Logo Blog
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz

Helena Duailibe provoca primeira baixa na pré-campanha de Madeira

O pré-candidato do Solidariedade, ex-juiz federal Carlos Madeira, perdeu uma excelente cabo eleitoral para a campanha. A deputada estadual Helena Duailibe, terceira parlamentar mais votada na Ilha, não apenas declarou apoio como fez discurso no ato desta sexta-feira (28), em que o PP oficializou aliança com o PCdoB, defendendo a candidatura de Rubens Júnior (PCdoB) para prefeito de São Luís.

A decisão da parlamentar não chegou a surpreender porque ela já havia declarado nos bastidores da política apoio ao candidato do PCdoB, o que representa um baque na caminhada do representante do Solidariedade, partido que faz parte da base de sustentação do governo Flávio Dino, mas que tem um candidato que se considera independente.

Após quinze dias da confirmação de sua pré-candidatura pelo PCdoB, Rubens mostra capacidade de diálogo e articulação e deve receber no curso da pré-campanha mais adesões à sua candidatura. Além de agremiações partidárias, ele deve receber grupos de pré-candidatos à vereador e lideranças comunitárias.

Para o presidente estadual do PCdoB, deputado federal Márcio Jerry, o momento é de aquecimento. Segundo o dirigente comunista, com a aliança que nasceu das conversações entre os dois partidos a pré-campanha vai ganhar um novo capítulo. “Tem muita gente que faz uma avaliação como se eleição fosse um campeonato de futebol, como se a gente fosse vitorioso na pré-temporada. Só se ganha quando o campeonato é jogando, quando ele começa”, diz Jerry ao fazer uma metáfora com o futebol.

A exemplo de Júnior, todos os pré-candidatos correm para ampliar seus aliados. O deputado federal Eduardo Braide (Podemos), que já tem garantido em seu palanque PSD, PSC e PMN, tenta oficializar o apoio do PSDB. Os dirigentes tucanos permanecem indeciso entre conceder a legenda para o deputado Wellington do Curso ou declarar apoio ao candidato do Podemos.

Para não atrapalhar as articulações de bastidores, alguns pré-candidatos preferem esconder o jogo. O deputado estadual e pré-candidato do PROS, Yglésio Moisés, por exemplo, garante que está em vias de concretizar uma aliança, mas não revela qual sigla estaria disposta a lhe declarar apoio. Disse apenas “estou tranquilo que vai dá tudo certo”, desconversa.

Já o pré-candidato da aliança DEM/PDT, deputado estadual Neto Evangelista, embora conte com as estruturas de dois grandes partidos, não descuida das articulações e espera fechar novos apoios no período que antecede as convenções. Na mesma pegada segue Bira do Pindaré (PSB) que ainda espera contar com o PT e PSOL.

Pelo que se observado, até momento, no grupo do eu sozinho, o que não quer dizer que não tenham chance de sucesso em suas candidaturas, deverão figurar, entre outros, Jeisael Marx (Rede) e Carlos Madeira (Solidariedade).

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Buscar

Mais Lidas

Conversas não avançam e unidade do grupo governista está cada vez mais distante
Com apoio de 17 vereadores Paulo Victor é favorito na eleição para presidência da Câmara
Carlos Brandão diz que governo está atento ao crescimento dos casos de Covid-19 no Estado
Artigo do governador – São Luís: a capital de todos os maranhenses
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz