Logo Blog
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz

Deu na Folha: Lobão teve encontro secreto com doleiro preso no Maranhão

O ministro das Minas e Energia, Edson Lobão,
recebeu o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, lobista preso por
suspeita de ser sócio de um esquema bilionário de lavagem de dinheiro. O
encontro aconteceu este ano e não constava da agenda oficial do ministro. O
jornal Folha teve acesso a troca de mensagens do lobista em que confirmou o
encontro.


O objetivo do encontro, segundo o jornal, seria
estimular a presença de uma empresa chinesa, a Sinopec, nas obras da refinaria
Premmim II, a ser construída no Ceará. As obras da refinaria Premmium I,
que ainda não saíram da terraplanagem, devem ser investigadas pela CPI da
Petrobras.
O lobista Paulo Roberto Costa seria sócio do doleiro
Alberto Youssef, que apareceu em meio a conversas telefônicas tratando da negociação do pagamento de precatórios
(dívidas antigas) do governo do Maranhão à empresa Constran. A dívida, que
supera R$ 110 milhões, refere-se a serviços de terraplanagem e pavimentação da
BR-230 contratados na metade da década de 1980
 
A revista Época publicou um email interceptado pela Polícia Federal que mostra
envolvimento de Alberto Youssef na negociação. No dia 10 de dezembro do ano
passado, o diretor financeiro da UTC, empresa que controla a Constran, Walmir
Pinheiro, encaminha uma mensagem para Youssef e para o diretor financeiro da Constran,
Augusto César Ribeiro Pinheiro, cujo título era “Precatório MA”. Walmir
Pinheiro parabeniza os dois pela “concretização do acordo com o gov. MA”. E
ainda enaltece a conquista em razão da dificuldade em alcançá-la: “sei
perfeitamente o quanto foi duro fechar esta operação, foram quase 6 meses de
ida e vinda”, afirma Pinheiro. A dívida do Maranhão com a construtora estava na
Justiça há mais de 20 anos.

 

O objetivo do encontro, segundo o jornal, seria
estimular a presença de uma empresa chinesa, a Sinopec, nas obras da refinaria
Premmim II, a ser construída no Ceará. As obras da refinaria Premmium I,
que ainda não saíram da terraplanagem, devem ser investigadas pela CPI da
Petrobras.
O lobista Paulo Roberto Costa seria sócio do doleiro
Alberto Youssef, que apareceu em meio a conversas telefônicas tratando da negociação do pagamento de precatórios
(dívidas antigas) do governo do Maranhão à empresa Constran. A dívida, que
supera R$ 110 milhões, refere-se a serviços de terraplanagem e pavimentação da
BR-230 contratados na metade da década de 1980
 
A revista Época publicou um email interceptado pela Polícia Federal que mostra
envolvimento de Alberto Youssef na negociação. No dia 10 de dezembro do ano
passado, o diretor financeiro da UTC, empresa que controla a Constran, Walmir
Pinheiro, encaminha uma mensagem para Youssef e para o diretor financeiro da Constran,
Augusto César Ribeiro Pinheiro, cujo título era “Precatório MA”. Walmir
Pinheiro parabeniza os dois pela “concretização do acordo com o gov. MA”. E
ainda enaltece a conquista em razão da dificuldade em alcançá-la: “sei
perfeitamente o quanto foi duro fechar esta operação, foram quase 6 meses de
ida e vinda”, afirma Pinheiro. A dívida do Maranhão com a construtora estava na
Justiça há mais de 20 anos.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Rádio

Rádio Timbira Ao Vivo

Buscar

Mais Lidas

Quase metade do eleitorado não aprova apoio de Bolsonaro em São Luís
Apoiadores de Rubens Junior dão largada da campanha com grande carreata no domingo (27)
"Nossa militância está pronta para ir às ruas e fazer uma campanha alegre e vibrante, que é a marca das campanhas do PT", diz Honorato
PROS vai representar Instituto Emet por pesquisa tendenciosa
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz