Logo Blog
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz

Bira apresenta acórdão da decisão do TCU que aprovou contas de sua gestão na DRT-MA

A publicação do acórdão do
Tribunal de Contas da União (TCU), que declarou regulares as contas do deputado
estadual Bira do Pindaré (foto) enquanto gestor da Delegacia Regional do Trabalho
(DRT), no período de 2003 a 2006, pautou os debates da Assembleia Legislativa,
na manhã desta terça-feira (11).

A decisão unanime do TCU
reconheceu a regularidade das contas do deputado Bira na DRT. O parlamentar
lembrou as injustiças e acusações que sofreu por conta do processo, ele entende
que houve uma perseguição política orquestrada.

“Eu nunca tinha sofrido
injustiça tão grande quanto essa que foi a maior injustiça da qual fui vítima
em toda minha vida. Eu fui caluniado, eu fui difamado, fizeram uma campanha
orquestrada envolvendo jornal, blog, rádio, todo império de comunicação contra
a minha pessoa, com ataques diuturnos de todas as formas e de todos os jeitos.
Foram mais de sete meses de mentiras sistemáticas contra a minha pessoa”,
relatou Bira.

Os meios de comunicação
comandados pela Oligarquia do pai da Governadora do Maranhão afirmavam
diuturnamente que o deputado Bira estava inelegível e que o recurso interposto
não ia ter a capacidade de modificar a decisão, diziam que o parlamentar era um
condenado.

Durante sete meses os veículos
de comunicação da oligarquia adotaram a estratégia da intimidação na tentativa
de silenciar o deputado Bira. O socialista declarou ter a consciência tranquila
e sempre confiar em Deus, pois sabia que a verdade seria revelada para toda
população do Maranhão.

Os ministros Augusto Nardes,
presidente do TCU, Valmir Campelo, Walton Alencar Rodrigues, Benjamin Zingler,
Aroldo Cedraz, Raimundo Carreiro, José Jorge e José Mucio Monteiro, relator do
processo, e Weder de Oliveira como ministro substituto participaram da decisão favorável
ao deputado Bira.

De acordo com a fundamentação
do acórdão, o nome de Bira só foi chamado porque o processo estava extraviado, o
auditor foi até o órgão fazendário estadual, não localizou as notas fiscais e,
nesse sentido, pediu que o parlamentar fosse notificado. As irregularidades
aconteceram na gestão anterior a de Bira e o Tribunal reconheceu esta
argumentação.

A decisão de reconsideração
do TCU admitiu que ocorreu falha na comunicação processual e julgou regulares as
contas de Bira do Pindaré. Os deputados Othelino Neto (PC do B), Tatá Milhomem
(DEM), Zé Carlos (PT), Magno Bacelar (PV), Hélio Soares (PMDB) e Marcelo
Tavares (PSB) apartearam o discurso do deputado Bira.

Bira questionou o fato de o
assunto só ter sido explorado pelo jornal “O Estado do Maranhão” decorridos 10
meses da decisão. Para o parlamentar foi feito uso político da informação e os
caluniadores vão ter que responder por isso. “Fui vítima de acusações
baixíssimas, extremamente levianas, calúnias, difamação e calúnia nós sabemos,
está no Código Penal, é crime. Portanto, os criminosos que respondam por isso”,
garantiu.    

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Rádio

Rádio Timbira Ao Vivo

Buscar

Mais Lidas

"Bolsonarismo lidera em São Luís com Braide", destaca mídia nacional
Deputado levanta suspeita e diz que pesquisa do Ibope foi manipulada
Rubens e Honorato reúnem movimentos sociais para debater propostas para o segmento
Debate no primeiro turno na TV Mirante pode não acontecer; Globo quer limitar participação a apenas quatro candidatos
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz