Logo Blog
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz
  • Jorge Vieira
  • 16/maio/2022

Governo do Estado marca presença na 18ª Agrobalsas com stands e anúncios de obras

O governador Carlos Brandão estará na 18ª edição da AgroBalsas, um dos maiores eventos de agronegócio no Maranhão, que começa nesta segunda-feira (16), a partir das 19h, na Fazenda Sol Nascente. Neste ano, a AgroBalsas tem foco no desenvolvimento, inovação, transferência de informações nacionais e internacionais e tecnologia avançada. Na ocasião da agenda, Brandão anunciará obra de pavimentação e ações de regularização fundiária para a região.

Na abertura da AgroBalsas, o governador Brandão assinará ordens de serviços autorizando a pavimentação das MAs 006 e 077, que compreende os trechos de Tasso Fragoso a Alto Parnaíba. Assinará também, termo de regularização fundiária, que será o maior na história da região.

A AgroBalsas reunirá secretarias e órgãos ligados ao tema, reforçando a itinerância da gestão estadual. A ocasião trará oportunidades de negócios, atraindo clientes com a participação de instituições, empresários, produtores rurais, pecuaristas, educadores, dentre outros. O evento é organizado pela Fundação de Apoio à Pesquisa do Corredor de Exportação Norte (Fapcen), com apoio do Governo do Maranhão, e prossegue até dia 20 de maio.

  • Jorge Vieira
  • 14/maio/2022

Time oficial de Lula no Maranhão ganha corpo com Dino, Brandão e Camarão

O movimento em favor da pré-candidatura de Lula começou a todo vapor no Maranhão. Na noite desta sexta-feira o time oficial do ex-presidente no estado deu uma verdadeira demonstração de força política e unidade em defesa do líder petista e da chapa majoritária que terá Brandão como candidato a governador, Felipe Camarão vice e Flávio Dino ao senador.

O grande ato que marcou o lançamento do time oficial de Lula no Maranhão mobilizou a militância dos partidos que integram a aliança articulada por Flávio Dino e Carlos Brandão e os movimentos sociais defensores da democracia e contra o fascismo representado pelo presidente miliciano Jair Bolsonaro.

Foi uma grande festa, marcada pela empolgação do grande público presente. Discursos vibrantes, carregados de emoção deram a dimensão deste movimento em favor do Brasil e do Maranhão. PT, PSB, embora não tenham conseguido firmar a federação, deram uma demonstração de que estão junto no projeto Lula presidente, Brandão governador, Dino senador.

“A militância dos movimentos sociais fez um belo ato político hoje, marcando o início da pré-campanha da chapa Lula e Alckmin no Maranhão. Nós, do Time do Lula, parabenizamos pela mobilização dos vários segmentos sociais, disse o ex-governador Flávio Dino em sua rede social.

Diante da dimensão do evento e do que ele representa, o governador Carlos Brandão externou sua confiança no time que entrou em campo. “Que timaço! Juntos podemos fazer muito mais pelo nosso Maranhão. Por cada maranhense. Avançamos, com muita confiança, por dias melhores para o nosso país e para o nosso estado”.

Para Felipe Camarão (PT), pré-candidato a vice na chapa de Brandão, disse que “o time da esperança já está montado. O time do Lula, Chuchu, Brandão, Camarão e Dino! Não poderíamos encerrar esse dia 13, sem um grande e importante ato político em defesa do nosso próximo presidente, o Lula. Não há dificuldade para escolher

De fato, no Maranhão, o time oficial de Lula está completo, qualquer outra manifestação que tente imitar o ato ocorrido nesta sexta-feira pode ser considerado um movimento genérico, pois a marca oficial Lula estará no palanque Brandão/Dino/Camarão.

  • Jorge Vieira
  • 13/maio/2022

Lula lidera com folga corrida presidencial, aponta pesquisa Ipespe

Pesquisa Ipespe divulgada nesta sexta-feira (13) mostra o ex-presidente Lula liderando com ampla margem a corrida pelo Palácio do Planalto. O petista tem 44% dos votos, e o segundo colocado, Jair Bolsonaro, aparece com 32%. Os números de Lula se mostraram estáveis, enquanto Bolsonaro oscilou positivamente 1 ponto, dentro da margem de erro.

No segundo turno, o ex-presidente tem uma margem de 19 pontos, chegando a 54% dos votos, contra 35% de Bolsonaro. Brancos, nulos e indecisos somam 10%.

Primeiro turno: 

  • Lula – 44%
  • Jair Bolsonaro – 32%
  • Ciro Gomes – 8%
  • João Doria – 3%
  • André Janones – 2%
  • Simone Tebet – 1%
  • Felipe d’Avila – 0%
  • Luciano Bivar – 0%
  • Vera Lúcia – 0%
  • Eymael – 0%
  • Branco/Nulo/Nenhum – 7%
  • Indecisos – 3%

A pesquisa ouviu 1 mil eleitores via telefone entre os dias 9 e 11 de maio. A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais, o índice de confiança é de 95% e o registro no TSE é BR-02603/2022.

  • Jorge Vieira
  • 13/maio/2022

Flávio Dino reage a declaração de Bolsonaro sobre “forças desarmadas”

O ex-governador Flávio Dino (PSB), pré-candidato ao Senado, reagiu às declarações do presidente Jair Bolsonaro (PL), que, em sua live semanal, mostrou insatisfação com as afirmações do presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Edson Fachin, de que quem trata de eleições no país são as “forças desarmadas”.

“Ainda não entendi a insatisfação com a declaração do Ministro Fachin, presidente do TSE. Alguém acha que não são as “forças desarmadas” que devem conduzir a eleição? Declaração nada tem de ofensiva e é consentânea com a Constituição”, disse Dino em sua rede social.

Bolsonaro, que vem criando narrativa contra as urnas eletrônicas visado criar clima propício para questionar o resultado da eleição em caso de derrota, ficou incomodado com a declaração do ministro do TSE de que “a Justiça Eleitoral está aberta a ouvir, nas jamais se curvará a quem quer que seja e que quem trata de eleições são forças desarmadas.

Diante da reação firme do TSE contra qualquer tentativa de golpe ou de interferência da Forças Armadas no processo eleitoral, o capitão baixou o tom e disse que “ninguém quer impor nada, atacar as urnas eletrônicas, atacar a democracia. Ninguém está incorrendo em atos antidemocráticos”, porém suas atitudes mostram o contrário.

Fachin, que se manifestou pela primeira vez sobre a tentativa de interferência dos militares no processo eleitoral, observou que “a contribuição que se pode fazer é de acompanhamento do processo eleitoral. “Quem trata de eleições são forças desarmadas e, portanto, a sociedade civil que, de maneira livre e consciente, escolhe seis representantes. Diálogo sim, colaboração sim, mas na Justiça Eleitoral a palavra final é da Justiça Eleitoral”

Alguém precisava dizer isso ao presidente e aos militares que apoiam seus arroubos golpistas.

  • Jorge Vieira
  • 12/maio/2022

Othelino destaca importância da OAB para garantia dos preceitos constitucionais

O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB), destacou o papel da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) na garantia dos preceitos constitucionais e do estado democrático de direito, durante a sessão solene em homenagem aos 90 anos da instituição, nesta quinta-feira (12), no Plenário Nagib Haickel.

A solenidade foi presidida pelo chefe do Parlamento Estadual e contou com a presença do presidente da OAB Seccional Maranhão, Kaio Saraiva, da vice-presidente da OAB-MA, Tatiana Costa, do desembargador Ricardo Duailibe, de advogados e representantes da advocacia maranhense, além dos deputados estaduais Socorro Waquim (PP), autora da homenagem; Wellington do Curso (PSC), Neto Evangelista (DEM) e César Pires (PSD).

Na ocasião, Othelino Neto falou sobre o protagonismo da instituição em momentos importantes para o país, estando sempre à frente na luta pela justiça e em defesa dos cidadãos.

“Essa é uma homenagem não só da Assembleia Legislativa, mas um reconhecimento do povo do Maranhão. Não há como se fazer justiça sem uma advocacia forte. A OAB tem levantado bandeiras importantes e em momentos cruciais de dificuldade pelos quais o país já passou, sendo sempre essa voz ativa e de equilíbrio para a manutenção das garantias constitucionais”, afirmou Othelino.

O chefe do Legislativo maranhense disse, ainda, que a homenagem é, também, uma reflexão sobre o papel da instituição para o estado democrático de direito. “Que a OAB continue sendo essa instituição ativa e vigilante para que ninguém se sinta no direito de se insurgir contra as regras que estão estabelecidas na Constituição”, ressaltou o parlamentar.

Orgulho – O presidente da OAB-MA, Kaio Saraiva, agradeceu à Assembleia Legislativa e ao povo do Maranhão pela homenagem. “É uma honra poder representar com muito orgulho a advocacia do nosso estado. Não posso deixar de agradecer essa justa homenagem à OAB, um reconhecimento feito não apenas às gestões, mas à advocacia e à força da instituição, que contribuiu muito para o crescimento do país”, declarou.

A deputada Socorro Waquim (PP) afirmou que a OAB sempre foi decisiva na manutenção da democracia no país. “São 90 anos de uma luta profícua e de muitos resultados positivos. Não podemos deixar de ressaltar o papel fundamental da Ordem no aprimoramento das instituições constitucionais. A OAB é fundamental para garantir a boa aplicação das leis, assim como na defesa ética dos advogados”, completou.

  • Jorge Vieira
  • 12/maio/2022

Fachin sobre questionamentos de militares: ‘Quem trata de eleições são forças desarmadas’

Estadão – Após receber inúmeros questionamentos de militares sobre o processo de realização das eleições, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Edson Fachin, enviou um duro recado à caserna. “Quem trata de eleições são as forças desarmadas”, disse ele, nesta quinta-feira, 12.

Esta foi a primeira manifestação de Fachin a respeito do assunto desde que ele encaminhou um ofício ao Ministério da Defesa com respostas às propostas do general de Divisão do Exército Heber Garcia Portella para a disputa de outubro, classificadas por técnicos do tribunal como “opinião”.

“A contribuição que se pode fazer é (…) de acompanhamento do processo eleitoral. Quem trata de eleições são forças desarmadas e, portanto, as eleições dizem respeito à população civil, que, de maneira livre e consciente, escolhe os seus representantes. Diálogo sim, colaboração sim, mas na Justiça Eleitoral a palavra final é a Justiça Eleitoral”, argumentou Fachin.

“Quem investe contra o processo eleitoral, que está descrito na Constituição, investe contra a Constituição e contra a democracia. Esse é um fato e os fatos falam por si só. Quem incita intervenção militar está praticando um ato que afronta à Constituição e a democracia”, afirmou o presidente do TSE. “Não se trata de um recado, mas de uma constatação obviamente fática”, completou ele, em alusão às ameaças de Bolsonaro.

Fachin fez as afirmações durante visita à sala do TSE onde é realizado o Teste Público de Segurança do Sistema Eleitoral (TPS), procedimento que submete as urnas eletrônicas a tentativas de invasão por hackers. O magistrado destacou que o espaço é “claro” e “transparente”, em alusão às declarações de Bolsonaro sobre a existência de uma “sala escura” no TSE na qual seriam totalizados os votos das eleições.

Bolsonaro acusa, sem provas, os técnicos da Justiça Eleitoral de ter o poder de manipular os resultados das eleições e chegou a propor uma apuração paralela, realizada pelas Forças Armadas, sob o argumento de que era preciso garantir mais transparência. Fachin disse que “a Justiça Eleitoral está aberta a ouvir, mas não está aberta a se dobrar a quem queira tomar as rédeas do processo eleitoral”.

Questionado sobre as investidas do presidente e os sucessivos questionamentos das Forças Armadas, Fachin afirmou que não recebe ou envia recados sobre o processo eleitoral. O ministro ainda minimizou o fato de os militares terem enviado mais de 88 sugestões ao TSE sobre o funcionamento das eleições, mas, durante o período de testes das urnas, não terem comparecido para avaliar a segurança dos dispositivos. Para o ministro, a ausência dos oficiais foi uma “deliberação administrativa” das Três Forças.

“Não há o que nos afaste das eleições. O Brasil terá eleições limpas, seguras, com paz e segurança no dia 2 de outubro. Ninguém interferirá na Justiça Eleitoral. Nós não admitiremos, do ponto de vista da Justiça eleitoral, qualquer circunstância que obste a manifestação da vontade soberana do povo brasileiro de escolher seus representantes”, disse. “Uma geração deu a sua vida durante 21 anos de ditadura civil-militar no Brasil para que pudéssemos a partir de 88 exercer o direito de escolher.”

Apesar dos embates, o presidente do TSE disse respeitar “todo chefe de Estado democraticamente eleito” e observou estar disposto a conversar com aqueles que queiram o diálogo. Ao final do pronunciamento, Fachin garantiu: “Quem vai ganhar as eleições de 2022 no Brasil é a democracia. Nós vamos diplomar os eleitos até o dia 19 de dezembro, e isso certamente acontecerá”.

  • Jorge Vieira
  • 12/maio/2022

Edivaldo diz que os problemas do Maranhão não serão resolvidos com brigas, mas com trabalho e união

Pré-candidato ao governo do estado pelo PSD, o ex-prefeito de São Luís Edivaldo Holanda Junior, que esta semana faz visitas a vários municípios da região do Médio Mearim, em vídeo publicado em sua rede sociais, adverte que os problemas do Maranhão não serão resolvidos com brigas, mas com muito trabalho e união.

“Tenho dito por onde passo, conversando com as pessoas, que não é com brigas que vamos resolver os problemas do nosso estado, mas com trabalho e união. É assim que pretendo administrar o Maranhão, se Deus me permitir chegar ao governo”, observa Edivaldo.

Na avaliação do ex-prefeito da capital, o Maranhão precisa de um governo que busque união. “Nós estamos cansados de brigas, brigas políticas que atrapalham o desenvolvimento das cidades, que atrapalham o desenvolvimento do nosso estado”.

Para Edivaldo, “o próximo governador precisa estar buscando ao lado do governo federal, independente de que é o presidente, melhorias, unindo forças com todos os políticos do estado e buscando trazer soluções para os problemas do Maranhão”.

Bem situado nas pesquisas e com perspectiva decrescimento, o ex-prefeito mais bem avaliado da história da capital, percorre o interior do estado pregando a paz e defendendo suas propostas que visam melhorar a qualidade de vida da população maranhense.

1 2 3 2.353

Buscar

Mais Lidas

Contradição: Bolsonaro acaba com a Reforma Agrária e Fetaema apoia bolsonarista no Maranhão
Bolsopetistas fazem jogo de Weverton e tentam boicotar nome de Lula no Maranhão
Bira chama Bolsonaro de "cínico" por contestar somente na véspera da eleição política de preço da Petrobras
Edivaldo diz que os problemas do Maranhão não serão resolvidos com brigas, mas com trabalho e união
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz