Logo Blog
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz

Pandemia faz pré-candidatos colocarem o pé no freio no contato com comunidades

A pandemia provocada pelo coronavírus está obrigando os pré-candidatos suspenderem suas atividades junto as comunidades e a tendência é restringirem ainda mais os contatos diretos com os comunitários em respeito as orientações das autoridades sanitárias para evitar aglomerações.

Coube ao representante da Rede Sustentabilidade, Jeisael Marx puxar a fila e suspender toda a agenda previamente estabelecida com representantes comunitários até que a situação se normalize e as pessoas possam novamente se reunir para debater problemas e soluções dos seus bairros, sem risco de contaminação pelo Covid-19.

A exemplo de Jeisael, o representante do PCdoB, deputado federal licenciado e secretário de Cidades Rubens Júnior, também chegou a conclusão de que não há ambiente para campanha neste momento em que todos os esforços devem ser desprendidos para combater a pandemia do coronavírus.

Segundo Rubens Júnior, “é impossível se pensar em voto num momento de crise como esse”. Para o pré-candidato comunista “é hora de ações”. Ele acrescenta ainda que “tá tudo paralisado” e que ninguém sabe sequer se teremos eleições em outubro. “Essa discussão deve ficar para depois”, defende.

Com o avanço do coronavírus e a previsão de que o pico da contaminação deverá ocorrer nos próximos três meses, mas sem a certeza de que a situação estará sobre controle antes do pleito, já existe pré-candidato sugerindo o adiamento das eleições e até prorrogação dos atuais mandatos de prefeitos e vereadores.

É o caso do pré-candidato do Solidariedade, juiz federal aposentado Carlos Madeira. Em mensagem postada nas redes sociais, nesta quinta-feira (19) defendeu a prorrogação dos atuais mandatos por seis meses e realização do pleito somente em 2021.

Diante do clima de incerteza que ronda a população, pois ninguém consegue afirmar com precisão quando a situação deverá está sobre controle, a população livre do vírus e podendo participar de aglomerações, o líder do Podemos na Câmara Federal deputado Léo Moraes, protocolou no Tribunal Superior Eleitoral um pedido de adiamento das eleições de outubro para dezembro.

A iniciativa do parlamentar federal chegou a surpreender os bastidores da sucessão municipal. O ato seria considerado normal não fosse o fato do pré-candidato do Podemos a prefeito de São Luís está liderando todas as pesquisas e, provavelmente, torcendo para que seja mantido o calendário eleitoral.

Os demais pré-candidatos também pisaram no freio à espera que a situação se normalize, mas por enquanto, o melhor que fazem é colaborar atendendo o aviso de evitar aglomerações, todo cuidado é pouco, a saúde vem em primeiro lugar e o mais coerente agora é não expor os comunitários promovendo reuniões.

O deputado Neto Evangelista, pré-candidato do DEM, que esteve esta semana visitando bairros atingidos pelas cheias em São Luís também defende que o momento é de procurar tranquilizar a população e focar no combate a pandemia provocada pelo coronavírus.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Rádio

Rádio Timbira Ao Vivo

Buscar

Mais Lidas

Braide é candidato de Bolsonaro em São Luís, diz UOL
Igor Diniz começa campanha com caminhada em Bequimão
Rubens elogia forças de segurança do Maranhão e promete criar Guarda Civil Metropolitana em São Luís
Paraguaçu Veras lança sua candidatura a prefeito de Pirapemas
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz