro, de cenoura com cobertura de chocolate, fubá, laranja, chocolate e banana.

“R$ 52,3 milhões. Quero que todos vejam bem com o que está sendo gasto todo esse recurso . Como é muita coisa, eu não vou ler todos os itens não, só mais alguns. Têm sucos de abacaxi, manga, melancia, canapés, salgadinhos, nhoque. Muita gente não vai se lembrar porque não é muito ligado em comida italiana, mas tem também ravioli, nhoque, capeletti, dois tipos de doce, mousses, tortas de frutas, torta de limão, bomba de creme ou chocolate ou brownie. Bom, são alguns exemplos”, mencionou Othelino .

O deputado disse que é normal os serviços públicos contratarem serviços de buffet e de comidas para os eventos oficiais. Mas, segundo ele, é preciso ter o cuidado com os excessos, porque eles chocam as pessoas.

“O cidadão que está há dois anos esperando para ser atendido numa unidade de saúde do Maranhão, a cidadã que não consegue sair de sua casa porque a estrada está esburacada. Aquele que está esperando a escola lá no povoado Bacabalzinho, na cidade Anajatuba, há três meses, sem poder estudar, porque o governo começou a obra, não pagou o prestador de serviço e a ela foi suspensa. Essas pessoas não podem esperar por soluções, enquanto todo esse recurso é aplicado em lanches”, argumentou.

“Quando ele olha, 207 milhões para festa, 50 milhões para canapés, é claro que o cidadão se revolta. E eu trago este assunto à tribuna para, infelizmente, lamentar no que está se transformando o Maranhão”, arrematou Othelino Neto.

  • Jorge Vieira
  • 16/jul/2024

Decisão do TRE-MA é mais um revés de Fernando Braide e Wellington do Curso; mandatos em risco

É cada vez mais complicada a situação dos deputados Fernando Braide (PSC) e Wellington do Curso perante a Justiça Eleitoral no processo que culminou com a da corte do Tribunal Regional Eleitoral de cassar toda a chapa do PSC nas eleições de 2022 para deputado estadual.

Nesta segunda-feira (15), o TRE-MA formou maioria para rejeitar os embargos de declaração do partido que pretendia anular a decisão que cassou a chapa da legenda por suposta fraude na cota de gênero. A decisão do Tribunal Eleitoral cabe recurso ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mas caso mantida a decisão os dois parlamentares eleitos pelo PSC perderão seus mandatos.

Fernando Braide permanece filiado ao PSC e já usou a tribuna do Poder Legislativo para denunciar o que considera um absurdo perder seu mandato por conta de atos alheios; tudo indica que lutar para não perder o que conquistou nas urnas. Com Wellington não deve ser diferente, mesmo tendo pela frente uma campanha para prefeito de São Luís.

Atualmente no partido Novo, Wellington do Curso é candidato a prefeito e está com sua convenção marcada para o dia 4 de agosto, penúltimo prazo para a realização dos eventos que homologarão as candidaturas do partido para prefeito, vice-prefeito e vereador.

O julgamento foi suspenso após pedido de vista do juiz Rodrigo Maia, mas o Tribunal já formou maioria para rejeitar os embargos e manter a decisão que cassou os mandatos dos dois parlamentares. O PSC deve recorrer ao TSE após a conclusão do processo no TRE-MA.

  • Jorge Vieira
  • 16/jul/2024

Fred Maia toma posse como deputado estadual

A Assembleia Legislativa do Maranhão (Alema) deu posse, nesta terça-feira (16), ao deputado estadual Fred Maia (PDT). Ele assumirá o mandato pelos próximos 120 dias em virtude da licença do deputado Osmar Filho (PDT), que pediu afastamento do Parlamento estadual para tratar de assuntos particulares.

A posse de Maia aconteceu nos termos do artigo 5º, parágrafo 3º do Regimento Interno da Alema. Ex-prefeito do município de Trizidela do Vale (distante aproximadamente 270 km de São Luís), Fred Maia assumiu com o compromisso de atuar por todo o Maranhão, em especial no desenvolvimento de ações em prol dos municípios da região do Médio Mearim.

A posse do mais novo deputado foi acompanhada por familiares, amigos, admiradores e diversos correligionários que lotaram a galeria do Plenário Deputado Nagib Haickel. Durante a sessão, conduzida pelo deputado Neto Evangelista (União Brasil), Fred Maia destacou a alegria de assumir uma das 42 cadeiras no Palácio Manual Beckman, ressaltando, ainda, que honrará os mais de 31 mil votos que obteve nas eleições de 2022.

“Estarei aqui para conseguir algo mais em prol do povo do Maranhão, em especial na região do Médio Mearim. Estarei apto para trabalhar de forma aguerrida, como todos me conhecem, para fazer um diferencial para o nosso povo do Maranhão”, frisou.

Ainda em seu discurso de posse, o mais novo parlamentar fez um breve resumo da sua trajetória política, destacando seus principais feitos durante a sua gestão à frente do executivo municipal de Trizidela do Vale entre os anos de 2013 e 2020.

Ainda na sessão, o deputado Cláudio Cunha (PL), que também foi ex-prefeito da cidade de Apicum-Açu (distante aproximadamente 240 km de São Luís) por dois mandatos, destacou o caráter municipalista que Fred Mais coloca em todas as suas ações.

“Testemunhei a sua determinação em todas as pautas. Você sempre erguia a sua voz na defesa dos munícipes, não só da sua cidade, mas do Maranhão. Quando se defende um tema municipal, ele se amplia para os demais municípios”, afirmou.

O deputado Zé Inácio (PT), por sua vez, também parabenizou Fred Maia pela posse. “A Assembleia ganha um grande deputado, alguém que teve a experiência de ter passado pelo Executivo, ou seja, que conhece os problemas do Maranhão. Tenho a certeza de que vai contribuir muito com o nosso estado”, destacou.

  • Jorge Vieira
  • 16/jul/2024

Jerry faz avaliação do momento atual da política em entrevista concedida a O Imparcial

O presidente estadual do PCdoB, Márcio Jerry (PCdoB), partido que integra a federação Brasil Esperança com PT e PV, repercutiu em sua rede social a entrevista que concedeu ao jornal O Imparcial na qual apresenta suas impressões sobre o quadro político atual, inclusive sucessão municipal, relação com Carlos Brandão e legado de Flávio Dino. Em sua publicação, o deputado federal destacou o que considera os cinco pontos centrais. Veja abaixo.

“Da entrevista que concedi ao jornal http://banca.oimparcial.com.br destaco nesse fio alguns pontos centrais” :

  1. Sobre pré-candidatura do @DuarteJr: “A Federação Brasil da Esperança tem posição clara e ativa de apoio ao nome do deputado Duarte Júnior. Estamos mobilizando todo nosso time, nossa aguerrida militância, para fazer a diferença e ajudar decisivamente a levar o nosso candidato ao segundo turno.”

 

  1. Sobre legado de Flávio Dino : “Flávio Dino é ministro do STF, o que é motivo de orgulho para todos nós que com ele construimos um exitoso projeto para o Maranhão. Portanto, ele está fora da política partidária e suas disputas. Atribuo a essa questão de ser lembrado como um líder político mais próximo a ele a um processo natural de identidade com o legado do ex-governador Flávio Dino, afinal sou parte disso, coordenei as campanhas dele, ajudei a formular e tornar vitorioso um projeto de mudanças no Maranhão sob liderança dele.”

 

  1. Mais sobre Flávio Dino e quem o defende: “Temos vários quadros valorosos que se identificam com o que fez pelo Maranhão o ministro Flávio Dino e por isso mesmo temos todos muita responsabilidade em não deixar que se apague essa trajetória, esse legado e suas repercussões no momento presente e no futuro.”
  2. Sobre governo @carlosbrandaoma e sua base: “Governador lidera uma frente ampla, que naturalmente tem divergências internas. Cabe sempre a ele mediar essas divergências. Nosso campo, por exemplo, tem sempre uma atuação estruturada em torno dos princípios e programa que levaram Flávio Dino ao governo duas vezes e depois conduziu o próprio Carlos Brandão. “

 

  1. E sobre futuro, sobre 2026 : “Ainda é muito cedo. No processo que construímos para a eleição e reeleição de Flávio Dino e a eleição de Carlos Brandão emerge um nome natural do nosso campo que é o vice governador Felipe Camarão. Para o Senado é um processo que demora mais, se estrutura mais lentamente concomitante à definição do projeto eleitoral para governador.”

  • Jorge Vieira
  • 15/jul/2024

CPI dos Contratos emergenciais da prefeitura de São Luis pode impactar na campanha de Braide

A CPI dos Contratos Emergenciais instalada pela Câmara Municipal de São Luís para investigar supostas corrupção nos contratos emergências da Prefeitura de São Luís poderá impactar diretamente no projeto de reeleição do prefeito Eduardo Braide (PSD) e arranhar sua imagem de bom gestor. Tudo vai depender a confirmação da denúncia feita pelo empresário Antônio Calisto Vieira Neto, convocado para prestar esclarecimentos sobre a grave acusação. Caso o acusador confirme e apresente provas, o chefe do Executivo poderá sofrer avaria em seu projeto de renovar o mandato por mais quatro anos.

