Logo Blog
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz
  • Jorge Vieira
  • 4/ago/2021

Lula vence Bolsonaro no primeiro turno e em todas as simulações de segundo, diz pesquisa Quaest

247 – Pesquisa Quaest Consultoria, divulgada nesta quarta-feira (4), apontou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na liderança isolada, com 46% dos votos na simulação de primeiro turno. Jair Bolsonaro apareceu na segunda posição, com 29%, seguido pelo ex-ministro Ciro Gomes (PDT), com 12%.

Em um segundo cenário, com Sérgio Moro, José Luiz Datena (PSL) e João Doria (PSDB), o petista varia dentro da margem de erro, ficando com 44%. Com Eduardo Leite (PSDB) e Luiz Henrique Mandetta (DEM) na disputa, Lula atinge 45%.

O ex-presidente vence em todas as simulações de segundo turno. Contra Bolsonaro, o petista alcança 54% contra 33%. Contra Ciro, vence por 53% a 23%, e Mandetta, por 58% a 14%.

De acordo com a pesquisa, Lula é o único entre os pré-candidatos em que o potencial de voto é maior que a taxa de rejeição. Ao todo, 58% dizem que podem votar nele, contra 41% que dizem que não.

O levantamento foi feito com 1.500 entrevistados, de 29 de julho a 1 de agosto em 95 cidades das 27 unidades da federação. O nível de confiança é de 95% e a margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

  • Jorge Vieira
  • 4/ago/2021

“Estou a disposição do grupo a qual faço parte para qualquer missão”, diz Felipe Camarão sobre candidatura ao governo

O secretário de Educação do Estado, Felipe Camarão (PT), em entrevista nesta manhã de quarta-feira (4) à TV Mirante, quadro Bastidores, reafirmou sua condição de pré-candidato a deputado federal, porém admitiu que, se for desejo do grupo ao qual pertence, está à disposição para cumprir qualquer missão.

A declaração do secretário, recém filiado ao Partido dos Trabalhadores e especulado com suposto plano “B” do governador Flávio Dino, veio em resposta a uma pergunta da jornalista Carla Lima se ele teria pretensão de disputar o Governo do Estado nas eleições de 2022.

“Além de amigo, fiel e leal do governador Flávio Dino, faço parte do grupo liderado pelo governador, também sou militante do PT. A minha pretensão é ser pré-candidato a deputado federal, obviamente estou à disposição desse grupo político ao qual faço parte, do partido ao qual faço parte para qualquer missão”, observou Camarão.

Felipe Camarão disse ainda que após mais de seis anos como secretário, de outros cargos que já exerceu e de sua formação tem a convicção de que pode colaborar muito com o Estado e se sente preparado para novos desafios em outras áreas.

Para concluir a entrevista, falou como pré-candidato sem dizer a qual cargo: “Estou com muita vontade de colocar meu nome à disposição do povo do Maranhão para poder trabalhar ainda mais do que já fiz neste período”.

O secretário, que foi acolhido  por unanimidade das correntes que atuam no PT local e seu nome já consta com filiado do partido na Justiça Eleitoral, também é especulado como vice na chapa que receberá o apoio de Dino.

O presidente estadual do partido, Augusto Lobato, defende participação na chapa majoritária como vice ou primeiro suplente do candidato ao Senado, Flávio Dino.

  • Jorge Vieira
  • 4/ago/2021

Maranhão ultrapassa 4 milhões de doses aplicadas contra coronavírus

O Maranhão ultrapassou nessa terça-feira a marca de 4 milhões de doses de vacinas aplicadas contra coronavírus.

Os esforços para imunizar a população continuam. Além do transporte para distribuir as doses, o Governo do Estado promove os Arraiais da Vacinação contra a Covid-19., em parceria com as prefeituras

Entre as cidades beneficiadas, nesta semana, estão Vitorino Freire, São Raimundo das Mangabeiras, Paraibano, Brejo, São Bento e São Bernardo.

  • Jorge Vieira
  • 3/ago/2021

Assembleia manterá prioridade no combate à pandemia, diz Othelino na reabertura dos trabalhos

O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB), destacou, nesta terça-feira (3), a retomada das sessões plenárias, de forma híbrida (presencial e remoto), durante três vezes na semana, com todos os expedientes, além do retorno gradual do acesso às dependências da Alema.

O chefe do Legislativo afirmou que os projetos voltados para o combate à pandemia continuarão sendo prioridade. “Assim como no primeiro semestre, vamos trabalhar muito apreciando projetos importantes para o Maranhão e, com muita determinação e com a sensação de união de esforços, vamos continuar tratando com prioridade os temas voltados para o enfrentamento da Covid-19”, enfatizou.

Othelino disse, ainda, que, com o avanço do número de vacinados, o acesso às dependências da Alema voltará à normalidade gradativamente. “Esperamos que, em setembro, possamos avançar mais. Com a expansão de pessoas vacinadas com a segunda dose, temos a confiança de que poderemos avançar, ainda mais, e permitir o acesso de mais pessoas à Casa Legislativa”, explicou.

O líder do Parlamento estadual também enfatizou a importância do retorno da sessão plenária com todos os expedientes, que, segundo ele, favorecem a boa discussão política da Casa. “É razão de grande alegria poder voltar, cada vez mais, à rotina. Nós continuaremos, claro, apreciando projetos de lei, de autoria dos deputados, do Poder Executivo, Judiciário ou dos órgãos institucionais que enviam matérias para apreciarmos”, garantiu.

Resolução – A Resolução Administrativa nº 538/2021, publicada no Diário Oficial da última sexta-feira (30), determinou a retomada dos trabalhos presenciais no Parlamento Estadual com a realização das sessões plenárias às terças, quartas e quintas-feiras, obedecendo ao sistema híbrido.

Determinou, ainda, o uso obrigatório de máscaras faciais de proteção para todas as pessoas que transitarem dentro das instalações da Assembleia Legislativa.

  • Jorge Vieira
  • 3/ago/2021

Justiça condena ex-prefeito de Pindaré-Mirim por improbidade administrativa

Com base em Ação Civil Pública por Improbidade Administrativa oferecida pelo Ministério Público do Maranhão, a justiça emitiu, nesta segunda-feira, 2, sentença condenatória contra o ex-prefeito de Pindaré-Mirim Walber Pereira Furtado, devido à falta da prestação de contas da segunda parcela, no valor de R$ 581.028,55, do convênio firmado com a Secretaria de Estado das Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid) para o asfaltamento de vias urbanas.

O ex-gestor municipal foi condenado com base na Lei 8.429/92, que dispõe sobre as sanções aplicáveis aos agentes públicos nos casos de enriquecimento ilícito no exercício de mandato.

O repasse total recebido pela gestão do ex-prefeito foi de R$ 1.016.799,96.

A ausência de prestação de contas levou a Prefeitura de Pindaré-Mirim à inadimplência no Cadastro dos Órgãos Estaduais (CEI), impossibilitando, assim, a atual gestão de celebrar outros convênios e receber novos repasses.

De acordo com a atual gestão municipal, ao deixar o cargo, em 2017, o ex-prefeito não deixou nenhuma documentação na sede da Prefeitura, impedindo que o novo prefeito atue no caso.

A Ação Civil foi formulada pelo promotor de justiça Cláudio Borges dos Santos.

CONDENAÇÃO- Walber Pereira Furtado deverá ressarcir a Prefeitura de Pindaré-Mirim no valor referente à segunda parcela do convênio com a Secid, bem como terá de pagar multa no valor correspondente a cem vezes o seu salário enquanto era prefeito.

Durante três anos, o ex-prefeito fica proibido de firmar contratos com o poder público, assim como de receber benefícios ou incentivos fiscais e creditícios.

Também foi determinada a suspensão dos direitos políticos, pelo período de cinco anos, que será realizada apenas após o trânsito em julgado da sentença condenatória.

  • Jorge Vieira
  • 3/ago/2021

Apesar dos comentários, deputado Neto Evangelista diz não acreditar em desistência de Weverton

Em conversa descontraída com jornalista nesta manhã de terça-feira (3), antes da sessão plenária de reabertura dos trabalhos de Assembleia Legislativa, o deputado Neto Evangelista (DEM), diante de fortes comentários sobre uma possível desistência da pré-candidatura do senador Weverton Rocha (PDT) ao governo do estado, disse que, caso isso venha ocorrer, provocaria uma grande frustração em cerca de 70 prefeitos que já teriam se comprometido. Ele admitiu, no entanto, que não acredita nessa possibilidade.

O deputado afirmou que o senador pedetista tem garantido a seus aliados que não abre mão de concorrer e que será candidato em qualquer situação. Para Neto, diante da dificuldade de acordo, é mais provável que o grupo tenha dois candidatos.

É bom lembrar que o presidente nacional do PDT, ex-ministro Carlos Lupi, em recente entrevista à TV Meio Norte, afirmou que Weverton será candidato com ou sem apoio de Flávio Dino. Lupi esteve com o governador no Palácio dos Leões para tentar um compromisso em torno do representante do seu partido, mas saiu do encontro falando em conquistar o coração de Dino.

Aliados do vice-governador Carlos Brandão, que mostrou força política na última sexta-feira (30 de julho) ao reunir 103 prefeito num avento político em Presidente Dutra acreditam que o governador possui argumentos para convencer o pedetista a desistir da disputa, aguardar sua vez e apoiar o candidato do grupo onde a tendência é acompanhar o vice-governador, que estará sentado na cadeira de governador, conhece todos os programas e projetos em execução e já se comprometeu em dar continuidade.

Na avaliação de Neto Evangelista, o pré-candidato do PDT montou uma estrutura sólida que lhe impede de recuar. Conforme o deputado do DEM, além dos prefeitos, outros seis partidos estão no projeto e um recuo ficaria muito difícil para o senador reorganizar para eleições futuras, pois ficaria desacreditado.

Conforme o deputado do DEM, partido que convive com um racha familiar Resende, está divida entre apoiar  Weverton Rocha ou Carlos Brandão, a essa altura dos acontecimentos, desistir não seria a melhor opção para o pré-candidato do PDT.

E o jogo só tá começando, resta saber como vai terminar. “Quem viver verá”.

  • Jorge Vieira
  • 2/ago/2021

Flávio Dino: “Bandidos que estão pregando cancelamento das eleições devem ser contidos enquanto há tempo”

Sem citar nomes, mas com a carapuça servindo perfeitamente no presidente Jair Bolsonaro (sem partido), no general Braga Neto e seus seguidores na defesa da volta do voto em papel ou cancelamento das eleições de 2022, o governador Flávio Dino defende que os outros poderes os contenham.

“Entre muitos, Locke e Montesquieu ensinam-nos que somente o poder limita o poder. Discursos e notas são úteis. Mas esses bandidos que estão pregando cancelamento de eleições devem ser contidos enquanto há tempo. E somente outros Poderes conseguirão, no exercício dos seus deveres”, defendeu Dino, através de sua rede social.

Nesta segunda-feira, ex-presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) desde 1988, o atual presidente, Luís Roberto Barroso, o vice-presidente Edson Fachin, o presidente do STF, Luiz Fux e vários ministros do Supremo Tribunal Federal divulgaram uma nota em defesa da urna eletrônica e do atual modelo de votação no país.

A, manifestação de Barroso e dos ex-presidentes do TSE trata-se de espécie de reação aos ataques do presidente da República, Jair Bolsonaro, que vem colocando em dúvida a urna eletrônica e ameaçando a não realização das eleições de 2022, caso não consiga emplacar o voto impresso que está em análise no Congresso.

Veja a íntegra da nota:

Nota pública

O Presidente, Vice-Presidente, futuro Presidente e todos os ex-Presidentes do Tribunal Superior Eleitoral desde a Constituição de 1988 vêm perante a sociedade brasileira afirmar o que se segue:

  1. Eleições livres, seguras e limpas são da essência da democracia. No Brasil, o Congresso Nacional, por meio de legislação própria, e o Tribunal Superior Eleitoral, como organizador das eleições, conseguiram eliminar um passado de fraudes eleitorais que marcarama história do Brasil, no Império e na República.
  2. Desde 1996, quando da implantação do sistema de votação eletrônica, jamais se documentou qualquer episódio de fraude nas eleições. Nesse período, o TSE já foi presidido por 15 ministros do Supremo Tribunal Federal. Ao longo dos seus 25 anos de existência, a urna eletrônica passou por sucessivos processos de modernização e aprimoramento, contando com diversas camadas de segurança.
  3. As urnas eletrônicas são auditáveis em todas as etapas do processo, antes, durante e depois das eleições. Todos os passos, da elaboração do programa à divulgação dos resultados, podem ser acompanhados pelos partidos políticos, Procuradoria-Geral da República, Ordem dos Advogados do Brasil, Polícia Federal, universidades e outros que são especialmente convidados. É importante observar, ainda, que as urnas eletrônicas não entram em rede e não são passíveis de acesso remoto, por não estarem conectadas à internet.
  4. O voto impresso não é um mecanismo adequado de auditoria a se somar aos já existentes por ser menos seguro do que o voto eletrônico, em razão dos riscos decorrentes da manipulação humana e da quebra de sigilo. Muitos países que optaram por não adotar o voto puramente eletrônico tiveram experiências históricas diferentes das nossas, sem os problemas de fraude ocorridos no Brasil com o voto em papel. Em muitos outros, a existência de voto em papel não impediu as constantes alegações de fraude, como revelam episódios recentes.
  5. A contagem pública manual de cerca de 150 milhões de votos significará a volta ao tempo das mesas apuradoras, cenário das fraudes generalizadas que marcaram a história do Brasil.
  6. A Justiça Eleitoral, por seus representantes de ontem, de hoje e do futuro, garanteà sociedade brasileira a segurança, transparência e auditabilidade do sistema. Todos os ministros, juízes e servidores que a compõem continuam comprometidos com a democracia brasileira, com integridade, dedicação e responsabilidade.
  • Ministro LUÍS ROBERTO BARROSO
  • Ministro LUIZ EDSON FACHIN
  • Ministro ALEXANDRE DE MORAES
  • Ministra ROSA WEBER
  • Ministro LUIZ FUX
  • Ministro GILMAR MENDES
  • Ministro DIAS TOFFOLI
  • Ministra CÁRMEN LÚCIA
  • Ministro RICARDO LEWANDOWSKI
  • Ministro MARCO AURÉLIO MELLO
  • Ministro CARLOS AYRES BRITTO
  • Ministro CARLOS MÁRIO DA SILVA VELLOSO
  • Ministro JOSÉ PAULO SEPÚLVEDA PERTENCE
  • Ministro NELSON JOBIM
  • Ministro ILMAR GALVÃO
  • Ministro SYDNEY SANCHES
  • Ministro FRANCISCO REZEK
  • Ministro NÉRI DA SILVEIRA

1 2 3 2.260

Buscar

Mais Lidas

“Estou a disposição do grupo a qual faço parte para qualquer missão”, diz Felipe Camarão sobre candidatura ao governo
Edivaldo confirma pré-candidatura ao governo em 2022 durante ato de filiação ao PSD
Candidatura de Edivaldo eleva a sucessão estadual a outro patamar
Apesar dos comentários, deputado Neto Evangelista diz não acreditar em desistência de Weverton
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz