Logo Blog
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz

Presidente do PSB adverte que infiés terão que fazer autocritica para permanecer no partido

O governador de Pernambuco e
presidente nacional do PSB, Eduardo Campos, em entrevista coletiva nesta tarde
de quinta-feira (18), num restaurante da Lagoa, alertou que aqueles que não
seguiram a orientação do partido e foram apoiar outras candidaturas, concluída
a eleição, somente ficarão no partido se fizerem autocrítica, admitirem o erro
e pedirem perdão.  
É o caso do ex-governador José
Reinaldo Tavares, atual secretário da administração municipal, que, após tentar
levar o partido para coligar com o PSDB, acabou sendo afastado, juntamente com
o ex-presidente destituído, José Antonio Almeida, e se transformaram em cabos
eleitorais de João Castelo.
Eduardo Campos veio a São Luís no
primeiro turno da eleição e retornou agora para reforçar o apoio ao candidato
Edivaldo Holanda Júnior (PTC) e trazer um pouco da experiência administrativa
desenvolvida ao longo do mandato de governador, como por exemplo, o programa
que visa a concessão de carteira de motorista a jovens desempregados e que
desejam inclusão no mercado de trabalho, usando como fonte de recurso o IPVA.
“Voltei com a confiança na
vitória dessa nova geração de políticos que está surgindo no Nordeste inteiro. O
que a gente sente nas pessoas é que as coisas estão indo muito bem e vamos
ganhar. Quem ficou com o adversário vai ser penalizado com a derrota que será imposta
pela população”, enfatizou Campos.
O governador de Pernambuco
aproveitou a entrevista para fazer um balanço da participação do PSB na última
eleição. Conforme Campos, o partido cresceu 41% em relação ao pleito de 2008 e
reelegeu o maior número de chefes de Executivos no país.
Eduardo Campos fez questão de
esclarecer que esteve em algumas cidades do país fazendo campanha para seus
aliados e não contra candidaturas adversárias. Ele explica que “não fiz
campanha contra ninguém, mas a favor do nosso projeto e aqui vamos eleger esses
dois jovens que vão fazer as mudanças que a cidade precisa”, disse olhando para
Edivaldo e Roberto Rocha.
O presidente do PSB destacou
ainda que, após as eleições, desfeito o palanque, o partido se dedicará a
ajudar a presidenta Dilma Rousseff a equilibrar a situação sócio-econômica do
país.
No Maranhão o PSB elegeu quinze
prefeitos, inclusive em municípios importantes eleitoralmente, como Caxias,
Timon, Santa Inês e Balsas. “Nosso partido tem procurado dar sua colaboração no
Maranhão somando forças com os aliados para que se tenha perspectiva real de
mudanças”, acrescentou.
Após a coletiva, o governador,
Edivaldo Holanda, Roberto Rocha, Flávio Dino, líderes da coligação “Muda São
Luís” concentraram na Praça Deodoro para iniciar a grande caminhada na Rua
Grande. 

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Buscar

Mais Lidas

Flávio Dino e Bira rebatem Guedes e dizem que solução para a Petrobras não é privatizar
PT solicita ao PSB adiamento de decisão sobre candidatura ao governo
PSOL considera positivo encontro com PT que discutiu frente com Felipe Camarão
Governador já não esconde preferência e deve confirmar apoio a Brandão
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz