São Luís: Lago da Jansen e praias limpas

  • Compartilhe

  • Compartilhar no seu facebook
  • Compartilhar no seu google+
  • Compartilhar no seu facebook Compartilhar por e-mail

Flávio Dino

São Luís vista aérea

65% dos turistas do mundo inteiro dizem preferir visitar destinos do segmento “Sol e Praia”, quando o assunto é visitar a América Latina. No Maranhão, com o segundo maior litoral do Brasil, repleto de paisagens inigualáveis como o Delta das Américas e os Lençois Maranhenses, temos múltiplos roteiros competitivos para aquecer o fluxo de visitantes.

A crescente ocupação imobiliária ao longo do litoral de São Luís tinha tudo para fortalecer a capital como destino turístico mais forte no país. Mas, pela ausência do poder público, o que poderia significar o desenvolvimento da faixa litorânea se transformou em degradação ambiental. Faltaram investimentos em saneamento básico, tratamento de esgoto e distribuição de água que desse conta da nova demanda das áreas à beira-mar. O resultado foi a alta taxa de poluição e contaminação das praias e de um dos nossos mais belos cartões-postais, a Lagoa da Jansen.

No último domingo, demos um passo importante para reverter esse abandono histórico, assinando a Ordem de Serviço para a execução do  “Mais Saneamento” em pontos turísticos da capital. Com R$ 14 milhões em investimentos, vamos melhorar muito as nossas praias e reduzir em quase metade o volume de esgoto despejado diretamente na Lagoa.

São obras que, além do reflexo no turismo, cuidam da melhoria da Saúde Pública, da preservação do Meio Ambiente e promovem qualidade de vida aos moradores e frequentadores, que ali poderão voltar a encontrar um espaço de lazer saudável e de prática esportiva.

Na Lagoa, vamos eliminar este ano 12 dos 27 pontos de lançamento de esgoto na região. Até o fim de 2016, vamos finalizar todo o deslocamento do esgoto, que hoje é jogado diretamente na Lagoa da Jansen, para a Estação de Tratamento. E para a melhoria das condições de balneabilidade das praias, vamos instalar interceptores ao longo das margens dos rios Pimenta e Claro, numa rede coletora de mais de 30 mil metros de extensão, que também levará o esgoto para tratamento.

Nossa meta é passar de 4% para 70% de esgoto em São Luís tratado ao longo de quatro anos, além de resolver progressivamente o rodízio de água na cidade com ações de aumento da capacidade de bombeamento do sistema Italuís e da perfuração de novos poços. Tudo isso com um trabalho de planejamento levado a sério, priorizando o fornecimento de água potável e o tratamento do esgoto para todas as regiões do Maranhão.

Cuidar da “res publica”, ou seja, da coisa pública, é a dimensão primeira da prática política voltada para transformação da sociedade. Por acreditar nisso, estamos progressivamente recuperando os espaços públicos de São Luís e do Maranhão, que estavam abandonados ou apropriados por interesses privados. Os exemplos das praias da capital e da Lagoa da Jansen são dois entre tantos espaços que voltam ter a sua importância no cotidiano da cidade, como a recuperação da Praça Nauro Machado no Centro Histórico e do Parque da Vila Palmeira, que hoje estão reformados, estruturados e servem à população em geral.

Quando no dia da grande vitória popular que nos levou ao Governo do Estado falei da construção da República no Maranhão, referia-me a múltiplas dimensões. Uma delas é a certeza que posso transmitir à sociedade maranhense: agora, o patrimônio público pertence a todos, está a serviço de todos e não é utilizado para a consecução de interesses privados ilegítimos. O saneamento das praias deriva diretamente desse outro “saneamento”: o da política.

Encontro dos tucanos de Imperatriz discute projeto político para 2016

  • Compartilhe

  • Compartilhar no seu facebook
  • Compartilhar no seu google+
  • Compartilhar no seu facebook Compartilhar por e-mail
Enonctro do PSDB de Imperatriz reuniu lideranças da região tocantina

Enontro do PSDB de Imperatriz reuniu lideranças da região tocantina

O PSDB de Imperatriz realizou neste sábado (29) a terceira edição do encontro partidário quando recebeu líderes tucanos e aliados políticos visando o seu fortalecimento na região tocantina, como forma de construir um projeto para a sigla, nas disputas eleitorais de 2016.

Os participantes do evento, durante as suas falas, destacaram que este é o momento de retomada da vocação tucana. Segundo eles, independentemente da cor partidária, há o reconhecimento da política maranhense de que nos quadros do partido existem pessoas capazes de elevar o nome do PSDB a graus mais elevados de maturidade e de responsabilidade em gestão.

“Quero que todos aqui se orgulhem de sermos de um partido que lançou a proteção social. Do partido que derrotou a inflação, tornou estável a economia, abriu as portas para os consumidores brasileiros. Somos do partido que realmente valoriza o salário mínimo. Que organizou as contas públicas. Que modernizou o país. Que deixou perto do povo a educação fundamental e fortaleceu o SUS”, observou Carlos Brandão, presidente estadual do PSDB.

Juntos, lideranças partidárias, representantes de comunidades, parlamentares, secretários municipais e de Estado, caravanas de várias cidades da região e membros do PSDB avaliaram os rumos do partido para a região e destacaram o fortalecimento do grupo local, focado em um mesmo projeto político-partidário para Imperatriz.

Nesse contexto, o partido conta com cinco pré-candidaturas a prefeitura da segunda cidade mais importante do Estado: Clayton Noleto (PCdoB), Daniel Souza (PSDB), Miriam Ribeiro (PSDB), Esmerahdson de Pinho (PSDB) e Ribinha Cunha (PSDB).

 

Prefeito Edivaldo leva assistência às comunidades

  • Compartilhe

  • Compartilhar no seu facebook
  • Compartilhar no seu google+
  • Compartilhar no seu facebook Compartilhar por e-mail
Prefeito Edivaldo tem recebido o carinho da população com programa "Todos por São Luís

Edivaldo e Camila recebendo o carinho da população no “Todos por São Luís”

O prefeito Edivaldo disse neste sábado (29), durante a realização da décima quinta edição do Programa Todos por São Luís, no bairro da Ilhinha, que não está medindo esforços para atender aos pedidos de aproximação dos serviços públicos da administração municipal que o programa propicia. Todos os serviços oferecidos são gratuitos.

“O programa tem despertado cada vez mais interesse das comunidades. Muitos líderes comunitários têm nos procurados para que seus bairros sejam incluídos no plano de execução do programa Todos por São Luís”, disse o prefeito. Para Edivaldo, o sucesso do programa ratifica a intenção de aproximar a administração do cidadão, principal objetivo do Todos por São Luís.

Desta vez os serviços que são oferecidos no dia de culminância do programa, sempre aos sábados, se concentraram na U.E.B. Criança Feliz, localizada na avenida Ferreira Gullar, no bairro da Ilhinha. Segundo os organizadores do programa, populações de pelo menos 14 bairros buscaram algum tipo de serviço que o programa oferece. Entre os beneficiados estão moradores dos bairros da Ilhinha, São Francisco, Portelinha, Residencial Ana Jansen, Buriti, Jaracati, Ponta D´Areia, Lagoa da Jansen, Renascença, Morro, Vila Maruim, Conjunto Base e Conjunto São Francisco.

Na avaliação da primeira-dama do município, Camila Braga, que coordena o programa, o retorno da população atendida pelo programa tem superado as perspectivas, consolidando cada vez mais a iniciativa do prefeito. O programa foi idealizado pela Secretaria Municipal de Comunicação (Secom). “Tem sido bastante positivo. Tanto é que tivemos que ampliar o calendário, adotando ações semanais para que possamos dar resposta à população que tem nos procurado com frequência cada vez maior. Esse é um sinal de sucesso”, disse Camila.

DIÁLOGO

Na noite de sexta-feira (28) o prefeito Edivaldo, acompanhado da equipe de governo e do vereador Osmar Filho, líder de governo na Câmara de São Luís, foram até a U.E.B. Monsenhor, no bairro da Ilhinha, para participar de mais edição da “Mesa de diálogo com o prefeito”. Durante o encontro, o prefeito expôs as consequências da crise financeiras no orçamento municipal. Segundo relatou Edivaldo, a queda nos repasses constitucionais e de outras fontes têm mantido a curva para baixo. O corte, de acordo com informação do prefeito, foi de R$ 6 milhões.

Os líderes comunitários Ferreira Filho, Sérgio da Igreja, José Muniz, Luis Carlos Gomes encaminharam uma relação de demandas levantadas junto à população durante a semana. Eles encaminharam as solicitações ao prefeito através de documento. “Vamos atender as solicitações dentro da seleção de prioridade e de acordo com a realidade orçamentária”, prometeu o prefeito.

Márcio Jerry esclarece fala do presidente do BNDES e acusa jornal da família Sarney de distorcer os fatos
2

  • Compartilhe

  • Compartilhar no seu facebook
  • Compartilhar no seu google+
  • Compartilhar no seu facebook Compartilhar por e-mail
Márcio Jerry diz que jornal de Sarney mente para atingir Flávio Dino

Márcio Jerry diz que jornal de Sarney mente para atingir Flávio Dino

O secretário de Articulação Política do Governo, Márcio Jerry usou o Twitter para esclarecer declaração do presidente do BNDES, Luciano Coutinho, na CPI, ao responder pergunta do deputado André Fufuca, sobre obras executadas com recursos do banco que teriam sido paralisadas por decisão do governo do Estado, divulgada pelo jornal O Estado do Maranhão.

Segundo Jerry, “Jornal de José Sarney distorce fala do presidente do BNDES, Luciano Coutinho, para atacar Flávio Dino. Vergonha”. Ele explica que “O governador Flávio Dino, de fato, reorientou a aplicação dos recursos do BNDES para inseri-los num projeto estratégico e impedir desperdício”.

Em outras duas publicações, o secretário esclarece que “Luciano Coutinho informou que no governo Flávio Dino foi feito “remanejamento e replanejamento” na aplicação dos recursos”. Disse ainda: “Luciano Coutinho se limitou a dizer que determinado questionamento do deputado André Fufuca deveria ser respondido pelo Governo do Maranhão”.

Flávio Dino defende tributação sobre bancos e grandes fortunas para financiar saúde

  • Compartilhe

  • Compartilhar no seu facebook
  • Compartilhar no seu google+
  • Compartilhar no seu facebook Compartilhar por e-mail

Em reportagem publicada nesta sexta-feira (28) em O Globo, o governador Flávio Dino defendeu um conjunto de alternativas para o financiamento da saúde pública a partir da tributação de bancos e grandes fortunas.

“Defendo uma cesta de alternativas que incluam também o reajuste da CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido) para bancos, imposto sobre grandes fortunas (acima de R$ 2 milhões ou R$ 3 milhões) e regulação do seguro DPVAT”, explicou.

O governador maranhense foi ouvido durante reportagem sobre a recriação da CPMF (Contribuição Provisória sobre a Movimentação ou Transmissão de Valores e de Créditos e Direitos de Natureza Financeira) como incremento ao custeio da saúde pública. Ele afirmou ser favorável a CPMF junto com as demais medidas para ampliar os recursos para a saúde.

Flávio Dino não está só na defesa da recriação da CPMF para auxiliar estados e municípios. Os governadores Luiz Fernando Pezão (RJ), Fernando Pimentel (MG), Rodrigo Rollemberg (DF) e o prefeito Eduardo Paes (Rio de Janeiro) também defenderam uma nova fonte de recursos para a saúde ao serem ouvidos pela reportagem de O Globo.

Os gestores favoráveis à cobrança da CPMF defendem que a arrecadação seja direcionada aos estados e municípios e que deve haver um equilíbrio para não sobrecarregar a carga tributária já existente. (John Cutrim)

Militância do PDT mostra poder de mobilização e empolga Edivaldo
1

  • Compartilhe

  • Compartilhar no seu facebook
  • Compartilhar no seu google+
  • Compartilhar no seu facebook Compartilhar por e-mail

Edivaldo convenção do PDTNa presença do presidente nacional do partido, Carlos Lupi, do governador Flávio Dino, do ministro do Trabalho Manoel Dias e dos dirigentes da legenda no Maranhão, o prefeito Edivaldo Holanda Júnior e outros quatorze chefes da executivos municipais, entre os quais Léo Coutinho e Gil Cutrim, oficializaram seus ingressos no PDT nesta manhã desta sexta-feira (28).

Foi um evento grandioso para marcar a largada do prefeito Edivaldo rumo a reeleição. No palanque, o prefeito ressaltou os dois anos de perseguição do grupo Sarney contra a população de São Luís, mas observou que agora conta com a parceria do governador amigo, Flávio Dino, e os trabalhos estão fluindo normalmente.

Políticos que estiveram acompanhando a convenção do PDT ficaram admirados com o nível de mobilização e empolgação da militância com a reeleição de Edivaldo e com o tamanho do evento num período em que nenhum partido conseguiria promover um ato com tamanha magnitude.

O governador Flávio Dino, entusiasta da reeleição de Edivaldo, agradeceu o engajamento da militância do partido na sua vitoriosa campanha em 2014 e observou: “assim como o PCdoB procura ajudar a cidade como programas, com o “Mais Asfalto”, agradeço ao PDT por nos ajudar a governar”.

Ao chegar a casa de eventos Patrimônio Show, o prefeito teve dificuldade de chegar até o palanque por conta da recepção eufórica do público presente, o que o deixou bastante confiante de que terá ao seu lado um exército de militantes durante a campanha eleitoral que se aproxima.

Ex-secretário de Roseana Sarney já pensa em recorrer a delação premiada

  • Compartilhe

  • Compartilhar no seu facebook
  • Compartilhar no seu google+
  • Compartilhar no seu facebook Compartilhar por e-mail
joao_abreu_roseana

João Abreu ouviu vários advogados sobre o assunto e passou a maior parte do dia de ontem ao telefone

Blog do Raimundo Garrone – Cada vez mais enrolado nas investigações sobre o pagamento de propina para adiantamento de precatórios à Constran, João Abreu pode recorrer ao benefício da delação premiada para uma possível redução de pena. Fonte próxima ao ex-secretário da Casa Civil afirma que durante a quinta-feira (27), João Abreu ouviu vários advogados sobre o assunto e passou a maior parte do dia ao telefone.

Desde que deixou o posto de secretário-chefe da Casa Civil do governo Roseana Sarney, João Abreu tem ficado cada vez mais isolado da ex-governadora e demais figurões do PMDB maranhense. Ele não dorme mais em casa e frequentemente é visto no Number One, na Ponta d’Areia. Se sentindo abandonado, ele tem dito aos mais próximos que não vai pagar sozinho. A cada desdobramento da Operação Lava-Jato sobre o pagamento de propina à Constran, o nome dele fica cada vez mais em evidência.

Esta semana, a Polícia Civil do Maranhão indiciou João Abreu por corrupção. Ele é suspeito de ter recebido R$ 3 milhões em propinas para garantir o pagamento de precatório de R$ 134 milhões à Constran. João Abreu é citado nas delações do doleiro Alberto Youssef e também nos depoimentos da ex-contadora do doleiro, Meire Poza, e do sócio do doleiro no laboratório Labogen, Leonardo Meirelles.

Em junho deste ano, Alberto Youssef prestou depoimento na carceragem da Polícia Federal, em Curitiba, à Polícia Civil do Maranhão e reafirmou a participação de João Abreu no pagamento de propina para o adiantamento de precatórios. Até o momento, João Abreu tem se manifestado sobre as acusações apenas através do advogado Carlos Seabra que afirma que o cliente nega ter recebido qualquer valor durante o período em que foi chefe da Casa Civil.