Logo Blog
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz

Com 48% de rejeição, Bolsonaro enfrenta pior momento na Presidência

Em apenas 15 dias, a rejeição ao trabalho de Jair Bolsonaro como presidente cresceu sete pontos percentuais. É o que aponta a nova pesquisa PoderData, realizada entre segunda (15) e quarta-feira (17). Bolsonaro voltou a atingir o patamar recorde já registrado em junho de 2020 – mas agora num momento mais adverso: sem o auxílio emergencial de R$ 600 (nem benefícios alternativos), com a segunda onda da pandemia de Covid-19 e diante das incertezas em relação ao cronograma de vacinação.

Conforme o PoderData, passou de 41% para 48% o número de brasileiros que consideram o desempenho do presidente “ruim” ou “péssimo”. O grupo que o avalia como “regular” também caiu: eram 22%; agora são 18%. Já os que avaliam a atuação de Bolsonaro como “ótima” ou “boa” caiu de 33% para 31%.

Bolsonaro sofre os efeitos do término definitivo do auxílio emergencial (agora sentido por todos que recebiam) e as indefinições a respeito da prorrogação. Até o fim de janeiro, o governo insistia na interrupção. Agora, já fala que o benefício voltará em março, mas não há projeto avançado a respeito. Além disso, diversas cidades anunciaram a suspensão da imunização contra a Covid-19 por falta de doses, em mais uma evidência da incompetência e da negligência do bolsonarismo frente à pandemia.

Não por acaso, a rejeição ultrapassa os 50% em todas as faixas de renda acima de dois salários mínimos. Nas demais, a reprovação também está acima dos que consideram o trabalho de Bolsonaro “ótimo/bom”. O desempenho entre os mais pobres piorou na comparação com a última pesquisa.

Quando o PoderData faz uma pergunta simples (“você aprova ou desaprova o governo?”), as variações ficaram dentro da margem de erro (dois pontos percentuais). Os que desaprovam são 49% (eram 48% há duas semanas). Já os que aprovam somam 43% (antes, eram 40%).

Nos recortes demográficos da pesquisa, é possível identificar maior desaprovação a Bolsonaro entre: mulheres (53%); pessoas de 25 a 44 anos ou com mais de 60 (53%); na região Nordeste (54%); pessoas com nível superior (61%) e com renda de 2 a 5 salários mínimos (60%). O PoderData ouviu 2.500 brasileiros, em 457 municípios, nas 27 unidades da Federação.

Com informações do Poder360/Vermelho

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Buscar

Mais Lidas

Posição do PT sobre sucessão estadual vai depender de orientação da direção nacional, diz Augusto Lobato
Weverton acredita que Dino irá ouvir os partidos antes de bater o martelo sobre seu sucessor
MDB vai abrir discussão com todas as forças políticas sobre sucessão, diz deputado Roberto Costa
Gaeco realiza operação contra corrupção em cinco municípios
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz