Logo Blog
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz

Candidato do foguete amarga duras derrotas na pré-campanha

Vencida a primeira etapa da eleição, de definições sobre filiações partidárias, Carlos Brandão (PSB), pré-candidato a governador da aliança articulada por Flávio Dino, levou vantagem em todas as disputas que travou com o pré-candidato do PDT, Weverton Rocha.

A rejeição ao senador pedetista no grupo liderado por Flávio Dino ficou evidente deste a primeira reunião em 2021 convocada pelo chefe do Executivo para tratar sobre as eleições de 2022 e anunciar sua pré-candidatura ao Senado, obtendo o apoio de todos os presentes.

O que já era uma tendência natural pela condição de vice que assumiria o comando do estado com a desincompatibilização de Dino para concorrer ao Senado, evoluiu para apoio explicito já na segunda reunião em novembro quando o governador externou sua preferência por Brandão.

O senador Weverton Rocha, no entanto, criou a narrativa de que nada estaria decidido e que o martelo ainda não tinha sido batido, porém, nos bastidores da política já era voz corrente que o pedetista havia perdido a primeira batalha, sem chance de reverter a decisão.

Sem o apoio de Dino, hoje a maior liderança política do Maranhão, “Meu Preto” tentou se agarrar com o PT de Lula, vendeu para a opinião pública que teria o apoio do ex-presidente, mas amargou outra derrota ao vê a executiva nacional do PT e a executiva estadual declararem adesão ao projeto de Brandão e ainda indicar Felipe Camarão como vice da chapa.

Perdida a luta pelo apoio ao PT, Weverton viu o PP, do deputado federal André Fufuca, que era tido como certo em seu palanque, abandonar a barca e deixar bem claro aos fofoqueiros de plantão a adesão do partido às pré-candidaturas de Dino e Brandão.

Esvaziado com projeto pessoal de poder, o senador passou a perder aliados em todos os cantos do estado. Prefeitos, deputados e lideranças, diante da fragilidade de sua liderança e em nome da continuidade de um governo que recolocou o Maranhão no caminho certo, manifestaram apoio ao seu principal adversário.

O pior baque, porém, foi a retirada do apoio do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto (PCdoB), considerado um dos pilares da candidatura do pedetista. Em nome da unidade do grupo e da continuidade da gestão, Othelino declarou apoio a Brandão e Flávio Dino.

O candidato do foguete, considerado um político ousado ao ponto de comprar uma rede de postos de combustíveis de Pacovan, agiota constante freqüentador da Penitenciária de Pedrinhas, quis se impor como candidato do grupo que vem conseguindo vitórias desde 2014, mas foi obrigado a baixar a bola.

Bandão assume neste sábado (2) o comando do estado, está em plena fase de crescimento nas pesquisas, reúne um grande número de partidos e lideranças em torno de sua candidatura, enquanto o senador do PDT continua vendo seu exército desertar, com risco de ser ultrapassado pela concorrência que busca uma vaga no segundo turno.

A tripulação abanou o foguete diante da possibilidade de explodir ainda na plataforma de lançamento.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Buscar

Mais Lidas

Contradição: Bolsonaro acaba com a Reforma Agrária e Fetaema apoia bolsonarista no Maranhão
Bolsopetistas fazem jogo de Weverton e tentam boicotar nome de Lula no Maranhão
Edivaldo diz que os problemas do Maranhão não serão resolvidos com brigas, mas com trabalho e união
Othelino destaca importância da OAB para garantia dos preceitos constitucionais
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz