Logo Blog
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz

Força Estadual inicia atividades e combate ao mosquito Aedes é fortalecido

120 profissionais foram contratados, treinados, capacitados e irão para as 30 cidades com menor IDH do Maranhão contribuir com a atenção básica.

120 profissionais foram contratados, treinados, capacitados e irão para as 30 cidades com menor IDH do Maranhão contribuir com a atenção básica.

“Nós estamos hoje avançando em dois projetos que são fundamentais para nós compreendermos o sentido da palavra mudança”. Com essa declaração, o governador Flávio Dino anunciou, nesta segunda-feira (04), no Palácio Henrique de La Rocque, o início das atividades da Força Estadual de Saúde do Maranhão (Fesma) nos 30 municípios que integram o Plano ‘Mais IDH’ e a implementação das ações do Plano de Enfrentamento da Epidemia de Dengue, Chikungunya e Zika vírus nos 217 municípios maranhenses.

Para Flávio Dino, a Fesma tem a característica fundamental de marcar uma mudança de paradigmas, com o papel fundamental de diminuir as desigualdades sociais e cumprir o preceito de justiça social. A Força Estadual de Saúde é um programa que integra o Plano ‘Mais IDH’ para reverter indicadores de saúde como morbimortalidade infantil e materna, taxas de internação por complicação de doenças crônicas e controle de endemias negligenciadas.

O governador explicou que, por meio de processo seletivo público, 120 profissionais foram contratados, treinados, capacitados e irão para as 30 cidades com menor IDH do Maranhão contribuir para a atenção básica. “Nós temos a convicção que o engajamento desses profissionais próximos às redes municipais de saúde garantirão indicadores de saúde e de qualidade de vida mais adequados para o estado nos próximos anos”, enfatizou.

O secretário de Saúde, Marcos Pacheco, divulgou que, em 2014, 97 crianças menores de um ano morreram nos 30 municípios do ‘Mais IDH’. Em 2015, esse número caiu para 69, e a meta é que em 2016, com a atuação da Fesma, esse número tenha mais um decréscimo de 25%.

O médico André Reis participou do projeto piloto da Força Estadual de Saúde ano passado, em Pedro do Rosário, prestou o processo seletivo, foi aprovado e agora sua missão será na cidade de Araioses. Para ele, o principal papel da Fesma é no atendimento constante da população. “Isso se reflete justamente pela prática dos profissionais ficarem nos municípios de segunda a sexta-feira, as 40 horas semanais. Isso é imprescindível para se fazer saúde”, evidenciou.

Plano de Enfrentamento ao Aedes

Anunciado pelo governador Flávio Dino durante a cerimônia local da ‘Mobilização Nacional de Combate ao Aedes aegypti’, no último dia 13 de fevereiro, o Plano de Contingência para o Enfretamento da Epidemia de Dengue, Zika vírus e Chikungunya no Maranhão tem o objetivo de dar uma resposta rápida às situações de saúde pública relacionadas a essas doenças por meio do fortalecimento das ações de combate ao mosquito Aedes aegypti.

Na solenidade foram entregues aos municípios e regionais de saúde do Estado, kits de operação de campo para combate ao Aedes aegypti e de proteção individual (EPI), além de 50 carros equipados com as máquinas de ultra baixo volume (fumacê) usadas para a eliminação do mosquito adulto. Também foi anunciada a distribuição de 120 mil frascos de repelentes destinados às gestantes inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Buscar

Mais Lidas

Consolidação da aliança nacional PT/PSB sepulta esperança de Weverton Rocha
"As portas do PSB estão abertas para Brandão", diz deputado Bira
Weverton tenta se fazer de vítima ao perder “queda de braço” para Brandão
"Quero trabalhar pelo Maranhão da mesma forma que trabalhei por São Luís", diz Edivaldo
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz