Logo Blog
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz

Rejeitado por Lula e Flávio Dino, senador Weverton se transforma em agente da direita

São fortes os indicativos de que o senador Weverton Rocha se vendeu ao bolsonsrismo e vai estar a serviço da direita nas eleições de outubro próximo. Após tentar e não conseguir se viabilizar como candidato do grupo liderado pelo ex-governador Flávio Dino, que optou por Carlos Brandão (PSB), o pedetista vem dando sinais cada vez mais evidentes de alinhamento com governo do miliciano Jair Bolsonaro (PL).

Como se não bastasse o “não quero nem saber que será o próximo presidente”, renegar o pré-candidato do seu partido, Ciro Gomes, rasgar a bandeira da educação do PDT ao retirar sua assinatura da CPI do MEC impedindo a investigação sobre corrupção no Ministério da Educação a pedido do Palácio do Planalto, Weverton está cada vez mais próximo de um acordo com o senador Roberto Rocha (PTB), bolsonarista assumido, que deve tentar a reeleição.

Eleito por conta do esforço pessoal do então governador Flávio Dino (PSB) em 2018, o pedetista, que tentou se impor como candidato do grupo dinista com o argumento de que sempre esteve no campo popular democrático, deu um verdadeiro “cavalo de pau”, agora faz o jogo da direita e deve fechar acordo com o PTB do ex-deputado criminoso Roberto Jefferson, preso por tentar contra a democracia e estimular violência contra ministros do STF (Supremo Tribunal Federal).

Ao anunciar seu rompimento com o grupo de Flávio Dino e afirmar que não votará no ex-governador para o Senado, Weverton segue a cartilha do governo federal, se une ao bolsonarista Roberto Rocha, mas acaba dando um tiro no pé, pois afasta definitivamente aqueles que imaginavam ser sincera sua admiração por Lula e ainda veste saia justa na meia dúzia de petistas que declararam apoio à sua pré-candidatura.

Sem espaço no palanque que reúne partidos de esquerda, centro esquerda e centro que terá Lula (presidente), Carlos Brandão (governador) e Flávio Dino (senador), Weverton anunciou rompimento com Dino, disse que não mais votará nele para senador. A decisão, curiosamente, ocorreu após o Congresso Nacional do PSB quando Lula, Dino, Brandão e Alckmin deram sinais de perfeita sintonia e consolidação da aliança.

Diante da realidade dos fatos, finalmente o senador do PDT se convenceu de que nada adiantou tentar colar sua imagem indevidamente a Lula e Flávio Dino no início da pré-campanha, pois a aliança PSB/PT está consolidada, tem chapa completa e que ele deve assumir de vez seus conchavos com a direita e se abraçar com Roberto, que a exemplo dele carrega a pecha de traidor no Maranhão.

Esvaziado, pelo resultado da última pesquisa do Escutec, sua presença o segundo turno está bastante ameaçada, pois no cenário estimulado, aparece apenas com oito pontos à frente do ex-prefeito de São Luís Edivaldo Holanda Junior (PSD) e nove de Lahésio Bonfim (PSC), sendo que este último deve disputar com ele o eleitorado bolsonarista no estado.

E a campanha ainda nem começou para valer.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Buscar

Mais Lidas

Desempenho pífio de Roseana Sarney afunda o MDB no Maranhão
Weverton Rocha tem derrota humilhante; campanha ostentação não vingou
Edivaldo em segundo lugar na disputa para o Governo do Maranhão, aponta pesquisa Percent
Núbia Dutra é vítima de Fake News; candidatura de deputada federal já foi deferida
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz