Logo Blog
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz

Moralização no Detran incomoda oligarquia

A turma ligada ao que restou
da oligarquia Sarney no Maranhão estrebucha por conta das medidas moralizadoras
que estão sendo tomadas para evitar que o dinheiro do povo do Maranhão continue
escorrendo pelo ralo da corrupção ou em contratos superfaturados.  No Detran-MA, por exemplo, o escritório de
Alfredo Duailibe, o mesmo que tentou amealhar do Estado R$ 200 milhões de uma
suposta dívida da Cemar com a empresa Remoel, ainda por conta da privatização
da empresa energética, faturava mensalmente R$ 267 mil por mês, quase 30 por
cento a mais do escritório que foi contratado pela atual direção do órgão.

Ao assumir a direção do Detran,
Antônio Nunes constatou uma série de irregularidades e vem tentando colocar
ordem na casa. O primeiro passo foi estancar o roubo de recursos públicos,
desviado para enriquecimento ilícito de apaniguados da família Sarney e que
agora não se conformam com o fim da farra. Em apenas cem dias de administração,
Nunes já conseguiu uma economia de R$ 10 milhões, dinheiro esse que certamente
seria desviado para engordar alguma conta bancária daqueles que hoje atiram
pedra contra o governo porque perderam espaço e tentam a todo custo criar uma
situação de caos onde não existe.

Somente para citar um exemplo,
Nunes encontrou os serviços jurídicos do Detran terceirizado para o escritório
de Alfredo Duailibe ao valor mensal de R$ 267 mil, mas conseguiu contratar o
escritório do reconhecido advogado Ítalo Azevedo ao preço de R$ 178 mil/mês, mas ainda
assim virou alvo da mídia comandada pelo Sistema Mirante de Comunicação, que
chegou ao ponto de afirmar que Antônio Nunes estaria com a imagem arranhada,
mesmo com as medidas moralizadoras que vem adotando.

O Detran antes de Nunes era
uma festa onde aliados da oligarquia se regozijavam, tinha direito até contratar
agência de publicidade ligada ao ex-secretário de Comunicação do Estado, Sérgio
Macedo. A Agência Canal, de propriedade de Chafi Braide, sócio de Macedo,
estourou entre dezembro de 2014 e janeiro de 2015 cerca de R$ 3,2 milhões e lá
no Detran ninguém sabe o que foi feito com essa dinheirama toda. A coisa era
tão solta que o governador Flávio Dino resolveu centralizar todas campanha
publicitárias do órgão na Secretaria de Comunicação.

É essa gente acostumada a
ganho fácil que berra contra a administração que tenta estancar a sangria do
dinheiro público. Essa gente que tinha vida fácil não se conforma em ver um
administrador sério e comprometido com os interesses do povo do Maranhão, que
não pactua com grupelhos viciados em mamar nas tentas do Estado. O Maranhão vive
hoje um novo momento, não há espaço mais para corruptos e ou bandidos de colarinho
branco. Acabou a mamata no Detran.   

 

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Buscar

Mais Lidas

Posição do PT sobre sucessão estadual vai depender de orientação da direção nacional, diz Augusto Lobato
Weverton acredita que Dino irá ouvir os partidos antes de bater o martelo sobre seu sucessor
MDB vai abrir discussão com todas as forças políticas sobre sucessão, diz deputado Roberto Costa
Gaeco realiza operação contra corrupção em cinco municípios
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz