Logo Blog
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz

Carimbo de traidor que acompanha Roberto Rocha pode colar em Weverton

Eleito senador da República em 2014 pelo PSB na aliança comandada por Flávio Dino (PSB) que reuniu dezesseis partidos e desbancou do poder o grupo político liderado pela ex-governadora Roseana Sarney que mandou no Maranhão ao longo de cinco décadas, Roberto Rocha carrega com ele o estigma da traição por ter conseguido o mandato na sombra do governador de esquerda e ter se bandeado para a extrema direita bolsonarista.

Rocha se deslumbrou com o Senado, achou que os votos recebido eram dele mesmo, passou se sentir superior eleitoralmente ao governador, rompeu com o grupo, lançou sua candidatura ao governo em 2018 e recebeu em troca da traição o desprezo da população, apenas 2% do eleitorado sufragaram seu nome nas urnas, votação decepcionante para quem achava ser a maior liderança do Maranhão, acabou isolado e sem futuro na vida pública.

O exemplo do senador eleito pelo PSB, que numa mudança de comportamento radical está próximo de se filiar ao PL, partido do famigerado Centrão que acaba de filiar Jair Bolsonaro, comandado no Maranhão pelo polêmico deputado federal Josimar de Maranahãozinho, alvo de investigações da Polícia Federal por suspeita de corrupção, desvios de emendas parlamentares e lavagem de dinheiro, deveria servir de lição ao senador Weverton Rocha (PDT).

Colocado no Senado também pelas mãos do governador Flávio Dino, Weverton está seguindo os mesmo passos de Roberto Rocha e pode acabar no ostracismo. Se empolgou com as benesses da Câmara Alta do Congresso Nacional, se iludiu achando que os 2 milhões votos recebidos foram fruto de uma liderança que nunca exerceu e resolveu não cumprir o acordo que assinou delegando ao governador a missão de indicar o candidato do grupo.

Baseado apenas na promessa, a já manjada “comigo tu será mais feliz” dito a prefeitos e lideranças do interior do Maranhão na esperança de angariar apoio, o senador do PDT continua alimentando, não se sabe até quando, seu projeto pessoal, mas começa a ter suas bases esvaziadas após a decisão do governador declarar apoio ao vice-governador Carlos Brandão, por vê nele o perfil ideal para dar continuidade a gestão.

O representante do PDT perdeu a batalha que travou contra Brandão, deveria aceitar a derrota, mas dando demonstração de péssimo perdedor quer virar a mesa do jogo, como ocorre em alguns campeonatos de várzea, mas não encontra respaldo no grupo que segue a liderança do governador, este sim, o maior líder político do estado, responsável direto pela eleição dos três senadores do Maranhão.

Embora Weverton Rocha continue afirmando que seu projeto é pra valer, nos bastidores da política tem gente apostando alto que o foguete do senador não decola  e que sua estratégia é negociar posições no futuro governo, A pá de cal na pré-candidatura, no entanto, depende do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto (PCdoB) que está sendo sondado para compor a chapa como vice de Brandão. Caso aceite, “meu preto” vai ter que pilotar o foguete em outra direção, bem distante do Palácio dos Leões.

 

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Buscar

Mais Lidas

Edivaldo conta os dias que faltam para a eleição
A favor da morte? Roberto Rocha mantém silêncio sobre Projeto de Lei que amplia cobertura de planos de saúde
Weverton Rocha quer que maranhenses paguem para andar nas rodovias MAs
Edivaldo anuncia criação do Auxílio Maranhão para o combate à extrema pobreza e reafirma prioridade aos que mais precisam
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz