7 de dezembro de 2018

Redação: (98) 98205-4499

07/12/2018 -

Jorge Vieira -

Comente

Senador Roberto Rocha ficou mudo depois da rejeição nas urnas

O senador Roberto Rocha (PSDB), pelo visto, ainda não se recuperou da surra levada nas urnas e da lição levada do eleitorado que o elegeu em 2014, a pedido do então candidato a governador Flávio Dino (PCdoB), tendo recebido com recompensa uma apunhalada nas costa assim lele tomou posse como senador da República, passando a trabalhar contra os interesses do Maranhão.

Outrora falante e sempre disposto a jogar farpas contra o governador que o elegeu, Rocha tomou chá de sumiço, nunca mais foi visto ou lembrado depois que a população disse nas urnas o que pensa de político traidor e oportunista que se esconde atrás de um discurso falso para enganar incautos e continua na vida pública. Só que desta vez o traíra quebrou a cara.

Rejeitado e carimbado, Rocha, se tinha alguma pretensão em 2022, jogou fora ainda em 2015 quando assumiu a cadeira no Senado, se aliou aos outros senadores ligados ao sarneysisimo no Maranhão e passou a articular abertamente contra os interesses do Estado na esperança de desgastar a imagem de bom gestor de Dino, mas o tiro acabou saindo pela culatra. O governador esmagou a oligarquia na eleição de 2018 e os eleitores trataram de cuspir o senador tucano do processo com quatro anos de antecedência.

Cabisbaixo por ter saído das urnas bem pequenininho, com apenas 2% dos votos para governador e com a pecha de traidor, Roberto Rocha se recolheu à sua insignificância política e ficou mudo, nunca mais usou as redes sociais para atacar os responsáveis pela sua eleição para o Senado. Sinal que a surra eleitoral serviu para alguma coisa: colocar Roberto no seu devido lugar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RADIO

Rádio Timbira Ao Vivo

Buscar

Nossa pagina