24 de junho de 2017

Redação: (98) 98205-4499

24/06/2017 -

Jorge Vieira -

Comente

Presidente da OAB critica decisão de João Alberto mandar arquivar cassação de Aécio

Decisão de João Alberto favor de Aécio é questionada pela OAB

A decisão do presidente do Conselho de Ética do Senado, João Alberto de Sousa (PMDB-MA), de mandar arquivar monocraticamente a representação que pedia a cassação do mandato do senador Aécio Neves (PSDB-MG), foi duramente criticada pelo presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Claudio Lamachia. O dirigente da OAB considerou o arquivamento determinado monocraticamente pelo senador maranhense um “deboche da sociedade”.

“A lamentável decisão do senador João Alberto, presidente do Conselho, frustra as expectativas de que o Congresso se paute pelos valores da transparência e da legalidade. O arquivamento também lança dúvidas e especulações sobre eventuais acordos que possam estar sendo feitos nas sombras”, diz o presidente da OAB em comunicado à imprensa.

João Alberto, além de mandar arquivar a representação contra o senador mineiro ainda o defendeu: “Esse cidadão (Joesley) era tido como um homem sério, um dos principais empresários do País, com trânsito em todas as áreas, e que nunca se pensou que era bandido. Ele (Aécio) entrou para conversar com um bandido pensando que era uma pessoa séria”, defendeu o presidente do Conselho.

Fiel escudeiro do ex-senador José Sarney, a posição de João Alberto em rejeitar o pedido de cassação de Aécio, alegando falta de provas convincentes, segundo comentam nos bastidores da sucessão estadual, estaria ligado à estratégia do PMDB maranhense para levar o PSDB para o palanque do candidato da oligarquia ao Governo do Estado em 2018. (Com informações do Estadão)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RADIO

Rádio Timbira Ao Vivo

Buscar

Nossa pagina