Logo Blog
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz

Pré-candidatos sem legenda garantida se articulam nos bastidores para mudar de partido

São cada vez mais explícitos os passos que os pré-candidatos a prefeito de São Luís, sem legenda garantida, em buscar de novas siglas dispostas a bancarem seus projetos na sucessão de 2020. Dr. Yglésio (PDT), Duarte Junior (PCdoB), Maura Jorge (PSL) e Wellington do Curso (PSDB) são alguns desses exemplo.

Esta semana, um novo encontro do deputado Duarte Junior com a cúpula dirigente do PL, foi mais um movimento de aproximação, conforme revelou uma fonte do blog, e tudo indica que terá que convencer a direção do PCdoB a liberá-lo com o compromisso de não requisitar o seu mandato. Entre os comunista, o deputado federal licenciado Rubens Júnior, teria a preferência.

O mesmo problema enfrentar o deputado Dr. Yglésio. Conforme o blog registrou semana passada, o parlamentar pretende disputar a Prefeitura de São Luís pelo PDT, mas caso não lhe seja garantida a legenda, deverá solicitar a autorização do partido para buscar outra sigla que garanta sua candidatura.

Os pedetistas têm com pré-candidato o presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Osmar Filho, daí a preocupação do deputado anunciar que, caso preterido, irá solicitar sua liberação junto à direção partidária. O PDT discute internamente entre lançar candidato próprio ou coligar com o DEM do pré-candidato Neto Evangelista.

Wellington do Curso seria candidato pelo PSDB, partido pelo o qual se elegeu deputado, mas ciente do flerte político entre Riberto Rocha com a ex-deputada Maura Jorge, já busca abrigo no Partido Novo, porém, a exemplo dos demais, precisa ser liberado pela direção dos tucanos para não perder o mandato.

Situação mais cômoda é da ex-prefeita de Lago da Pedra, Maura Jorge. Com um pé no PSDB e garantiu de que será a candidata, abriu uma guerra com o presidente da legenda, vereador Chico Carvalho, com vistas a uma aliança futura com o PSL, onde deve sair, mas pretende deixar um aliado no comando.

A princípio não existe empecilho para deixarem suas legendas de origem sem correr o risco de perder o mandato, basta que o partido lhe conceda uma certidão justificando a saída por motivos especificados em lei.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

RADIO

Rádio Timbira Ao Vivo

Buscar

Mais Lidas

“O Porto é o local mais improvável do coronavírus chegar no Maranhão”, alerta o deputado Dr. Yglésio
Flávio Dino e Edivaldo deverão ser os principais cabos eleitorais na sucessão da capital
Candidatura de Wellington depende da boa vontade de Roberto Rocha
Filho de João Goulart destaca papel de Dino na união das forças democráticas do Brasil
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz