Logo Blog
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz

Governo implementa pacote de ações para enfrentamento das mortes materno-infantil no estado

Cuidados antes, durante e após o parto podem salvar a vida de mulheres e recém-nascidos, evitando a morte de mais de 800 mulheres no mundo, todos os dias, por complicações relacionadas à gravidez ou ao parto. Para combater esta realidade no Maranhão, o Governo do Estado investiu em um pacote de ações para o enfrentamento das mortes materno-infantil, que inclui a ampliação de leitos de maternidades e de UTI neonatal, assim como estímulo à assistência pré-natal.

“O combate à morte materno-infantil no Maranhão é uma prioridade desde o início da gestão, quando lançamos a Força Estadual de Saúde ou inauguramos maternidades de Balsas e Colinas, além de serviços para este público. As ações buscam salvar a vida de maranhenses de todas as regiões do estado”, destaca o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

Na segunda-feira (6), 22 gestantes de São Luís e São José de Ribamar receberam os primeiros cartões do Programa “Cheque Cesta Básica – Gestante”, com o crédito da parcela de R$ 100, referente à primeira consulta de pré-natal. Pelas regras, são até seis parcelas durante a gravidez e as demais após o nascimento. As contempladas receberam também um kit com itens para o bebê e uma caixa, que poderá servir de berço para as crianças nos primeiros meses, semelhante ao que acontece em países desenvolvidos.

O objetivo do programa é incentivar a realização da assistência pré-natal, cujo número mínimo de consultas preconizado pelas autoridades de saúde é de pelo menos seis visitas ao médico. Atualmente, menos 30% das mulheres maranhenses fazem o acompanhamento como recomendado, número que cai conforme diminui a renda familiar.

“É um programa que vai na linha de um conjunto de ações que visam a redução da mortalidade infantil e materna. Nós já tivemos uma redução bastante expressiva no primeiro mandato: no ano de 2018, conseguimos a menor taxa de mortalidade materna infantil da série histórica”, disse o governador Flávio Dino, durante a solenidade.

Ampliação de leitos 

O enfrentamento das mortes materno-infantil inclui a ampliação de leitos de maternidade no estado e de UTI neonatais, que, de acordo com o Ministério da Saúde, divide-se em Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (Utin), Unidade de Cuidado Intermediário Neonatal Convencional (UCINCo) e Unidade de Cuidado Intermediário Neonatal Canguru (UCINCa).

Serão feitas adaptações de banheiros, substituição de esquadrias, climatização, substituição da rede elétrica, adequação da enfermaria.A ala de maternidade da Santa Casa de Misericórdia, que passa a integrar a rede de maternidades do estado, disponibilizará às gestantes da Grande Ilha 38 leitos reformados. A obra, cuja ordem de serviço foi assinada também na segunda-feira (6), reformará 34 leitos de enfermaria do tipo alojamento conjunto (mamãe e bebê) e quatro leitos pré-parto.

O cuidado integral ao recém-nascido grave ou potencialmente grave também será reforçado com ampliação de 20 leitos de UTI neonatais em São Luís, que serão entregues na Maternidade Benedito Leite e Hospital Juvêncio Mattos. Os primeiros 10 leitos estão previstos para ser entregues no dia 15, no Hospital Juvêncio Mattos e estão divididos em quatro Utin, quatro UCINCo e dois UCINCa.

Na Maternidade Benedito Leite, as obras que vão resultar em mais 10 leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) Neonatal iniciaram na quarta-feira (8). A previsão é de que a reforma dure 40 dias. As obras incluem demolição de paredes, criação de ambiente de apoio (Depósito de Material de Limpeza – DML, sala de utilidades, etc) e adequação de rede de gás (oxigênio, ar comprimido e vácuo).

Outras ações 

Os cuidados de saúde para evitar mortes maternas e infantis incluem o acesso a assistência pré-natal durante a gestação, cuidados durante e após o parto. Por isso, o Governo do Estado tem buscado formas de facilitar, ampliar e qualificar o acesso aos serviços de saúde.

Também ampliando a assistência, a SES realizará a primeira Caravana da Gestante, ação em saúde que vai legar atendimento à população do interior do estado. O atendimento itinerante disponibilizará atendimentos em pediatria, ginecologia, clínica geral, nutrição e atendimentos na Farmácia Viva. Além destes, estarão disponíveis serviços de vacinação, farmácia básica para entrega dos medicamentos receitados, triagem com aferição de pressão e glicemia, testes rápidos (HIV, sífilis e hepatite), ações de saúde bucal e de educação em saúde.Uma das formas é através do projeto de Planificação da Atenção à Saúde, criado pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e adotado no Maranhão. A implantação ocorreu nas regiões de Balsas, Caxias e Timon com excelentes resultados. Este ano, a Regional de Saúde de São João dos Patos, com 15 municípios, passará pelo processo, desta vez, conduzido pelo Hospital Israelita Albert Einstein (SP), através do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (PROADI-SUS), do Ministério da Saúde. O foco será a reestruturação da Rede de Atenção Materno-Infantil.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Buscar

Mais Lidas

Conversas não avançam e unidade do grupo governista está cada vez mais distante
Com apoio de 17 vereadores Paulo Victor é favorito na eleição para presidência da Câmara
Novo Código Eleitoral será tema de semináro ministrado pelo deputado Rubens Jr.
Artigo do governador – São Luís: a capital de todos os maranhenses
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz