28 de junho de 2017

Redação: (98) 98205-4499

28/06/2017 -

Jorge Vieira -

Comente

Vice-governador Carlos Brandão comanda missão maranhense à China

Brandão comanda missão maranhense na China

Uma comitiva maranhense, liderada pelo vice-governador Carlos Brandão, inicia nesta quinta-feira (29) uma missão oficial na China. Ela deve percorrer as províncias de Jiangsu, Shandong e a capital Pequim. Além do vice, fazem parte da comitiva o secretário de Estado de Meio Ambiente, Marcelo Coelho; o secretário de Estado de Programas Especiais, Pierre Januário; o subsecretário de Estado de Indústria, Comércio e Energia, Expedito Júnior; a prefeita de Bacabeira, Fernanda Gonçalo; o prefeito de Santa Rita, Hilton Gonçalo; o representante da SINDSCONSTRUCIVIL, Sutelino Neto; e o diretor da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema), Celso Gonçalo.

Durante a viagem Carlos Brandão continuará as tratativas iniciadas há cerca de dois anos, período em que vem coordenando as conversas sobre investimentos chineses no Maranhão e a possível chegada de uma siderúrgica em nosso estado. “Tudo está bem adiantado, mas devemos tratar o assunto com toda a cautela possível para não gerar falsas expectativas, como já aconteceu no passado. Sabemos de nossa imensa responsabilidade quando se trata desse assunto. Estamos confiantes no sucesso da missão e com a esperança de que, em breve, daremos uma grande notícia aos maranhenses”, afirmou Carlos Brandão, que é o responsável pelas negociações com total apoio do governador Flávio Dino que acompanha todas as etapas deste processo.

Segundo o vice-governador, um ponto positivo da viagem a ser considerado, até por outros possíveis investidores internacionais e nacionais, é que esta missão à China ocorrerá no instante em que o país procura renovar seu modelo econômico, o que pode reforçar também a sua relação comercial com o Maranhão.

Prova disso é a reunião da 9ª Cúpula do Brics, bloco formado pelo Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, que ocorrerá em setembro, na cidade chinesa de Xiamen, com a pretensão de aprofundar a cooperação entre os seus países-membros. Neste encontro de setembro, o Brasil deve selar em definitivo os acordos entre China e Maranhão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Buscar

Nossa pagina