Logo Blog
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz

Vereador Cássio denuncia amputação de membro de récem nascido em hospital de Coroatá

Blog do vereador Cássio

 
O vereador Cássio Reis (PSDB), revoltado com o  caos na saúde pública comandada pelo secretário Ricardo Murad, voltou a
denunciar, na Sessão da Câmara Municipal de Coroatá, na manhã desta sexta-feira (10), o descaso do governo Roseana Sarney e suas consequências para o município de Coroatá. Segundo o vereador, logo
após o fechamento do Hospital Geral Municipal – HGM no início da gestão
da prefeita Teresa Murad (PMDB), denúncias sistemáticas comprovam o desrespeito com a saúde da população e estão vindo à tona.

Na quarta-feira (08) logo após receber uma denúncia que apontava para
mais um caso de negligência no serviço ofertado pelo Hospital
Macrorregional de Coroatá de responsabilidade do Governo do Estado, o
vereador Cássio Reis viajou para a vizinha cidade de Pedreiras,
acompanhado da equipe do Programa Canal Aberto, para constatar e
registrar “in loco” mais uma barbaridade cometida pela equipe de
profissionais daquele hospital.

Na cidade de Pedreiras o parlamentar encontrou-se com a senhora Jaiciele Farias
que, após dá a luz a gêmeos prematuros (sete meses), foi transferida
com os seus bebês para o Hospital Macrorregional, por não haver leito
neonatal no município de origem. Após seis dias de internação Jaciele
recebeu a triste notícia de que uma de suas filhas faleceu sob os
cuidados médicos da equipe, segundo informações repassadas a mãe da
criança a morte teria sido ocasionada por uma infecção pulmonar.

De posso de cópia do boletim de ocorrência e termo de amputação, o
parlamentar relatou o que ouviu da mãe, segundo ela a outra criança
continuou internada por mais alguns dias e após perceber que os
esparadrapos que seguravam a agulha estavam apertando o seu braço a
mesma solicitou por cerca de quatro vezes que a técnica de enfermagem
que a acompanhava os retirassem ou pelo menos pudesse atentar para este
detalhe, o que não ocorreu, ainda segundo a mãe o braço da bebê estava
ficando roxo e inchado. No dia seguinte ao chegar ao hospital, Jaciele
percebeu que o soro tinha sido trocado para o braço direito, sendo que
esquerdo, no qual esteve com o soro por alguns dias, encontrava-se
enrolado com algodão e a mesma pediu para vê-lo, foi quando percebeu que
o local onde antes estava a agulha anteriormente encontrava-se
totalmente “preto” (segundo ela) e sem movimento.

O vereador relatou que “após quatro dias a mãe foi comunicada que sua
filha teria de ser transferida urgentemente para São Luís, o que não
ocorreu, pois a criança teria recebido a avaliação do médico que veio da
capital, para desespero da mãe este a comunicou que a mesma precisava
assinar o termo de consentimento para amputação do antebraço da sua
filha ou do contrário a infecção poderia tomar conta de todo o corpo da
criança e ocasionar a sua morte”, disse.

Cássio Reis registrou em seu pronunciamento que o Hospital
Macrorregional de Coroatá é o que mais recebe recursos financeiros da
Saúde em todo o estado e mesmo contando com um pouco mais de 400
funcionários (superior a sua real capacidade), oferta um serviço de
qualidade duvidoso e não possui quantidade de leitos suficientes para o
atendimento à população coroataense com mais 75 mil habitantes e ainda
às cidades vizinhas.

“É lamentável ver o secretário de estado de Saúde e deputado, Ricardo
Murad, usando de propaganda enganosa, sobrevoando de helicóptero o
município de Coroatá quase que diariamente, fazendo política com a saúde
e enquanto isso a nossa gente está morrendo, o que poderia ser evitado
com o investimento necessário no setor”, disse o vereador e continuou:
“Solicito às autoridades competentes e ao Ministério Público que tomem
providências cabíveis antes que outras vidas sejam prejudicadas ou
ceifadas impunemente”, finalizou Cássio Reis.

O parlamentar aproveitou ainda para dizer que aquele hospital é tido
como referência no estado e no país segundo o secretário e a governadora
Roseana Sarney e chegando a compará-lo com o Albert Einstein, sendo de
alta complexidade, mas mesmo assim tem apresentado casos vergonhosos de
mortes ou erros que poderiam ser evitados. O vereador frisou que esta é
apenas uma das muitas denúncias que tem recebido desde o início do
funcionamento do hospital.

“No Macrorregional foi gasto mais de 4 milhões em mais de 3 anos de
reformas, sendo reinaugurado apenas durante as campanhas eleitorais de
2012, na qual a esposa do secretário, Teresa Murad, era candidata, hoje
ela é prefeita no papel, mas de fato quem dita as ordens é o seu esposo e
secretário de saúde”, disse o vereador.

A denúncia na Tribuna causou indignação entre os vereadores ali presentes Marcelo Moura (PTC), Lourdinha Pereira (PCdoB) e Juscelino
(PT), que se solidarizaram ao vereador Cássio em seus pronunciamentos
durante a sessão que não contou com a presença de nenhum dos vereadores
governistas.

Postado por


0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Rádio

Rádio Timbira Ao Vivo

Buscar

Mais Lidas

Rubens agradece apoio: ‘Vou defender  jeito Lula e Flávio Dino de governar: ao lado de quem mais precisa’
"Rubens Júnior é nosso candidato a prefeito e sei que ele fará um grande trabalho em São Luís", diz Lula em vídeo
Márcio Jerry participa de convenção que confirma Gil Lopes candidato em Barra do Corda
Exibição de programas com alusão ou crítica a candidatos em rádio e TV está proibida até 29 de novembro
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz