Logo Blog
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz

Greve política

Editorial – Jornal Pequeno
  
Essa greve
cansou. É uma greve para jogar a população contra o prefeito de São Luís. É uma
greve de farsas e mentiras, uma greve política.
“É uma greve
política”. Foi só o que disseram e repetiram os ouvintes dos programas de rádio
da cidade desde a sexta-feira. Uma greve em que se desconfia que os prejuízos
dos empresários possam estar sendo pagos por debaixo dos panos com o dinheiro
do povo do Maranhão. São Luís sempre foi vista como a cidade adversária das
pretensões eleitorais do grupo Sarney. Tanto que já lá se vão 16 dias que o
prefeito protocolou um pedido de audiência com a governadora Roseana Sarney
para tratar de uma parceria institucional capaz de viabilizar obras de drenagem
e pavimentação na capital maranhense e nada aconteceu. Nenhuma resposta.
    
Aliás, houve
uma resposta. Sarney decidiu “defender o inverno”. O inverno que ele acha que
pode ajudar o governo na próxima eleição.  
Ontem, o
telejornal ‘Bom Dia Mirante’ se apressou em desinformar a população divulgando
que o Tribunal Regional do Trabalho não havia decretado a ilegalidade da greve.
Certamente porque é de interesse dos Sarney que a paralisação continue e que o
povo de São Luis siga prejudicado. O TRT-MA não só confirmou a ilegalidade como
emitiu uma certidão deixando claro que a greve é ilegal e abusiva.
Enquanto
isso, São Luís continua sendo o único município maranhense a não celebrar um
único convênio com o governo do Estado.
O
pré-candidato ao governo do estado, Lobão Filho, sugeriu que o prefeito de São
Luís é fraco, mas Edivaldo resistiu e conseguiu que o TRT decretasse a
ilegalidade da greve, o que era uma responsabilidade dos empresários, se algum
interesse eles tivessem no fim da paralisação.  
No fundo, no
fundo, o que o grupo Sarney dá a entender é que quer o aumento nos preços das
passagens para criar um clima de revolta na população e, assim, dispor de
manifestações e mais transtornos para filmar e responsabilizar nos meios de
comunicação o prefeito de São Luís. Não deu certo. Não pode dar certo. Não vai
haver aumento de passagem.
A greve é
ilegal, a Justiça decretou. E, infelizmente, o fim mais previsível dessa greve
são os empresários de bolsos cheios, sindicalistas presos e perseguidos e
cobradores e motoristas demitidos ou ainda mais pobres do que quando tudo isso
começou. E isso é também o que querem os adversários do prefeito e da cidade
para alimentar a campanha do governo. 

Infelizmente,
essa é a República de Sarney e nela só os pobres pagam; pagam com a fome, o
desemprego, os baixos salários, a violência, a falta de segurança e até com
greves políticas para atormentar e infernizar a vida da população. E isso já
faz quase 50 anos.

1 Comentário

  1. Foco disse:

    Procure salvar a pele do aliado, porque não creio em despreparo neste artigo. Não há solução em problemas que não se reconhece a sua origem, o pior, em nome do populismo, querer forçar a sobrevivência do capitalismo sem lucro é remar contra a correnteza. Agora só falta o prefeito pensar em estatizar o sistema

Deixe o seu comentário!

Buscar

Mais Lidas

Desempenho pífio de Roseana Sarney afunda o MDB no Maranhão
Weverton Rocha tem derrota humilhante; campanha ostentação não vingou
Othelino atribui resultado nas urnas ao trabalho realizado em todo o Maranhão
Edivaldo em segundo lugar na disputa para o Governo do Maranhão, aponta pesquisa Percent
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz