17 de janeiro de 2019

Redação: (98) 98205-4499

17/01/2019

Jorge Vieira

Comente

17/01/2019 -

Jorge Vieira -

Comente

Após a onda de notícias falsas que circulou em blogs e redes sociais nos últimos dias, o Grupo Mateus esclareceu, nesta quinta-feira (17), que não recebe nenhum benefício fiscal exclusivo do Governo do Estado. Na verdade, mais de 100 supermercados e atacadistas recebem esse incentivo. Não há nada que um receba e que o outro […]

Após a onda de notícias falsas que circulou em blogs e redes sociais nos últimos dias, o Grupo Mateus esclareceu, nesta quinta-feira (17), que não recebe nenhum benefício fiscal exclusivo do Governo do Estado.

Na verdade, mais de 100 supermercados e atacadistas recebem esse incentivo. Não há nada que um receba e que o outro não receba.

Em coletiva de imprensa na sede do Grupo Mateus, em São Luís, o presidente do grupo empresarial, Ilson Rodrigues Mateus, explicou o assunto: “Esse benefício existe para atrair empresas, gerar empregos e mais de 100 empresas recebem esse incentivo, inclusive o Maciel recebia até maio do ano passado”.

Com mais de R$ 32 milhões gerados na arrecadação do estado apenas em dezembro do ano passado, e em expansão para os vizinhos Pará, Piauí e Tocantins, o representante do grupo também destacou as oportunidades dos negócios no Maranhão e no país.

“Se há oportunidade, estamos aqui para fazer. Em cinco anos queremos chegar a mais de 350 lojas e gerar mais de 24 mil empregos nesses quatro estados”, destacou.

Leia Mais

17/01/2019

Jorge Vieira

Comente

17/01/2019 -

Jorge Vieira -

Comente

A decisão do ministro do STF Luiz Fux, de suspender liminarmente a investigação em torno de Fabrício Queiroz, ex-assessor do gabinete do deputado estadual pelo Rio de Janeiro, Flávio Bolsonaro (PSL), eleito senador em 2018, levou o deputado federal eleito Márcio Jerry (PCdoB) a bater forte no clã Bolsonaro. Em sua página no Twitter, Jerry […]

A decisão do ministro do STF Luiz Fux, de suspender liminarmente a investigação em torno de Fabrício Queiroz, ex-assessor do gabinete do deputado estadual pelo Rio de Janeiro, Flávio Bolsonaro (PSL), eleito senador em 2018, levou o deputado federal eleito Márcio Jerry (PCdoB) a bater forte no clã Bolsonaro.

Em sua página no Twitter, Jerry advertiu que o fato de Flávio  Bolsonaro ter recorrido ao Supremo Tribunal Federal para proteger seu amigo e ex-funcionário Fabrício Queiroz, aumentam ainda  mais as suspeitas. Segundo o dirigente comunista “quem não deve, não teme”.

O assessor do filho do presidente Jair Bolsonaro foi flagrado pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) em movimentações financeiras suspeitas da ordem de R$ 1,2 milhão e até hoje não deu explicações sobre os depósitos de funcionários do gabinete em sua conta pessoal sempre nos dias posteriores ao pagamento dos salários dos servidores.

Para o parlamentar comunista, “o clã Bolsonaro com, com 17 dias no comando do país, desdenha, sapateia e dança na cara dos brasileiros”. Jerry diz ainda que “o caso Queiroz já é um acinte com graves suspeitas de vergonhoso caso de corrupção”.

Na avaliação de Márcio Jerry, o apelo feito por Flávio ao STF aumenta ainda mais as suspeitas que pairam sobre as verdadeiras atividades do assessor do gabinete do ainda deputado estadual pelo Rio de Janeiro, Flávio Bolsonaro.

Leia Mais

17/01/2019

Jorge Vieira

Comente

17/01/2019 -

Jorge Vieira -

Comente

Clodoaldo Corrêa – A audácia da quadrilha foi o que mais chamou atenção do delegado Gil Gonçalves e Silva, da delegacia de combate ao crime organizado. Foram presos oito pessoas que faziam parte da quadrilha que clonava o aplicativo de mensagens do celular e pedia dinheiro para pessoas que estavam nos contatos dos prefeitos. Pelo menos […]

Clodoaldo Corrêa – A audácia da quadrilha foi o que mais chamou atenção do delegado Gil Gonçalves e Silva, da delegacia de combate ao crime organizado. Foram presos oito pessoas que faziam parte da quadrilha que clonava o aplicativo de mensagens do celular e pedia dinheiro para pessoas que estavam nos contatos dos prefeitos.

Pelo menos 20 prefeitos foram vítimas e a quadrilha conseguiu apurar nas transferências pelo menos R$ 200 mil. A jornalista Anielle Grangeiro, que já assessorou prefeitos, é suspeita de fornecer informações. A polícia inda procura o líder do bando. Os policiais investigam ainda se houve participação de funcionários de operadoras de telefonia.

“Uma vez se passando por prefeitos dos municípios do Maranhão e simulando uma situação pelas quais essas vítimas necessitavam de dinheiro entravam em contato com pessoas que trabalhavam no município como secretários. Pessoas que movimentavam contas públicas e simulavam necessitar do dinheiro se passando pelo prefeito dos municípios e indicavam uma conta de terceiros para que fossem depositados quantias”, explicou o delegado.

Leia Mais

17/01/2019

Jorge Vieira

Comente

17/01/2019 -

Jorge Vieira -

Comente

O Secretário de Estado de Relações Institucionais do Maranhão, Luiz Carlos Porto, e  a equipe da secretaria receberam na tarde desta terça-feira (15) a Chefe do Escritório da UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância) em São Luís, Ofélia Ferreira da Silva, para tratar das possibilidades de parceria institucional entre os órgãos. Segundo Porto, a […]

O Secretário de Estado de Relações Institucionais do Maranhão, Luiz Carlos Porto, e  a equipe da secretaria receberam na tarde desta terça-feira (15) a Chefe do Escritório da UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância) em São Luís, Ofélia Ferreira da Silva, para tratar das possibilidades de parceria institucional entre os órgãos.

Segundo Porto, a parceria tem como prioridade a atuação e fomento para um maior engajamento da sociedade (família, igrejas católicas e evangélicas, comunidade, entidades sociais etc) na implementação de ações e políticas públicas com a finalidade de melhorar 17 indicadores sociais em 52 municípios Maranhenses.

Em uma reunião de trabalho prevista para acontecer já na próxima semana, serão definidas as estratégias e cronograma de execução, bem como atuação de todos os entes no processo.

A previsão de início deste grande e importante projeto, que trará melhorias significativas não apenas para efeitos de dados estatísticos, mas promovendo mais qualidade de vida ao povo maranhense, é acontecer entre Março e Abril de 2019.

Leia Mais

17/01/2019

Jorge Vieira

Comente

17/01/2019 -

Jorge Vieira -

Comente

O prefeito de Igarapé Grande, Erlânio Xavier (PDT), desponta como franco favorito para vencer a eleição e comandar a Federação dos Municípios do Maranhão no biênio 2019/2020. A demonstração de força foi dada na reunião desta quarta-feira (16), quando um grupo significativo de chefes de Executivos municipais externou o desejo de mudança e criticou o […]

O prefeito de Igarapé Grande, Erlânio Xavier (PDT), desponta como franco favorito para vencer a eleição e comandar a Federação dos Municípios do Maranhão no biênio 2019/2020. A demonstração de força foi dada na reunião desta quarta-feira (16), quando um grupo significativo de chefes de Executivos municipais externou o desejo de mudança e criticou o atual presidente da Famem, prefeito de Tuntum Cleomar Tema, por não honrar o compromisso de não disputar a reeleição.

O que se viu no Rio Poty Hotel, no final da tarde de ontem, espelha bem o clima favorável a Erlânio e de decepção com Tema, que na avaliação do prefeito de Presidente Dutra, Juran Carvalho, ao invés de lançar candidatura à reeleição deveria era está a frente do processo de eleição do novo presidente. A mesma opinião foi compartilhada pelo prefeito Erick Costa, de Barra do Corda, que também criticou a gestão do atual presidente.

A chapa “Humberto Coutinho”, encabeçada pelo prefeito de Igarapé Grande, conseguiu reunir em plena tarde quarta-feira 120 prefeitos, o que mostrar o tamanho da força pois muitos não puderam comparecer, mas confirmaram apoio,  e caminha a passos largos para renovar a diretoria da entidade que congrega as prefeituras maranhenses. O clima de otimismo é tanto que um prefeito disse ao blog que se Tema mantiver a candidatura até o dia 30, data da eleição, será triturado pela esmagadora maioria.

De acordo com a coordenação da chapa, dos 195 prefeitos que estão aptos a votar, 163 já declararam apoio a Xavier. Ontem foi a vez do prefeito de Carutapera, André Dourado se manifestar pela renovação da entidade. “Ele tem grandes propostas para a Famem e representa uma renovação”, observou. Já o prefeito de Presidente Dutra, Juran Carvalho disse que apoia a chapa comandada pelo prefeito de Igarapé Grande, antes de tudo por estar cumprindo um acordo feito na eleição anterior, quando foi pré-candidato e desistiu de concorrer em favor da unidade em torno do nome do atual presidente, Cleomar Tema, na condição de que neste pleito, este abriria mão de uma possível reeleição para apoiar um outro nome de consenso.

Leia Mais

17/01/2019

Jorge Vieira

Comente

17/01/2019 -

Jorge Vieira -

Comente

Breve resenha sobre o fantástico romance do escritor maranhense, Altemar Lima *Por Emídia Ferreira Alves Pereira Caiu-me às mãos, por puro acaso, o romance “Carnaval dos Mortos”, do escritor maranhense Altemar Lima. Confesso que fui atraída pelo inusitado do título. O curioso é que adquiri o livro, como relíquia, em uma banca de revista no […]

Breve resenha sobre o fantástico romance do escritor maranhense, Altemar Lima

*Por Emídia Ferreira Alves Pereira

Caiu-me às mãos, por puro acaso, o romance “Carnaval dos Mortos”, do escritor maranhense Altemar Lima. Confesso que fui atraída pelo inusitado do título. O curioso é que adquiri o livro, como relíquia, em uma banca de revista no bairro do João Paulo, em São Luís. Li-o de um só tomo. E no percurso da leitura, me vinham os questionamentos, as tentativas de desvelamento do tão curioso título. A cada capítulo novas descobertas, correlações que se entrelaçavam e iam se definindo em minha memória.

Então, o “Carnaval dos Mortos” seria o carnaval dos ‘vivos’ que vegetam e vivem os devaneios da solidão, ilhados nas angústias, frustrações e insatisfações que lhes prega este mundo? E assim, tentam fugir, buscam o escapismo dos ultrarromânticos, no passado da infância, nas lembranças dos fatos e das pessoas, nas leituras, enfim… Ou seria o carnaval dos mortos de fato, que muitas vezes se manifestam, na sua grandeza e genialidade, pelos corpos e mentes frágeis dos humanos que ainda habitam este universo? Aqui reconheceríamos os grandes mestres da literatura, que hora ou outra são citados em versos ou em prosa, aliados às circunstâncias experimentadas pelo eu lírico em meio à narrativa cadente que parece transbordar de uma riqueza de detalhes que nos faz vislumbrar um verdadeiro ‘carnaval’ de estilos e obras literárias. Como se outros por ele falassem e escrevessem. Ou ainda poderia se entender o Carnaval dos mortos como uma homenagem e memória aos que já se foram, porém permanecem na lembrança e na história de alguém ou de um povo. Nas tantas histórias que, em um processo de epifania, surgiam a cada capítulo, como se quisessem driblar a atenção do leitor e desviá-lo da angústia e ansiedade em que mergulhava o eu lírico.

São as formas polissêmicas que um leitor poderia depreender da relação que se estabelece entre o título do livro com o conteúdo narrado, com uma análise mais específica dos elementos da narrativa, dos intertextos, e, quiçá, do contexto de produção desta fantástica obra. O próprio autor, na sua magnitude e peculiaridade linguística, envereda por universos misteriosos, algumas vezes macabros, outras vezes de intenso sentimentalismo e delírios que traduzem essa riqueza semântica. Outrossim, nos conduz a encontros e reencontros com escritores grandiosos da nossa literatura que refletem, em suas diversidades estilísticas e temáticas, esse conjunto de significados, como também as trilhas pelas quais pode-se percorrer para se chegar à leitura e apreciação desse romance.

Dos estilos mais marcantes nessa narrativa de Altemar Lima, vale ressaltar a forte manifestação do ultrarromantismo de Álvares de Azevedo, quando nos contos narrados na obra “Noite na Taverna” há forte expressão de sentimento, atração pela morte, escapismo, traços muito semelhantes aos que são apresentados nos capítulos e no enredo de Carnaval dos Mortos. Por outro lado, a genialidade do poeta português Fernando Pessoa revela-se em um recurso fantástico que o escritor traz nesta obra, que são as cartas supostamente escritas e enviadas por seus amigos e/ou amigas, artifício muito familiar aos heterônimos de Fernando Pessoa. Nelas o eu lírico apresenta ao leitor conceitos, experiências, argumentos que descrevem, justificam e definem o sentimento amoroso, as relações amorosas, as perdas e os possíveis comportamentos e atitudes entre os amantes / ex-amantes, enfim, os inúmeros e muito particulares fatos que revelam, sobremaneira, o estado de espírito do eu lírico. Outros muitos escritores citados no livro Carnaval dos Mortos, e, subjetivamente revisitados pelo autor, e consequentemente pelo leitor, contribuem para fazer deste livro uma literatura de especial singularidade no universo de arte contemporânea.

Portanto, ler Carnaval dos Mortos é viajar pela literatura, pela arte universal. Navegar por entre um mar de experiências que nos fazem pensar, sentir, experimentar um emaranhado de sensações, tais quais as do eu lírico. E, em meio a esse “carnaval” também construímos as nossas fantasias ladrilhadas com o brilho da riqueza vocabular, das sutis analogias, do estilo genial deste grande escritor maranhense, Altemar Lima. Assim, a leitura desta obra encanta, mas sobretudo abre novos horizontes de leitura, de releituras e de interpretações, de maneira única, como bem nos traduz o inusitado e paradoxal título do livro “Carnaval dos Mortos”.

*Emídia Ferreira Alves Pereira é especialista em Língua Portuguesa e Literatura, colaboradora das esferas pública, estadual e municipal como professora de Língua Portuguesa.

 

Leia Mais

16/01/2019

Jorge Vieira

Comente

16/01/2019 -

Jorge Vieira -

Comente

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior realizou visita de cortesia ao presidente da Câmara de Vereadores de São Luís, Osmar Filho, na tarde desta quarta-feira (16). A reunião, que teve como foco o estreitamento das relações entre os poderes Legislativo e Executivo, contou com presença de parlamentares de vários partidos e de secretários municipais. Durante a […]

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior realizou visita de cortesia ao presidente da Câmara de Vereadores de São Luís, Osmar Filho, na tarde desta quarta-feira (16). A reunião, que teve como foco o estreitamento das relações entre os poderes Legislativo e Executivo, contou com presença de parlamentares de vários partidos e de secretários municipais.

Durante a visita o prefeito Edivaldo reforçou a importância da parceria entre o Executivo e Legislativo. “O intuito desta visita é o importante reforço e estreitamento das relações entre as duas instituições e o compromisso de uma gestão que será parceira, tendo como objetivo a execução de significativas políticas públicas visando sempre o bem-estar da população da nossa cidade”, destacou o prefeito Edivaldo que estava acompanhado dos secretários municipais Pablo Rebouças (Governo), Ivaldo Rodrigues (Relações Parlamentares) e Jota Pinto (Articulação Política).

O gestor acrescentou ainda que a união dos poderes tem reflexo em melhorias para toda a população. “Estamos aqui para reforçar ainda mais essa parceria. Desejamos que o vereador e agora presidente desta Casa, Osmar Filho, a conduza com sabedoria e um olhar sensível para as questões sociais que afetem diretamente a população”, enfatizou Edivaldo.

“Agradecemos a presença do prefeito Edivaldo Holanda Júnior neste momento em que esta Casa Legislativa se prepara para novo ciclo. Tratamos de assuntos que dizem respeito direito à população e refletem em melhorias para a cidade e fortalecimento da relação entre a Prefeitura e a Câmara de Vereadores”, pontuou o vereador e presidente da Casa, Osmar Filho que tomou posse no cargo dia 1º de janeiro de 2019.

Na ocasião, prefeito e parlamentares debateram propostas que podem ser executadas nas áreas da saúde, educação, mobilidade urbana, valorização do Centro Histórico, entre outros. “Nesta relação de harmonia, sendo cada poder em sua área de atuação e respeitando a independência de cada um, darão sua contribuição para que tenhamos uma São Luís cada vez mais desenvolvida”, reforça Osmar Filho.

O secretário municipal de Governo, Pablo Rebouças, enfatizou a importância do momento para que prossigam as ações em benefício da população. “Uma nova gestão inicia na Câmara que sempre teve boa relação com a Prefeitura, pontuada pela harmonia dos poderes, sendo que ambas as instituições têm o mesmo objetivo que é o melhor para a população e a cidade. E é buscando cada vez mais o diálogo e a aproximação entre estes poderes, que são independentes, que juntamos força e geramos um cenário bem mais propositivo para a cidade”, disse o secretário.

Presentes ainda ao encontro estavam os vereadores Francisco Carvalho, do PSL (primeiro secretário da Câmara); Francisco das Chagas Lima e Silva, o Chaguinhas, do PP (segundo secretário da Câmara); Marcelo Poeta, do PCdoB; Paulo Victor, do PROS; Concita Pinto, do Patriota; e Edson Oliveira Gaguinho, do PHS; e o diretor-geral da Câmara, Marco Lucas.

Leia Mais

RADIO

Rádio Timbira Ao Vivo

Buscar

Nossa pagina