Logo Blog
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz

“Resistência Petista” é 36

O movimento Resistência Petista, liderado pelo deputado Bira do Pindaré, reuniu e decidiu na noite de ontem (10) apoiar a candidatura do deputado Edivaldo Holanda Júnior.

O anúncio oficial da adesão a Edivaldo foi feito pelo deputado Bira do Pindaré, nesta manhã de quinta-feira (11), na tribuna da Assembleia.

O parlamentar leu o manifesto da corrente petista, formada pelas tendência contrária a qualquer tipo de aliança com a oligarquia Sarney.

Segundo o documento saído da reunião de ontem a noite, “o apoio da Resistência Petista está condicionado ao compromisso programático do candidato em fazer uma gestão marcada pela participação popular, transparência administrativa, respeito e diálogo com os movimentos sociais, promoção dos direitos humanos e desmonte dos modos patrimonialista de gestão municipal”.

O movimento petista reafirma ainda o compromisso com o projeto estadual do presidente da Embratur, Flávio Dino, para 2014.

Leia a íntegra do comunicado dos petistas

COMUNICADO DA RESISTÊNCIA PETISTA SOBRE O
2º TURNO DAS ELEIÇÕES EM SÃO LUÍS
A Resistência Petista, formada pelas tendências do Partido dos Trabalhadores – PT contrárias a qualquer aliança com a oligarquia Sarney, tendo em vista o 2º turno das eleições para prefeito de São Luís declara seu apoio à candidatura do deputado federal Edvaldo Holanda Júnior, que enfrenta nessas eleições o candidato do PSDB.
O apoio da Resistência Petista está condicionado ao compromisso programático do candidato em fazer uma gestão marcada pela participação popular, transparência administrativa, respeito e diálogo com os movimentos sociais, promoção dos direitos humanos e desmonte dos modos patrimonialistas de gestão municipal.
Todos esses elementos constituem diretrizes indispensáveis para a efetividade de políticas públicas como direito do cidadão/cidadã e dever do estado, em áreas fundamentais para a garantia da qualidade de vida da população, tais como educação, saúde, meio ambiente saneamento básico, transporte e mobilidade urbana.
Em defesa dessas ideias, a Resistência Petista disputou o processo de prévias do PT, indicando a candidatura do deputado estadual Bira do Pindaré ao cargo de prefeito de São Luís. Sem levar em conta as possibilidades de vitória eleitoral, os aliados do grupo Sarney, e com o apoio deste grupo, escolheram e lançaram outro candidato.
Em nome das lutas populares e do combate ao regime oligárquico no Estado do Maranhão, nos recusamos a apoiar essa candidatura, forjada exclusivamente para inviabilizar a aliança dos setores democráticos e populares da cidade de São Luís em torno de um projeto de mudança social e renovação política.
Com forte rejeição do eleitorado, o candidato do grupo Sarny foi derrotado no 1º turno. Mesmo contando com o apoio de 14 partidos, quase 13 minutos de tempo no rádio e na TV, o candidato de Roseana Sarney ficou em 4º lugar, atrás de Eliziane Gama – que contava apenas com um minuto e meio de propaganda eleitoral gratuita e um só partido.
O resultado do 1º turno comprova mais uma vez que a população de São Luís rejeita a oligarquia Sarney e seus candidatos. Sem levar isso em conta, o PT, além de ser rejeitado pelo eleitorado nas eleições majoritárias,  elegeu apenas um candidato a vereador, quando reunia as condições para liderar o processo eleitoral na capital.
A votação conferida pelo eleitor a Edivaldo Holanda Júnior, Eliziane Gama, Marcos Silva e Haroldo Sabóia indica claramente que a povo de São Luís se manifesta pela mudança política e o fim do regime oligárquico, representado, a nível estadual, pelo governo de Roseana Sarney e, a nível municipal, pelo governo de João Castelo.
A declaração de neutralidade anunciada pelo presidente do Diretório Municipal do PT, Fernando Silva, se contrapõe à vontade da maioria dos eleitores. Sem nenhuma consulta às instâncias partidárias, a nota do presidente do PT não expressa  a vontade de ampla parcelas dos filiados, sendo mais um ato monocrático de abuso de poder.
Nestas eleições, podemos derrotar a candidatura de João Castelo e criar as condições políticas e eleitorais para derrotar em 2014, com a candidatura de Flávio Dino,  o projeto de continuísmo do grupo Sarney. Para isso, é preciso ganhar as eleições com o povo de São Luís e fazer um governo de mudança e renovação.
Em nome do projeto nacional e da luta por mudança no Maranhão, a Resistência Petista apoia o candidato dos partidos aliados da presidente Dilma e do ex-deputado federal Flávio Dino. Sem desconhecer as contradições do processo de composição eleitoral, a vitória de Edivaldo, nesse contexto, representa uma derrota para a oligarquia Sarney.
Conclamamos, assim, todas as pessoas comprometidas com a democratização das políticas públicas, defesa e promoção dos direitos humanos e combate ao sistema oligárquico, que infelicita o nosso povo, a constituir um bloco de apoio à candidatura de Edivaldo e defesa de um programa de mudanças políticas e sociais para a nossa cidade.
Resistência Petista

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Buscar

Mais Lidas

Edivaldo Holanda Junior visita lideranças do Baixo Parnaíba
Flávio Dino entrega Sagrima ao PT e se afasta de Josimar de Maranhãozinho
Maranhão perderá R$ 740 milhões por ano com mudança do ICMS sobre combustíveis
Reportagem do UOL destaca Edivaldo Holanda Junior como um dos principais nomes à sucessão estadual no Maranhão em 2022
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz