28 de outubro de 2011

Redação: (98) 98205-4499

28/10/2011 -

Jorge Vieira -

Comente

Deputado pede para a executiva nacional não reconhecer congresso estadual do PSB marcado para amanhã

Ribamar Alves compara presidente do PSB a Sadan e Kadafi
O Partido Socialista Brasileiro realiza amanhã, a partir das 9h, no auditório da Assembleia Legislativa, o congresso estadual que elegerá a nova executiva regional em meio a uma das maiores crises da história da legenda no Estado.   
O deputado Ribamar Alves, uma das maiores lideranças do PSB no Maranhão está solicitando que a executiva nacional não reconheça o congresso estadual, convocado pelo presidente José Antonio Almeida, por está contaminado de vícios.
Alves acusa o presidente do partido de desvio de conduta e de ter prostituído o processo com a única finalidade de se perpetuar no poder. Segundo o parlamentar, José Antonio se transformou em “aprendiz de Sadan e Kadafi”.
Publico abaixo a íntegra da carta enviada por Ribamar Alves ao presidente nacional do PSB e governador de Pernambuco, Eduardo Campos.     
Brasília, 25 de outubro de 2011
A Sua Excelência o Senhor
Eduardo Campos
Presidente Nacional do PSB
Sr. Presidente,
Reitero o pedido de não apontamento do CONGRESSO ESTADUAL no MARANHÃO do Partido Socialista Brasileiro – PSB, pelo grave motivo de desvio de conduta, vício de iniciativa e prostituição do processo de realização dos Congressos Municipais como único intuito de garantir a uma facção a continuidade do comando, ou melhor, do MANDO ditatorial do nosso partido em  nosso estado.
Ressalto e reafirmo, Sr. Presidente, que todas as mazelas foram feitas e executadas no sentido de podar o crescimento do partido e prejudicar os diretórios ligados a minha pessoa:
0
1-  Santa Luzia , obtive 4.951 votos (fui o mais bem votado), tínhamos o vice-prefeito do PSB, me negaram a comissão provisória;
0
2-  Itapecuru-Mirim, obtive 4.900 votos (fui o mais bem votado) temos vereador e criamos condições de disputar a vice-prefeitura e uma chapa própria de vereadores, tomaram o partido e entregaram para um grupo adversário do nosso;
0
3-  Capinzal do Norte, obtive 2.300 votos (fui o mais bem votado), tínhamos o prefeito e mais 3 vereadores, a executiva estadual não fez a comissão provisória;
0
4-  Pindaré-Mirim, obtive 1.400 votos (fui o mais bem votado), me tomaram o partido;
0
5-  São José de Ribamar, obtive 922 votos (fui o mais bem votado do partido), tínhamos um vereador, advogado e pré-candidato a prefeito, era o presidente do partido, mas foi-lhe tomado o partido e entregue a pessoas que nem no município reside;
0
6-  São tantos exemplos a mais, por exemplo: não obedeceu o resultado da reunião da executiva que teve a presença do Dr. Carlos Siqueira, mudando “Ad Referendum” as comissões aprovadas; não mandou no prazo legal a comissões provisórias de vários municípios ligados Amim com o único propósito de não deixar que se realizassem congressos; ameaças a municípios que tinham provisórias para que não realizassem congresso, pois, seriam punidos com a troca da comissão provisória (exemplo: Bom Jesus das Selvas, onde fui o mais bem votado do partido, com mais de 800 votos);
0
7-  Hoje, dia 25 de outubro, terça-feira, há 5 (cinco) dias da data da realização do Congresso Estadual, só tem dois municípios que tiveram os seus congressos municipais analisados e apontados no TER – MA (São José dos Basílios e Paço do Lumiar); ou seja, como é que vamos fazer a mobilização dos DELEGADOS, se nem sequer sabemos quais os diretórios estão devidamente regulamentados?
0
8-  Exigências exageradas para poder por em diligência e não aprovar os diretórios eleitos. Como exemplo Imperatriz, a segunda cidade do estado, em que o presidente colocou em diligência a aprovação do diretório com o argumento de que a lista dos membros do diretório não constava o número do telefone ao lado;
0
9-  Por último, tivemos uma reunião na sede do PSB em Brasília com a minha presença, José Antonio Almeida, Carlos Siqueira e Roberto Amaral, na quarta-feira, dia 23 de setembro, onde ficou acertado a modificação da situação em alguns municípios do meu interesse e do crescimento partidário, mas não foi cumprido nem 70% do acordado. Só para se ter uma idéia, município de São João do Caru, só foi realizada a modificação proposta e acertada, no dia 13 de outubro, véspera do último dia de entrega da lista de filiados no cartório eleitoral.
10- 
  Além disso, por sugestão do Dr. Roberto Amaral e com anuência e apoio do Dr. Carlos Siqueira, foi feito a proposta para que a Executiva Nacional acatasse a validade do Congresso estadual do PSB no Maranhão, se houvesse uma chapa consensual, o que,  infelizmente, não ocorreu. Somente ontem, por meio de terceiros interessados fiquei sabendo que haveria uma reunião de uma comissão criada pelo presidente e, da qual, não tomei ciência, nem conhecimento, se reuniria no gabinete da liderança de oposição na assembléia legislativa, ou seja no escritório do dep. Marcelo Tavares, com a minha presença. À tarde tive conhecimento por intermédio do companheiro Wagner Castro, fizemos uma pequena avaliação e decidi que não participaria dessa reunião, pois, não recebi convite da Executiva estadual, nem do residente do partido, mas sim, de membro do diretório que ouviu do secretário do partido, Antonio Carlos Serrão. Senti-me diminuído e não posso compactuar com esse tipo de comportamento do nosso presidente, Zé Antonio, que faz o quer e tem se mostrado um esmerado aprendiz de Sadan e Kadafi.
Somente, às 19:47 de ontem chegou uma mensagem no meu e-mail, mandada pelo presidente dizendo que estavam reunidos e esperando-me para discutir uma “possível composição” e que eu haveria sido convidado pelo secretário do partido. Mentira e, mas uma vez desrespeito para com o único deputado federal do partido, mais uma vez não aceito ser massa de manobra e ser utilizado para LEGITIMAR UMA FRAUDE;
11
–   Só para concluir, vale relembrar que em 2005 o mesmo Zé Antonio fez uma patacoada igual a essa e o nosso maior líder socialista da história política do Brasil, o saudoso Miguel Arraes, detonou com o congresso realizado em memorável reunião da executiva nacional; em 2008, ele de novo, faz outra das suas e convoca reunião do diretório em edital publicado no Jornal Pequeno de São Luis e assina embaixo: José Antonio Almeida – presidente eleito; pior, aparece dois dias depois na sede do partido com uma liminar de um juiz fraudulento, exigindo a minha retirada da sede e assumindo, de forma pouco ou nunca usual por um socialista que se preze, a direção do partido, o que, também, foi rechaçado em outra histórica reunião da Executiva Nacional, neste ato já presidida pelo brioso e maior liderança política da atualidade do nosso Brasil, governador Eduardo Campos.
Diante do exposto não podemos concordar com a realização do Congresso Estadual, pois,o processo, mais uma vez, está viciado e com as cartas marcadas. Ou seja, mais uma vez o Dr. José Antonio Almeida usa de expediente “não muito nobres” para obter um resultado que lhe assegure garantir e amealhar os seus objetivos pessoais, esquecendo que o socialismo é fundamentado no coletivo.
Assim sendo, solicito de Vossa Excelência que não acate o Congresso estadual do Partido Socialista Brasileiro no estado do Maranhão.
P.S.: Em quaisquer circunstâncias não cederei meu nome para participar de Diretório ou Executiva Estadual, nem sequer irei ao evento ou estimularei alguém a ir.
Saudações socialistas,
RIBAMAR ALVES
DEPUTADO FEDERAL
PSB/MA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RADIO

Rádio Timbira Ao Vivo

Buscar

Nossa pagina