Logo Blog
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz

César Pires diz que grupo Sarney é coisa do passado e que oposição ao governo Flávio Dino está sem foco

Sem projeto e com um futuro nada promissor para 2020 e 2022, a oposição ao Governo Flávio Dino sumiu e apenas três deputados ainda se arriscam na tribuna para jogar palavras ao vento, pois raramente algum parlamentar presta atenção ao que estão falando.

Diante da inércia de alguns parlamentares não identificados com o Palácio dos Leões, mas que ficaram mudos em plenário com a falta de perspectiva para a as próximas eleições, perguntei a dois parlamentares o motivo do silêncio e ouvi deles que a oposição acabou.

César Pires (PV), um dos raros parlamentares ainda identificado com o que restou do grupo Sarney, disse ao blog que oligarquia é coisa do passado, a oposição está sem foco, que o grupo Sarney é coisa do passado e que somente voltará a existir caso surja uma “bolha” no agrupamento de partidos que hoje apoia a administração Flávio Dino (PCdoB), algo que ele disse não acreditar que venha ocorrer antes das eleições de 2020.

Segundo Cesar Pires, a oposição não tem projeto político para o governo agora. “A expectativa que se tem é a ruptura do governo Flávio Dino e o lado que romper venha fazer opção por nosso grupo ou de outro que venha surgir em função da ruptura”, observa o parlamentar do PV.

Na prática, Pires espera que aconteça algo semelhante ao que ocorreu com a oligarquia quando José Reinaldo Tavares rompeu e se juntou à oposição para eleger Jackson Lago em 2006, mas nem ele acredita que isso venha ocorrer antes de 2022 quando estará em jogo a sucessão do governador.

Um parlamentar, que pediu para reservar o nome, apresentou diagnóstico quase semelhante: “Porque não tem parlamentar de oposição na tribuna? Simples de responder: A oposição não tem projeto e muito quem a lidere, não vale a apena se expor na tribuna contra um governo que tem 60 por dento de aprovação”, observou a fonte.

Diante de um governo popular e que muito fez no primeiro mandato, a oposição, em 2018, quase foi extinta, elegendo Arnaldo Melo, César Pires, Ariano Sarney, Roberto Costa e Professor Wellington do Curso para a Assembleia Legislativa, apenas dois parlamentares federais e ainda perdeu os dois senadores para aliados de Flávio Dino, sinal que perdeu o discurso e que, de fato, o grupo Sarney é coisa do passado.

A esperança de eleger o ex-ministro do Meio Ambiente Sarney Filho senador, para transformá-lo num potencial candidato ao governo em 2022, fracassou; o senador Edison Lobão não conseguiu renovar o mandato e Roseana foi despachada logo no primeiro turno em sua tentativa de retornar ao comando do Estado. Já o velho Sarney entrou em processo de aposentadoria compulsória da política.

1 Comentário

  1. jose carlos silva disse:

    Jorge, desde quando Roberto Costa é OPOSIÇÃO? Esse moço é um OPORTUNISTA.

Deixe o seu comentário!

RADIO

Rádio Timbira Ao Vivo

Buscar

Mais Lidas

Pré-candidatos já consolidados miram alianças para as eleições
Sarneysistas apostam em vitória de Braide para volta ao poder em 2022
Márcio Jerry reafirma candidatura do PCdoB em São Luís, sem descartar diálogo com aliados
Edivaldo anuncia pagamento de abono salarial aos professores da rede municipal
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz