3 de agosto de 2017

Redação: (98) 98205-4499

03/08/2017 -

Jorge Vieira -

0

Abstinência do poder afeta memória de Adriano

Legítimo rebento da oligarquia Sarney, Adriano tem sofrido com a abstinência do poder

Parece piada, mas é verdade. Na sessão de quarta-feira (2), o deputado Adriano Sarney (PV), o mais legítimo representante da oligarquia que levou o Maranhão a ostentar os piores indicadores econômicos e sociais do país ao longo de quase cinco décadas, reclamou da propaganda institucional do governo Flávio Dino (PCdoB) e ainda levantou suspeita sobre o Escola Digna, o maior programa educacional que está acabando com a escolas de taipa herdadas dos governo da família do parlamentar.

“Esse é um governo de propaganda e eu mostro isso com números, documentos e fotos. Digo isso por que eu fui à Região Tocantina e visitei diversas escolas, entre outras obras, e verifiquei a realidade contrastante dos fatos”, discursou, na tribuna, sem o menor constrangimento, sendo desmentido pelos deputados professor Marco Aurélio e Rogério Cafeteira. Adriano, por mais cômico que possa parecer, reclama do trabalho de recuperação, reforma ou construção das escolas que sua tia Roseana deveria fazer, mas simplesmente virou as costas.

Qualquer parlamentar tem todo o direito de criticar e até cobrar o governo, menos Adriano. Será que ele esqueceu que foi sua família que enriqueceu ás custas do sacrifício do povo maranhense? Que a ex-governadora Roseana  pagava uma verdadeira fortuna mensal à TV Mirante, de sua propriedade, para exibir a propaganda do seu governo, enquanto hoje o Palácio dos Leões paga apenas pelo espaço que ocupa, a chamada mídia técnica?

O rebento da oligarquia, certamente afetado pela abstinência do poder, ainda teve a cara de pau de criticar o programa Escola Digna, que vem exterminando as escolas de taipa no interior do Maranhão, fruto da falta de compromisso dos governos da família Sarney com a Educação das milhares de crianças que se amontoavam em taperas e tinham que fazer suas necessidades fisiológicas no mato.

Adriano reclamando de propaganda? Logo ele um dos beneficiados com a montanha de dinheiro que Roseana colocava na TV Mirante, que exibia propaganda de um governo virtual desde as primeiras horas da manhã e se estendia ao longo do dia e da madrugada, era só o que faltava. Feio, Adriano, era Roseana pagar a publicidade como governadora e receber do outro lado do balcão como dona do Sistema Mirante.

O parlamentar, pelo visto, anda tão desnorteado com a abstinência do poder que teve a coragem de levantar suspeita sobre o programa que está acabando com a vergonha das escolas de chão batido, cobertas de palha, sem banheiro e sem a menor estrutura para o aprendizado dos alunos herdadas dos governo da oligarquia, que investiu na ignorância para dominar e se manter no poder pelo período de quase cinquenta anos.

1 comment on “Abstinência do poder afeta memória de Adriano”

  1. Thiago disse:

    É isso aí Deputado! Esse governo é representante legítimo do que há de mais sórdido no estado do Maranhão. Continue a sua luta e no combate de tanta desfaçatez deste governo perseguidor sobre uma questão tão importante. Esse governo é falência total, e só funciona à base da mentira e das falcatruas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RADIO

Rádio Timbira Ao Vivo

Buscar

Nossa pagina