Logo Blog
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz

Para tentar proteger corruptos, Weverton segue orientação do Planalto e não assina CPI do MEC

O senador Weverton Rocha (PDT) mostrou mais uma vez seu alinhamento com o Palácio do Planalto na estratégia de livrar pastores corruptos aliados que transformaram o Ministério de Educação num balcão de negócio de uma investigação mais profunda sobre o pagamento de propina na liberação de verbas do FNDE (Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação) a prefeito disposto a pagar propina aos dois religiosos  protegidos do presidente Jair Bolsonaro e do ex-ministro Milton Ribeiro.

Nesta quinta-feira (23), o senador Randolfe Rodrgigues (Rede-AP) anunciou que conseguiu as 27 rubricas necessárias para protocolar o requerimento solicitando a  criação da Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar a atuação do ex-ministro da Educação sem  a assinatura do senador Weverton Rocha que tem se comportado ultimamente com um “pau mandado” do presidente Bolsonaro e dos seus filhos especialistas em rachadinha.

Weverton, que retirou sua assinatura do requerimento que evitou a criação da Comissão Parlamentar de Inquérito quando os jornais Estadão e Folha e São Paulo denunciaram o esquema de achaque a prefeitos pelos pastores Gilmar Santos e Arilton Moura para   liberação de recursos do FNDE, desta vez simplesmente ignorou o documento e voltou a negar sua assinatura

O senador pedetista até foi pressionado a assinar o documento, mas apesar dos apelos seu nome não consta na relação divulgada pelo senador Randolfe Rodrigues, o que na avaliação de alguns analistas do cenário político nacional mostra cada vez mais a submissão do pedetista ao  governo afundado em escândalos de corrupção às vésperas da eleição em que a grande maioria da população rejeita o presidente.

O objetivo da CPI rejeitada por Weverton é “apurar as irregularidades e crimes praticados na destinação das verbas públicas do Ministério da Educação e do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação”, mas este parecer ser um assunto que assombra o senador maranhense, pré-candidato ao governo e que montou sua aliança com partidos da base bolsonarista.

O ex-ministro, que chegou a ser preso, tendo passado uma noite da carceragem da Polícia Federal em São Paulo por conta das provas robustas colhidas pela investigação da PF batizada de “Acesso Pago”, teve a prisão revogada pelo desembargador do TRF1, Ney Belo. A decisão do magistrado beneficou também os pastores Gilmar e Arilton.

Apesar da recusa do sendor pedetista em contribuir para a invertigação, o sensdor Ramdolfe conseguiu as assinaturad nrcessária e deve protocolosr o pedido de CPI nos próximos dias. Mas pelo visto, investigar corrupção parc ser um tema que não agrada o parlamentar maranhense.

Veja abaixo a relação dos senadores que assinaram a CPI do MEC:

1- Randolfe Rodrigues
2 – Paulo Paim
3 – Humberto Costa
4 – Fabiano Contarato
5 – Jorge Kajuru
6- Zenaide Maia
7 – Paulo Rocha
8 – Omar Aziz
9 – Rogério Carvalho
10 – Reguffe
11 – Leila Barros
12 – Jean Paul Prates
13 – Jaques Wagner
14 – Eliziane Gama
15 – Mara Gabrilli
16 – Nilda Gondim
17 – Veneziano Vital do Rego
18 – José Serra
19 – Eduardo Braga
20 – Tasso Jereissati
21 – Cid Gomes
22 – Alessandro Vieira
23 – Dario Berger
24 – Simone Tebet
25 – Soraya Thronicke
26 – Rafael Tenório
27 – Giordano

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Buscar

Mais Lidas

Edivaldo conta os dias que faltam para a eleição
A favor da morte? Roberto Rocha mantém silêncio sobre Projeto de Lei que amplia cobertura de planos de saúde
Weverton Rocha quer que maranhenses paguem para andar nas rodovias MAs
Edivaldo anuncia criação do Auxílio Maranhão para o combate à extrema pobreza e reafirma prioridade aos que mais precisam
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz