Logo Blog
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz

Pandemia: Decretos reconhecendo estado de calamidade em municípios não é carta branca para desvio de recursos públicos

Dois pronunciamentos chamaram atenção na sessão da Assembleia Legislativa realizada nesta terça-feira (9) em que estiveram em pauta novos Projetos de Decretos Legislativos reconhecendo estado da calamidade pública em mais 14 municípios: o do presidente da Casa, deputado Othelino Neto (PCdoB), e do deputado Yglésio Moisés (PROS), ambos alertando para o uso dos recursos públicos.

Não se discute a necessidade de uma maior atenção com a pandemia que se alastra pelo interior do Maranhão, mas é preciso muito cuidado em dá autorização para municípios onde existem poucos casos da covid-19 para que os prefeitos se livrem dos procedimentos legais e contratarem com empresas fornecedoras de insumos a seu bel prazer.

O deputado Yglésio, ao se manifestar contra a aprovação de novos Decretos, observou que “é preciso averiguar com atenção os casos de alguns municípios onde há poucos casos da doença, o que não justifica o estado de calamidade”. O parlamentar, que é médico, sabe muito bem o que está falando. A última ação da Polícia Federal em alguns municípios, na manha desta terça-feira (9) serve como exemplo.

É verdade que vários municípios estão enfrentando graves problemas, mas é preciso que a população fique atenta para não permitir que o dinheiro público que está chegando às suas cidades para combater a pandemia do coronavírus escoa pelo ralo da corrupção e sirva apenas encher os bolsos de prefeitos desonestos.

Em seu contundente pronunciamento, o deputado Othelino Neto observou que a preocupação com a pandemia é procedente, porém destacou que a aprovação dos Decretos não significa uma autorização para que os municípios gastem os recursos de forma irregular.

“Ninguém está dando qualquer permissão para que os municípios venham a aplicar indevidamente esses recursos. Aprovamos aqui levando em consideração a questão da pandemia”, enfatizou.

Os Decretos de reconhecimento de calamidade, em boa hora, estão sendo encaminhados à Promotoria de Saúde Pública e seria interessante que o Ministério Público ficar atentos para evitar desvio de finalidade e o enriquecimento ilícito de gestores inescrupulosos.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Rádio

Rádio Timbira Ao Vivo

Buscar

Mais Lidas

Rubens é o que mais cresce em pesquisa DataIlha/Band e chega a 9%
Rubens vence debate da Mirante nas redes sociais
Eleição na pandemia: Candidato a prefeito de Pirapemas, Paraguaçu faz campanha responsável e sem colocar em risco a população  
Aliado de Braide, presidente Jair Bolsonaro é rejeitado por 61,9% dos ludovicenses
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz