Logo Blog
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz

Senadores maranhenses são contaminados pelo vírus de traição

O governador Flávio Dino (PSB) não deu sorte com as escolhas que fez para o Senado Federal. Responsável direto pela eleição dos três representantes do Estado na Câmara Alta do Congresso Nacional, Dino recebeu como gratidão uma punhalada nas costas. Roberto Rocha (em partido), Eliziane Gama (Cidadania) e Weverton Rocha (PDT) hoje estão em palanques opostos, sendo que o primeiro fez pior ao se abraçar com o miliciano Jair Bolsonaro, maior adversário do Maranhão.

Weverton costumava se gabar por ter ultrapassado a casa dos dois milhões de votos na eleição de 2018 quando se elegeu senador da República, mas a medida que foi colocando os pés no chão passou a perceber que os sufrágios recebido não fosse o esforço pessoal do governador Flávio Dino para ressuscitá-lo no pleito que parecia perdido na reta final da campanha não teria chegado onde chegou. Tanto é que, mesmo preterido no grupo, correu atrás para tentar conseguir o apoio do governador. só que desta vez levou um não como resposta.

Dino também serviu de boia de salvação para Eliziane Gama, que não conseguiria se reeleger para a Câmara Federal, mas acabou sendo eleita para o Senado, algo que nem ela acreditava que poderia alcançar. Ante, Roberto Rocha já havia sido eleito pelas mãos de Dino, mas também lhe virou as costas após receber o mandato na bandeja e se transformou num pária político.

Roberto, que carrega com ele o selo de traidor estampado na testa, teve o merecido castigo ao se aventurar numa candidatura ao Governo o Estado em 2018 e ser rejeitado pela enorme maioria do eleitorado, obteve apenas 2% dos sufrágios, num pleito em que viu seu criador ser reeleito governador logo no primeiro turno.

E para a próxima eleição a história se repete. Como se não bastasse Roberto Rocha se eleger pelo Partido Socialista Brasileiro, legenda de esquerda comandada pelo governador Flávio Dino, e depois se jogar nos braços do miliciano direitista Jair Bolsonaro, agora a traição é dupla. Mas para mascarar a trairagem, Weverton e Eliziane acenam com o apoio ao governador em sua candidatura ao Senado, como se isso fosse aliviar a ingratidão.

Dino está muito bem avaliado, é líder disparado na eleição para o Senado por méritos próprio, não precisa de escora sem base e prestes a desmoronar.  É fato que traíras da política costumam ter vida curta, logo são escanteados, Roberto Rocha está ai transformado em mulambo e sem a menor perspectiva por carregar com ele o mesmo vírus que contaminou Weverton e Eliziane.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Buscar

Mais Lidas

Contradição: Bolsonaro acaba com a Reforma Agrária e Fetaema apoia bolsonarista no Maranhão
Bolsopetistas fazem jogo de Weverton e tentam boicotar nome de Lula no Maranhão
Bira chama Bolsonaro de "cínico" por contestar somente na véspera da eleição política de preço da Petrobras
Edivaldo diz que os problemas do Maranhão não serão resolvidos com brigas, mas com trabalho e união
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz