Logo Blog
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz

Eleições 2020: Partidos começam definir pré-candidaturas

A medida que se aproxima o final de 2019, os partidos políticos começam definir quem serão seus representantes na sucessão da capital. DEM, PSB, PV, PMN, PDT e Rede Sustentabilidade largaram na frente e, agora, esperam apenas as convenções municipais que serão realizadas em 2020 para oficializarem seus candidatos.

Já podem ser considerados candidatos, embora ainda precisem de confirmação das convenções partidárias, Eduardo Braide, Neto Evangelista, Bira do Pindaré, Adriano Sarney, Osmar Filho e Jeisael Marx. Este grupo, no entanto,  deverá receber, em breve, novas companhias, pois existem ainda vários pretendentes tentando viabilizar seus nomes pelas mais diversas siglas.

No PCdoB, é notória a luta renhida que travam nos bastidores o secretário de Cidades, deputado federal licenciado Rubens Pereira Júnior, e deputado estadual Duarte Júnior para representar o partido na sucessão do prefeito Edivaldo Holanda Junior (PDT). O presidente da legenda, deputado Márcio Jerry, garante que em janeiro de 2020 os comunistas definirão seu representante.

Na disputa interna do PCdoB, o pré-candidato Duarte Junior parece mais distante de ganhar a simpatia dos dirigentes e militantes. Ausente da Conferência Estadual do partido, concluída no último sábado (estava participando de um congresso sobre cidades inteligentes em Barcelona), o ex-diretor do Procon-MA já é visto nos bastidores da sucessão como carta fora do baralho comunista.

Duarte já andou sondando o vice-governador Carlos Brandão sobre a possibilidade de migrar para o PRB, partido da base de sustentação do governo, mas foi aconselhado a resolver primeiro seu problema com o PCdoB, ou seja, conseguir a autorização para sair e ser candidato por uma legenda governista.

Existem ainda deputados sem espaço em suas legendas que conversam nos bastidores com dirigentes de outras siglas tentando garantir suas candidaturas, a exemplo de Yglésio Moisés, que deixou o PDT e ainda analisa convites que lhe foram formulados por outros partidos para que seja candidato. A preferência, segundo Yglésio, continua sendo o Solidariedade, mas ele não descarta ser candidato por outra legenda, caso ocorra algum imprevisto.

Situação mais complicada, porém, enfrenta o deputado Wellington do Curso. Filiado ao PSDB, o parlamentar já está em campanha, mas não tem a garantia dos tucanos de que terá o nome confirmado na convenção. Diante da incerteza, também mantém conversações com outras siglas tentando viabilizar a candidatura.

O ex-prefeito Tadeu Palácio, que também já demonstrou interesse em participar do pleito como candidato do PSL, ainda não se definiu se mantém a pré-candidatura pelo partido de Luciano Bivar ou pretende acompanhar o presidente Jair Bolsonaro e migrar para o partido de ultra-direita que está sendo criado para a família Bolsonaro chamar de seu. O problema nesta caso é, segundo analistas, é que o partido correr o risco de não poder participar das eleições de 2020.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Buscar

Mais Lidas

Weverton tenta se fazer de vítima ao perder “queda de braço” para Brandão
Vereador Astro de Ogum reúne em café da manhã  17 apoiadores de Paulo Victor
Posição de Eliziane Gama sobre sucessão estadual é ignorada pelo Cidadania
Dirigentes do PT se movimentam visando definições sobre sucessão
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz