Logo Blog
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz

Edivaldo diz que anunciará vigoroso plano de investimento para São Luís

Entrevista exclusiva ao Jornal Pequeno
POR JORGE VIEIRA
Político em fase de ascensão, que chegou ao comando da prefeitura da capital numa coligação de esquerda e com discurso de mudança, o prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PTC) disse que fez muito ao longo dos primeiros seis meses de governo, diante das adversidades encontradas, e que criou as condições básicas para lançar, já, um vigoroso plano de investimentos para São Luís, e deslanchar um programa de obras nos próximos doze meses, nos mais diversos setores.
A prioridade neste início de administração, conforme revela o prefeito, é trabalhar diuturnamente para sanear as finanças do município e realizar todos os compromissos de campanha “a partir de uma gestão inovadora, mobilizadora, transparente e que dialoga com a população”.
Na última sexta-feira, o prefeito Edivaldo recebeu o Jornal Pequeno e, numa conversa descontraída, abordou os mais diversos temas que estão na ordem do dia: proposta de parceria com o governo, esforço para o saneamento das finanças e sucessão estadual. O prefeito acredita que todos os partidos que formaram a aliança que o elegeu em 2012 estarão reunidos em torno da candidatura do presidente da Embratur, Flávio Dino, ao governo do estado em 2014.
Jornal Pequeno – Passados os primeiros seis meses, a administração Edivaldo Holanda Júnior já conseguiu amenizar a situação financeira e recuperar a capacidade de investimento do município?
Edivaldo Holanda Júnior – Nossa população tem conhecimento das dificuldades de toda ordem que enfrentamos ao assumir a prefeitura. Os serviços públicos oferecidos pelo município estavam com muita precariedade em várias áreas, como saúde, educação, administração… Enfim, herdamos uma série de problemas inclusive uma folha de pessoal atrasada de aproximadamente R$ 60 milhões. Além disso, tínhamos um orçamento de R$ 2,5 bilhões e cerca de R$ 1 bilhão em dívidas.
Tudo isso nos obrigou a fazer um grande esforço para sanear as finanças do município. Pactuamos com servidores o pagamento dos salários atrasados, e, com a bênção de Deus, cumprimos nosso compromisso e antecipamos, inclusive, a primeira parcela do 13º salário. Também auditamos vários contratos e repactuamos com fornecedores os valores, a exemplo do contrato da limpeza pública. Paralelo a isso, enfrentamos o desafio de garantir a normalidade dos serviços essenciais na saúde, educação, obras nestes primeiros meses. Fizemos muito diante das adversidades e criamos as condições para fazermos muito mais por São Luís nos próximos 12 meses.
JP – Qual tem sido o principal gargalo da administração e como pretende solucionar?
EHJ – São Luís tem muitos problemas e em todas as áreas. Mas, hoje temos um grande déficit em mobilidade urbana, infraestrutura e na saúde, resultado da falta de investimentos significativos do poder público nestas áreas ao longo de décadas.
Nossa gestão tem trabalhado dia após dia para encontrar alternativas para esta e muitas outras carências existentes em nossa cidade. Nos próximos dias vamos apresentar à população de São Luís um vigoroso plano de investimentos para a nossa cidade que vai abranger diversas áreas. São obras e serviços que serão executados nos próximos 12 meses. Entre nossas prioridades está a área da saúde, onde vamos investir fortemente na recuperação e ampliação do Socorrão I, Socorrão II, Hospital da Criança e nas unidades mistas, além de desenvolver políticas para melhorar o atendimento a quem mais precisa, que são os pacientes.
Com relação à mobilidade urbana, teremos um conjunto de intervenções nas principais avenidas no sentido de garantir mais fluidez ao nosso trânsito, além de criar as condições para melhorar o transporte para os mais de 700 mil usuários existentes em nossa cidade com o processo de licitação das linhas de transportes e a reforma dos terminais da integração.
JP – Quando é que município e estado vão iniciar a parceria e começar a execução de obras essências que a cidade precisa?
EHJ – A parceria institucional entre os governo municipal, estadual e federal foi uma das nossas primeiras atitudes, desde a solenidade de posse, quando propusemos ainda no primeiro discurso. Iniciamos as tratativas com o governo do Estado no início do ano para atuarmos conjuntamente na área da saúde, mas infelizmente não foi possível. Agora, iniciamos as discussões em torno de projetos de mobilidade urbana. Apresentamos nossos projetos, parte deles já em tramitação no governo federal, e essas discussões devem continuar com reuniões entre as equipes técnicas. Esperamos com muito entusiasmo que possamos concretizar parcerias que melhorem as condições de vida de nossa população e que a sociedade civil organizada também participe com voz ativa deste processo.
JP – Já existe alguma coisa concreta sobre esta parceria ou tudo permanece no campo das intenções?
EHJ – Nós temos obras importantes, que apresentamos à comissão técnica do governo do Estado, em que poderíamos ter a parceria do governo para executá-las. O viaduto da Forquilha e o prolongamento (total) da Avenida Litorânea são obras de grande relevância para melhorar o trânsito de nossa cidade. Estão licitadas e o governo do Estado poderia celebrar convênios com o município para que a prefeitura possa começar os serviços. Seria, sem dúvida, um grande gesto em favor de nossa cidade.

JP – Como a Prefeitura pretende fazer para obrigar os prédios localizados na orla a construir estações de tratamento de esgoto, como manda a lei aprovada pela Assembleia Legislativa?
EHJ – Temos realizado um trabalho muito intenso em nossa gestão, pela Secretaria de Urbanismo e Habitação, para reorganizar a nossa cidade,tudo pautado nas exigências legais. Esse é um assunto muito importante, que está sendo alvo de estudos por parte de nossa gestão. Vamos trabalhar para que no mais breve espaço de tempo possível, em parceria com outras instituições, a exemplo do Ministério Público, possamos fazer com que estes importantes empreendimentos possam dar mais esta parcela de contribuição para melhorar a qualidade de vida de nossa população.
JP – Como o governo recebeu as demandas da prefeitura para a proposta de parceria?
EHJ – Como disse anteriormente, apresentamos nossos projetos e sugestões de parcerias para o governo do Estado, que ficou de avaliar nossas propostas, entre elas a suspensão do bloqueio mensal de mais de R$ 2 milhões dos recursos do município para que possamos investir em obras fundamentais para a nossa cidade e a liberação de recursos oriundos de emendas parlamentares.
JP – O senhor pretende fazer novas mudanças no secretariado?
EHJ – Nossa gestão busca como resultado melhorar a qualidade de vida da população. Assim temos pautado nossa atuação nestes seis meses de governo. A gestão pública é dinâmica e, portanto, é natural que em determinados momentos o gestor precisa fazer ajustes na equipe.
JP – A administração municipal possui hoje uma base sólida de sustentação no plenário da Câmara Municipal?

EHJ – Fui vereador por dois mandatos e sei a importância que tem o legislativo para a nossa cidade. Graças a Deus, desde o primeiro dia de governo nossa relação com os vereadores tem sido respeitosa, harmônica e com independência. A partir desse diálogo temos avançado e reconhecemos o papel importante que a maioria dos vereadores tem desempenhado para o êxito de nossa gestão, sempre priorizando o bem estar de nossa população.
JP – Como o senhor analisa o resultado das pesquisas que apontam um franco favoritismo do seu aliado Flávio Dino na corrida governamental de 2014?

EHJ – O Flávio Dino é um dos melhores quadros políticos de nosso estado, detentor de uma carreira profissional e política exitosa. Desempenhou com muita competência a magistratura e sua atuação como deputado federal é reconhecida nacionalmente. Hoje, ele desenvolve um grande trabalho à frente da Embratur, inclusive com importantes parcerias com a Prefeitura de São Luís para incrementar o turismo em nosso município. Tudo isso o credencia como um forte candidato ao governo do Estado e as pesquisas refletem exatamente este reconhecimento de nossa população.
JP – O senhor acredita que os partidos que formaram a aliança que apoiou sua candidatura a prefeito de São Luís vão estar unidos em torno de Flávio Dino em 2014?

EHJ – Tenho absoluta certeza disso. Temos um grupo forte e coeso politicamente com projetos para São Luís e para o Estado. Mas, ao longo destes seis meses, nossa prioridade tem sido trabalhar diuturnamente para realizar todos os nossos compromissos a partir de uma gestão inovadora, mobilizadora, transparente e que dialoga com a população.
JP – O sentimento de mudança que o elegeu prefeito da capital vai prevalecer nas eleições de 2014?

EHJ – A população tem dado sinais permanentes de que quer uma nova forma de ação dos agentes públicos, especialmente a classe política. Basta vermos as últimas manifestações realizadas no país. Isso se reflete também em nosso estado. Temos sempre buscado interpretar este sentimento e agir conforme os anseios da nossa população. Nosso estado tem muitos déficits, sobretudo na área social, e sem dúvida a população vai cobrar e exigir mudança de atitude cada vez mais, e isso tende a se intensificar naturalmente no próximo ano, que será ainda mais importante por ser ano de eleições para deputado estadual, federal, governadores, senadores e presidente da República.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Rádio

Rádio Timbira Ao Vivo

Buscar

Mais Lidas

Apoiadores de Rubens Junior dão largada da campanha com grande carreata no domingo (27)
“Irresponsável e oportunista”, diz Márcio Jerry sobre Braide reforçar clima de violência
Rubens reconhece trabalho de Edivaldo e promete dar continuidade a melhorias no transporte público
“Estamos na rota de crescimento”, afirma Rubens em entrevista à Rádio Mirante
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz