Logo Blog
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz

Sem estrutura para disputar eleição majoritária, Roseana tentará voltar como candidata a deputada federal

Apesar da boa performance nas pesquisas, a ex-governadora Roseana Sarney, como já havia antecipado o deputado estadual Roberto Costa em entrevista ao programa Contraponto, da Rádio Timbira AM, semana passada, está fora da corrida pelo governo do estado e da disputa pelo Senado.

Para 2022 seus planos são bem mais modestos: comandar o MDB no processo de discussão sobre alianças onde não descartaria compor como grupo do governador Flávio Dino (PCdoB), conforme disse o deputado Roberto Costa, e ser candidata à Câmara Federal.

Roseana, que já comandou o estado em quatro oportunidades, mas teve desempenho pífio em 2018 quando foi derrotada no primeiro turno pelo governador Flávio Dino (PCdoB), deverá exercer em 2022 o papel de puxadora de votos para a chapa de deputado federal.

A ex-governadora quer voltar e seu primeiro passo será assumir a presidência estadual do MDB, cargo que ela mesma já admitiu em rede social, e tentar reestruturar o partido que foi o mais importante do Maranhão, mas que sofreu processo de esvaziamento após as derrotas de 2014 e 2018 para o governo.

“Eu entrei e não quero sair. Eu sou política, vou continuar sendo política, e estou pensando agora, em 2022, em voltar a ter um cargo eletivo. Vou colocar meu nome para que as pessoas possam analisar”, disse em entrevista ao programa da jornalista Leane Lago, confirmando o que era especulado nos bastidores da política local.

Ao deixar o governo do estado e entrega-lo ao então presidente da Assembleia Legislativa, deputado Arnaldo Melo, Roseana anunciou aposentadoria prometendo não mais se submeter ao crivo das urnas, mas como política, segundo os mais experientes, só tem porta de entrada, resolveu tirar o pijama e atender os apelos do seu grupo para voltasse à arena política em 2018, quando sentiu, pela segunda vez, o gosto amargo da derrota. numa disputa pelo governo.

Para quem já esteve quatro vezes no comando do estado, sendo uma delas através de um golpe judicial perpetrado nos porões do Tribunal Superior Eleitoral em abril 2009 contra o governador Jackson Lago, que havia lhe derrotado na eleição de 2006, tentar retornar à vida pública por onde começou (deputada federal) é sinal de que os ventos que sopram no Maranhão após 2014 são outros.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Buscar

Mais Lidas

Pré-candidatura do senador Weverton Rocha começa subir no telhado
Deputado Marcos Caldas diz que pré-candidatura de Weverton não subiu no telhado
Edivaldo mantém postura coerente ao manifestar apoio a Dino
Chapa de Edivaldo não terá candidato ao Senado; Flávio Dino receberá apoio do ex-prefeito
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz