Logo Blog
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz

Realidade dos fatos frustra tentativa de Weverton confundir a opinião pública  

Estagnado e com tendência de queda, o pré-candidato do PDT ao governo do estado, Weverton Rocha, passou os ultimos quinze dias tentando reverter os estragos provocados pela perda de aliados trazendo ao Maranhão os presidente do Senado e da Câmara Federal numa espécie de demonstração de préstígio, mas que não tiveram nenhum efeito prático em seu propósito de estancar a sangria na pré-candidatura.

A presença do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, passou quase que despercebida, não fosse a insistência dos apoiadores do senador pedetista em querer passar para a população que a presença de Rodrigo Pacheco no Maranhão teria por finalidade rever a decisão do PSD de lançar a candidatura do ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Junior, ao Governo do Estado, algo completamente fora da realidade, até porque quem comanda a legenda é o ex-ministro Gilbeto Kassab, responsável pelo lançamento da candidatura de Edivaldo.

Rodrigo Pacheco paticipou de atividade política com Weverton em Imperatriz, mas foi simplesmente ignorado pelo pré-candidato ao governo pelo PSD, que não deu a menor importância à sua presença no Maranhão e se manteve em plena atividada pelo interior do Maranhão levando suas propostas para colocar o Estado no rumo de desenvolvimento.

Pacheco chegou e voltou sem acrescentar nada à pré-campanha do pedetista e sua presença no Estado muito menos serviu para evitar a debandada de prefeitos e lideranças políticas do PDT, que pularam para o palanque de Carlos Brandão (PSB) por não confiarem no projeto pessoal e ambicioso  do Weverton e sua turma.

Semana passada foi a vez do senador, através de aliados da Famem (Federação dos Municípios do Maranhão), após perder o PP, trazer ao Maranhão o presidente da Câmara dos Depútados, Arthur Lira (PP), chefão do orçamento secreto, para tentar estancar a sangria e colocar dúvidas sobre a decisão do partido de André Fufuca apoiar Carlos Brandão, mas o tiro acabou saindo pela culatra.

Primeiro porque o convite, segundo a blogosfera ligada ao pedetista, foi feito pelo vice-presidente da Famem, prefeito de Pinheiro investigado pela Polícia Federal, Luciano Genésio, acusado de desviar recursos público e comandar uma organização criminosa especializada em fraudar licitação e lavangem de dinheiro, o que não ficou nada bem para Lira. E segundo por conta da reação do presidente estadual do PP, André Fufuca, que foi às redes sociais reafirmar o apoio do partido a Carlos Brandão e mandar recado aos espalhadores de mentiras ligados ao senador do PDT.

“Seria cômico se não fosse trágico o desespero dos intrigadores de plantão. Diferente de outros partidos, o Partido Progressista tem comando e unidade no Maranhão. Vamos apoiar Carlos Brandão e ponto final”, enfatizou o parlamentar.

Depois do puxão de orelha que levou de Fufuca, a turma do pedetista se recolheu. E diante da firmeza da declaração do dirigente do Progressista, pararam de tentar confundir a população, uma estratégia que tem se mostrado ineficiente por está sempre sendo desmentidas pelos fatos reais, ou seja, Edivaldo é candidato a governdor pelo PSD e o PP vai mesmo com Brandão.

Diante dos movimentos do pré-candidato do foguete no submundo da pré-campanha, vale lembrar que manifesto de desejo de aliado em situação de desespero não muda opinião do eleitor sobre candidato que enfrenta problemas com a justiça.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Buscar

Mais Lidas

Contradição: Bolsonaro acaba com a Reforma Agrária e Fetaema apoia bolsonarista no Maranhão
Bolsopetistas fazem jogo de Weverton e tentam boicotar nome de Lula no Maranhão
Edivaldo diz que os problemas do Maranhão não serão resolvidos com brigas, mas com trabalho e união
Othelino destaca importância da OAB para garantia dos preceitos constitucionais
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz