Logo Blog
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz

Ministro do TSE que cassou Jackson Lago é acusado de sinecura

Um dos ministros do TSE que participou do golpe judicial contra o ex-governador Jackson Lago (PDT), Ricardo Lewandowisk, se encontra agora no olho de um furação por conta de sinecura no Tribunal de Justiça de São Paulo, onde foi desembargador e recebeu, de forma irregular, mais de R$ 1 milhão em complementos salariais.

O relator do processo e principal personagem da peça teatral dirigida pelo senador José Sarney, o ridículo Eros Grau, que cassou Jackson, também já teve sua punição ao ser derrotado em sua tentativa de conseguir uma cadeira na Academia Brasileira de Letras, tendo Sarney como patrono da candidatura.    
Reproduzo abaixo algumas notas publicadas hoje na coluna Painel que revelam que um dos carrascos de Jackson é tão sujo quanto o senador José Sarney na arte de meter a mão no dinheiro público  
RENATA LO PRETE – [email protected]
A devassa da devassa
Defensores do trabalho da Corregedoria Nacional de Justiça chamam a atenção para o esforço -recompensado com liminares de Marco Aurélio Mello e Ricardo Lewandowski- das associações de magistrados em caracterizar como “devassa” investigações na verdade bastante focalizadas sobre a folha de pagamento de tribunais. No caso do TJ-SP, caíram na malha fina menos de cem pessoas de um total de quase 50 mil.
Diante das decisões dos ministros -o primeiro esvaziou o poder da corregedoria; o segundo suspendeu apuração de enriquecimento ilícito-, um colega pergunta: “A quem o discurso da ‘devassa’ protege?”.
Bem na hora Comentário ouvido ontem em Brasília, em referência à célebre frase da corregedora Eliana Calmon e à abortada investigação sobre o Tribunal de Justiça de São Paulo: “Quando o Sargento Garcia estava chegando perto, o Zorro deu um jeito de escapar”.
Em vão No entanto, quem teve acesso a algumas das descobertas da corregedoria em SP afirma: se insistirem em manter essa caixa trancada, ela simplesmente explodirá sozinha.
Modo de fazer Lewandowski, que agora sustou as inspeções do CNJ sobre ganhos de servidores, magistrados e familiares em 22 tribunais do país, decidiu em liminar, um ano atrás, validar concurso promovido pelo TJ do Rio no qual o conselho encontrara uma série de indícios de fraude. O caso nunca mais retornou à pauta.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Buscar

Mais Lidas

Flávio Dino e Bira rebatem Guedes e dizem que solução para a Petrobras não é privatizar
PT solicita ao PSB adiamento de decisão sobre candidatura ao governo
PSOL considera positivo encontro com PT que discutiu frente com Felipe Camarão
Governador já não esconde preferência e deve confirmar apoio a Brandão
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz