18 de novembro de 2011

Redação: (98) 98205-4499

18/11/2011 -

Jorge Vieira -

Comente

Roseana desmoraliza vice, presidente da Assembleia e líder do governo

Líder Manoel Ribeiro foi atropelado pela governadora
O líder do governo no legislativo estadual, deputado Manoel Ribeiro (PTB), está com a credibilidade da palavra avariada e terá que pagar o mico de comandar a greve dos policiais militares e do Corpo de Bombeiros, que ameaçam paralisar suas atividades, por tempo indeterminado, a partir da próxima quarta-feira (24), data em que se encerra o prazo de quinze dias concedido pelo comando do movimento para a governadora fazer o realinhamento salarial pretendido.  
Roseana Sarney estaria disposta a não respeitar o acordo intermediado pelo seu líder e pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Arnaldo Melo, após os dois parlamentares terem acertado com o vice-governador Washington Oliveira (PT) e com o comando da greve de que a reivindicação seria atendida pelo governo.
Manoel Ribeiro, cuja liderança sempre foi contestada, diante de microfones e câmeras de TV, se comprometeu resolver o problema e anunciou que “se em quinze dias eu não resolver essa questão, irei comandar pessoalmente a greve com vocês”, disse na presença de um batalhão de jornalistas, radialistas e policiais.
Lembro da promessa feita pelo presidente Arnaldo Melo, de que, na data combinada, ou seja, dia 23 de novembro, seria divulgado apenas o valor do salário já reajustado para que a categoria pudesse decidir em assembléia geral, já convocada para o dia 24 (quinta-feira), pelo fim do movimento grevista.
O acordo foi firmado com o governador em exercício, Washington Oliveira, mas pelo visto, a governadora, ao reassumir o cargo, resolveu atropelar parlamentares, seu vice e, ao invés de cumprir o acordo, está ameaçando é punir os policiais que comandaram o princípio de paralisação.
A tropa reivindica equiparação salarial com a Polícia Civil até 2012 e reajuste progressivo de acordo com funções e patentes a partir de 2015. Foi esse acordo que o líder do governo prometeu concretizar e se ver agora desmoralizado pela governadora, que simplesmente sequer tomou conhecimento do esforço feito pela Assembleia Legislativa para evitar que o clima de insegurança tomasse conta do Estado.
Resta agora esperar que Manoel Ribeiro pague o mico e cumpra a palavra empenhada com os líderes da greve, de ir às ruas em passeata reivindicar salário justo aos policiais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RADIO

Rádio Timbira Ao Vivo

Buscar

Nossa pagina