O empresário, que havia sido convidado para esclarecer o teor de suas acusações, mas não pode comparecer à oitiva que estava marcada para acontecer na tarde de sexta-feira (12), mas que não pode comparecer por se encontrar fora do país, diante da ausência, agora está convocado e terá que confirmar ou negar a denúncia que fez através de rede social de supostas irregularidades que estariam ocorrendo na administração municipal

Para o presidente da CPI, vereador Álvaro Pires (PSB), a justificativa do empreiteiro não foi convincente. Por isso, segundo destacou, pediu que o convite fosse transformado em convocação.  A nova data do depoimento foi marcada para a próxima quinta-feira, dia 18 de julho, a partir das 14h, no plenário Simão Estácio da Silveira.

“Este empresário foi convidado para participar de uma audiência, mas nos enviou uma justificativa, por meio de sua assessoria jurídica, que se encontra na Europa e que, por isso, não poderia comparecer para prestar depoimento. Com a sua ausência, a CPI achou por bem transformar o convite em convocação para que ele venha esclarecer essa grave acusação com o gestor maior desta cidade”, afirmou.

Calisto, que é sócio-proprietário da Construmaster Construções e Locações, foi convidado a depor após denunciar supostas irregularidades relacionadas a sua participação na Concorrência nº 001/2023 da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp).

“Esta não é uma CPI política, mas uma CPI técnica. E uma das principais funções desta Casa é fiscalizar. A população nos cobra uma resposta em relação a essa grave denúncia que foi feita por este empresário acusando gravemente o secretário de obras e o prefeito da cidade”, completou o parlamentar.

Caso seja comprovada a denúncia do empresário, o prefeito Eduardo Braide terá que dar muitas explicações durante a campanha, pois seguramente o tema será explorado por seus adversários. Até o momento o chefe do Executivo municipal parece não está dando muita importância à denúncia e mantém-se em silêncio.

  • Jorge Vieira
  • 13/jul/2024

Em debate sobre transporte público, Duarte defende tarifa zero para estudantes de São Luís

O deputado federal e pré-candidato à Prefeitura de São Luís, Duarte Júnior (PSB-MA), reuniu nesta sexta-feira (12), diferentes segmentos da sociedade em uma nova rodada de debates do projeto “Bora Resolver”. Esta etapa da ação foi realizada no Espaço Orienta e teve como tema central “Transporte Público e Tarifa Zero”.

Duarte ouviu a opinião de especialistas e relatos de estudantes e trabalhadores sobre inúmeras falhas presentes no atual sistema de transporte público de São Luís. O parlamentar defendeu a criação da tarifa zero para todos os estudantes da capital e vai incluir a medida em seu programa de governo.

“Durante a nossa gestão na Prefeitura de São Luís nós vamos, sim, garantir tarifa zero para os nossos estudantes. Na nossa gestão, estudante não pagará pelo transporte público. Estudante hoje, que tem direito à meia-passagem porque é um direito garantido por lei federal, não vai pagar passagem, vai ter passagem livre, catraca liberada”, afirmou Duarte.

O evento contou com a participação do deputado federal, secretário nacional de Comunicação do Partido dos Trabalhadores (PT) e ex-secretário de Transportes de São Paulo, Jilmar Tatto.

Para Tatto, o modelo de transporte público utilizado no Brasil é marcado por um “círculo vicioso”, onde o passageiro é quem paga a conta. Ele aponta que o atual modelo é caracterizado por tarifas caras, o que leva a diminuição de passageiros, e, por conseguinte, em uma menor arrecadação de recursos para o transporte público, piora na qualidade do serviço e migração dos usuários para outros modais – levando até mesmo à imobilidade.

Além de investimentos na infraestrutura das cidades para atender pedestres, ciclistas, transporte público, transporte de cargas, automóveis e motocicletas, Jilmar Tatto defende a implantação de um Sistema Único de Mobilidade, com a criação de um Fundo Municipal de Transportes, que, segundo Jilmar Tatto, poderia ter várias fontes de custeio, incluindo repasses estaduais e federais.

“É um prazer estar em São Luís discutindo a tarifa zero. Nós já temos 116 cidades no Brasil que tem a tarifa zero. É um sonho possível. Nós estamos aqui para debater esse tema da mobilidade, um tema tão importante e vital para o país”, frisou Tatto.

A assistente social e suplente de vereadora Creuzamar de Pinho também participou do debate e falou que é preciso pensar um sistema onde o transporte deixe de ser mercadoria e passe a ser política pública.

“Hoje temos em São Luís um sistema que não atende nossos desejos, que não atende às nossas necessidades. Falar do transporte é essa garantia do direito à cidade. Sem transporte ninguém consegue chegar num posto de saúde, numa escola. O preço da passagem é caro”, ressaltou.

O co-vereador do Coletivo Nós, Eni Ribeiro, morador da área Itaqui-Bacanga, falou sobre os problemas enfrentados pela região e as promessas que não foram cumpridas pelo atual prefeito, como a construção de um Terminal de Integração.

“Na composição da tarifa você paga 30% do ar-condicionado. Consumidores estão sendo lesados. A gente não conseguiu pressionar o poder público a fazer uma licitação. Até hoje a cidade não sabe o custo do transporte. São Luís tem a menor renda per capita e uma das maiores passagens”, explicou ele, que milita há mais de dez anos a favor do passe livre estudantil.

Sobre o Bora Resolver – Lançado para ouvir os anseios e demandas da própria população ludovicense, a cada reunião o projeto “Bora Resolver” apresenta um novo eixo temático de debates. A ideia de Duarte Júnior é dialogar com moradores, lideranças e representantes de todas as regiões da cidade para, a partir das escutas populares, construir um plano de governo plural, democrático e que atenda aos anseios de quem mora em São Luís.

  • Jorge Vieira
  • 13/jul/2024

“O ‘cidadão de bem’ vai apoiar o ‘ladrão de joias’?”, questiona filósofa Marcia Tiburi

247 – Em uma entrevista esclarecedora ao jornalista Leonardo Attuch, editor da TV 247, a filósofa Marcia Tiburi expôs um paradoxo que desafia a lógica interna do bolsonarismo: “Como ser um cidadão de bem e apoiar um ladrão de joias?”. As declarações de Tiburi abordam as contradições morais e éticas que emergiram com as recentes investigações sobre o ex-presidente Jair Bolsonaro.

Segundo Marcia Tiburi, o bolsonarismo enfrenta um dilema profundo com os escândalos envolvendo Bolsonaro. “O ex-presidente Jair Bolsonaro se tornou um bandido muito mequetrefe, com o escândalo do roubo das joias,” afirmou a filósofa. “Os bolsonaristas vão defender um bandido que foi ao fundo do poço da bandidagem?”

A filósofa destacou que o moralismo do bolsonarismo, que sempre se apresentou como defensor da ética e dos bons costumes, está em crise. “O moralismo morreu, mas a crença delirante não acaba”, disse ela. “Existe o bolsonarista que não se importa se Bolsonaro é bandido, porque ele também é capaz de ser bandido, mas também tem aquele que não se importa com isso. Ele gosta de Bolsonaro, porque sendo bandido ou não, permite direcionar seu próprio ódio.” Ela ainda ressaltou a união dos bolsonaristas através do ódio. “São pessoas que odeiam juntas – e permanecem unidas no ódio,” observou Tiburi. “O autoritário não vai entender nada, porque não consegue entender ou não quer entender.”

Os crimes de Jair Bolsonaro

Sobre as investigações em curso, a situação de Jair Bolsonaro se complica com os avanços das apurações da Polícia Federal (PF). Além do relatório que detalha o roubo e venda ilegal de joias, há progressos significativos no inquérito sobre fraude nos cartões de vacina. Em março, Bolsonaro foi indiciado por associação criminosa e inserção de dados falsos em sistema de informações. A investigação revelou que os comprovantes de vacinação no aplicativo ConecteSUS foram emitidos a partir de IPs de computadores do Palácio do Planalto.

A Procuradoria-Geral da República (PGR) solicitou novas diligências para investigar a suposta participação de Bolsonaro em um esquema de falsificação de registros de vacinação contra a Covid-19. A PGR também buscou esclarecimentos sobre o uso desses cartões falsos nos Estados Unidos, com um pedido de informações encaminhado ao governo americano. Caso confirmado, Bolsonaro poderia ser indiciado por uso de documento falso. “As provas são contundentes,” enfatizou Tiburi. “Bolsonaro vai acabar sendo preso, porque não dá pra deixar a coisa correr solta. Ele foi longe demais.”

Tiburi finalizou sua análise ressaltando a necessidade de ações concretas para enfrentar o legado do bolsonarismo. “O governo precisa fazer algo para a desnazificação da sociedade brasileira,” concluiu. As palavras da filósofa refletem uma urgência em lidar com as consequências políticas e sociais deixadas pelo governo Bolsonaro, destacando a importância de enfrentar o extremismo e a corrupção com firmeza e clareza moral.

1 2 3 2.637

Buscar

aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz