Logo Blog
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz

Prefeitura promove sorteio de endereços do Residencial Piancó VII

A Prefeitura de São Luís, através da
Secretaria de Urbanismo e Habitação (Semurh) e da Secretaria da Criança e
Assistência Social (Semcas), promoveu o sorteio de endereços dos contemplados
pelo Programa “Minha Casa Minha Vida” para os 248 apartamentos do Residencial
Piancó VII. O sorteio foi realizado na manhã desta quarta-feira (18) na quadra
poliesportiva do Parque do Bom Menino, no Centro.
O secretário da Semurh, Diogo Diniz
Lima, explicou que este é o penúltimo procedimento para a entrega das chaves
aos moradores. “Hoje é o penúltimo passo para a conclusão de um longo processo
que é o processo de garantia de moradia digna à população. O prefeito Edivaldo
determinou que a Secretaria trabalhe para intensificar ao máximo as
contratações e a garantia de equipamentos sociais próximos às unidades, para
que os moradores não precisem se deslocar excessivamente”, disse.
Durante esta manhã, os futuros
moradores do Residencial Piancó VII conheceram os endereços dos apartamentos
que irão ocupar e também foram informados pelas equipes da Semcas sobre a data
para a vistoria dos imóveis. O procedimento é uma exigência do governo federal
antes da entrega das chaves e consiste na avaliação da estrutura e acabamento
das habitações.
Para que a vistoria seja realizada, é
importante que os contemplados saibam qual o seu endereço. Além do anúncio
formal durante o sorteio no Parque do Bom Menino, a relação será
disponibilizada na Central de Atendimento da Semcas, no São Francisco, e também
no Portal de Prefeitura de São Luís (www.saoluis.ma.gov.br).
As unidades habitacionais do “Minha
Casa, Minha Vida” em convênio com a Prefeitura são destinadas a pessoas de
baixa renda sem residência própria. O programa destina uma faixa de 3% a 5%
para pessoas que moram em área de risco, estão desabrigadas ou inclusas no
aluguel social. O trabalho de identificação desse público prioritário é
realizado pelas equipes técnicas da Semcas.
“Nosso trabalho é em conjunto com a
Habitação. Ficamos responsáveis pela formação do dossiê, a mobilização dos
usuários, a inscrição deles no NIS [Número de Inscrição Social] e a relação de
público prioritário. Fizemos uma força-tarefa, por orientação do prefeito
Edivaldo Holanda Júnior para desburocratizar o processo e desengavetar os
dossiês que estavam incompletos. Muitas pessoas não iriam receber suas casas se
não fosse por essa ação”, explicou a titular da Semcas, Andréia Lauande.
Também estiveram presentes durante o
evento membros da Secretaria Extraordinária de Projetos Especiais (Sempe). Para
o sorteio, a Caixa enviou dois representantes da Gerência Executiva de
Habitação (Gihab) em São Luís, o coordenador Emanuel Alves Silva e o supervisor
Dori Edson Costa Pinto.
QUALIDADE DE VIDA – O secretário Diogo Lima ressaltou que
os empreendimentos entregues pela Prefeitura através do Programa “Minha Casa,
Minha Vida” seguem todas as instruções do governo federal, incluindo o
cumprimento da matriz de responsabilidade, disponibilizando os equipamentos
sociais necessários para o atendimento da comunidade.
No caso do Piancó VII, todos esses
equipamentos já estão prontos, o empreendimento foi construído considerando a
proximidade em relação a serviços públicos como saúde e educação. No primeiro
caso, a comunidade será atendida pelo serviço já existente na região e no
segundo foi construída uma unidade escolar. O prédio será entregue pela
Secretaria de Educação (Semed) com a inauguração do Residencial e a partir do
próximo ano a unidade escolar já deve estar funcionando.
Para os contemplados, a garantia de um
espaço sem risco de alagamentos e com infraestrutura adequada é a realização de
um sonho. “É uma verdadeira benção. Na minha casinha não pude mais fazer nada,
pelos problemas de alagamento e eu também não tenho essas condições e ainda
crio duas bisnetas”, comentou Francisca Rodrigues de Almeida, 75 anos.
Situação semelhante vive Antônio
Augusto Pinheiro Azevedo, 55 anos. Morador de área de risco na região
Itaqui-Bacanga, ele está entre as 110 famílias beneficiadas pelo Programa de
Recuperação Ambiental e Melhoria da Qualidade de Vida da Bacia do Bacanga com a
transferência para o Residencial Piancó VII.

“Nós vivemos em uma área de risco, seja
quando a barragem enche e dá um problema ou quando tem uma chuva bruta. É uma
coisa muito séria para a nossa comunidade que é carente. Espero que sempre
tenha na Prefeitura um prefeito como o Edivaldo Holanda Júnior, para retirar
famílias que vivem esse sofrimento lá”, observou Antônio Azevedo.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Buscar

Mais Lidas

 Sinproesema declara apoio para o candidato a deputado federal Eliel Gama 
Duarte Jr: “Eu apoio 65111 Professora Cássia”
Funcionários do Incra vibraram com demissão de Mauro da Hidraele
Prefeito Edivaldo supervisiona obras no Cras da Cidade Operária
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz