Notas sobre o contidiano político – Jorge Vieira

30 de setembro de 2011

Redação: (98) 98205-4499

30/09/2011 -

Jorge Vieira -

Comente

Notas sobre o contidiano político

Semana decisiva
Faltando apenas uma semana para expirar o prazo das filiações partidárias, governo e oposição analisam perdas e ganhos no período pré-eleitoral.
Parlamentares ligados à oposição, no primeiro balanço, vibram com a constatação de que o campo da oposição se manteve inalterado.
Deputados ligados ao bloco governista, no entanto, contabilizam a desvinculação do ex-prefeito Tadeu Palácio do governo como uma perda considerável.
Semana decisiva II
O ex-prefeito Tadeu Palácio (sem partido) terá uma semana para decidir seu futuro político. Pré-candidato à Prefeitura de São Luís, ele avalia o melhor caminho e não faltam convites de partidos da oposição ao grupo Sarney ao PV, comandado por Sarney Filho, que anda descontente com a imposição do secretário Max Barros, para disputar o Palácio La Ravardière.
Max no PMDB
Os presidentes dos diretórios estadual e municipal do PMDB, senador João Alberto e  deputado estadual Roberto Costa, respectivamente, estão distribuindo convites para a festa de filiação do secretário e pré-candidato a prefeito de São Luís, Max Barros.
O ato de transferência de Max do DEM para o PMDB acontecerá segunda-feira, dia 03, às 16h, no auditório Fernando Falcão da Assembleia Legislativa, com as presenças das principais lideranças peemdebistas no Estado.  
Vícios de drogado
Os deputados Marcelo Tavares e Magno Bacelar voltaram a duelar verbalmente durante a semana por ainda por conta das manifestações no Rock in Rio contra o presidente do Senado, José Sarney.
Ao rebater a agressões de Bacelar, que chamou o público do festival de “viciado em drogado”, Tavares replicou afirmando que viciado é o Governo do Estado, que “possui o vício de mentir”.
O líder da oposição explicou que o governo havia anunciado que não gastaria um único centavo para a Beija Flor desfilar os 400 anos de fundação de São Luís na Sapucaí e agora destinou de R$ 1,5 milhão. “Porque a governadora não disse isso para a população? Porque se viciou em mentir”.  
Fiscalizando
Os deputados que integram a Comissão de Obras e Serviços Públicos da Assembleia vão começar a fiscalização das obras do Aeroporto Marechal da Cunha Machado, a fim de evitar novos atrasos no cronograma de conclusão dos trabalhos.
As visitas ao canteiro de obras ocorrerão quinzenalmente até o final do mês de dezembro, prazo dado pela Infraero para que a reconstrução do novo terminal seja concluída.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Buscar

Nossa pagina