Logo Blog
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz

Basta! População vai às ruas nesta sexta para pedir fim da violência

A onda de violência que tomou conta de São Luís e a inércia do governo do Estado levará os movimentos sociais às ruas para pedir paz. A promessa de campanha da governadora Roseana Sarney de que os cidadãos poderiam dormir com as portas abertas não passou de mais um engodo da oligarquia. Só na primeira metade de abril foram registrados 44 mortes.
Diante do caos na segurança pública, o Movimento Nossa São Luís (MNSL) em parceria com a Via Mundo Intercâmbio e diversos movimentos sociais vai realizar hoje, dia 19 de abril, na rotatória do São Francisco, das 16h às 20h uma ação de fomento à cultura de paz em São Luís.
A proposta é chamar a atenção para a valorização dos espaços públicos como ambientes para lazer social, bem como para o aumento considerável da violência na região metropolitana registrado nos últimos dias.
Para o gestor do Instituto de Cidadania Empresarial do Maranhão (ICE-MA) e coordenador do MNSL, Daniel Madorra, o evento é uma oportunidade para dar visibilidade ao tema da segurança e cultura de paz na cidade, que tem urgência em ser discutido.
“A falta de espaços públicos qualificados, a ausência de infraestrutura urbana e um sistema de segurança cidadã contribuem para o aumento da criminalidade na capital. Queremos mais políticas que combatam a violência, pois, São Luís possui um dos piores indicadores de violência do país. Por isso, é importante que haja união entre poder público em todas as suas esferas e sociedade civil para mudar as nossas estatísticas”, relatou.
“PIQUENIQUE PELA PAZ”
No primeiro momento da ação (16h às 18h), a empresa Via Mundo Intercâmbio associada ao ICE-MA, realizará um “Piquenique pela Paz”, que terá como mote o questionamento “É Perigoso?”, a partir do exemplo de outras cidades no mundo onde os espaços públicos são lugares positivamente reconhecidos pela organização, segurança, liberdade, igualdade e onde as opiniões são formadas por meio da interação social.
Na ocasião, o público contará com apresentações de grupo de teatro, roda de capoeira, música ao vivo, roda de debate além de intervenções rápidas nos sinais de trânsito do entorno. A ideia é fomentar atitudes que gerem a paz e transformem os espaços públicos em locais saudáveis de descontração onde seja seguro para os cidadãos a realização de atividades como jogar bola, usar laptop, tocar violão e pular corda.
Marcando o encerramento do piquenique, ocorrerá um abraço simbólico ao redor do retorno do São Francisco, em memória às vítimas da violência na região metropolitana.
“EU QUERO PAZ EM SÃO LUÍS”
A partir das 18h, os movimentos sociais MovPaz – MA, Comunicapaz (Ufma), Sindicato dos Bancários, CUT e representantes independentes da sociedade civil unirão forças na primeira manifestação pública do Movimento “Eu quero paz em São Luís”, uma mobilização que surgiu em protesto ao assassinato do poeta e bancário Jether Joran, no início de abril, mas que tomou proporções maiores ao representar os interesses dos cidadãos ludovicenses no combate à violência e na promoção da cultura de paz. 
Na ocasião, será lida a Carta Manifesto Contra a Violência em São Luís, exigindo empenho do poder público na garantia da segurança e da justiça. Além da sensibilização de organizações sociais e empresas no desenvolvimento de ações e projetos que contribuam para a transformação dos indicadores sociais de violência. Haverá, ainda, relatos testemunhais das famílias vítimas de violência, manifestações artísticas e panfletagem. 
De acordo com Letícia Cardoso, professora de Comunicação da UFMA e organizadora do movimento, “a iniciativa reflete a insatisfação da sociedade com a situação de violência que está comprometendo a nossa sobrevivência em São Luís. A criminalidade se escora na impunidade e também na nossa apatia e indiferença. Por isso, nós, cidadãos temos que agir e inundar a cidade com esta onda de paz, exigindo segurança, justiça social e políticas públicas eficientes. Queremos uma atitude enérgica dos nossos governantes, mas também uma mudança social de mentalidade, o que começa dentro de cada um de nós com a pergunta: O que eu tenho feito pela paz na minha cidade?”.
NÚMEROS
Segundo as estatísticas da Secretaria de Segurança Pública (SSP-MA) já foi registrado um aumento de quase 70% no número de homicídios nesta primeira quinzena de abril, em comparação ao mesmo período do mês de março, somando um total de 44 mortes.
No indicador de Homicídio Juvenil Masculino, que faz parte dos dados levantados pelo Observatório Social, São Luís aparece como a 17ª capital brasileira com pior índice deste tipo de violência. São 167 mortes de homens entre 15 e 24 anos por 164,42 mil habitantes desta mesma faixa etária.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Buscar

Mais Lidas

Investigação da PF representa duro golpe nas pretensões de Maranhãozinho para 2022
Presidente do PT garante pré-candidatura de Camarão até o encontro estadual
Partidos começam esvaziar pré-candidatura de Weverton; Cidadania puxa a fila
"É com diálogo que temos fortalecido nossa pré-candidatura", diz Edivaldo
aplikasitogel.xyz hasiltogel.xyz paitogel.xyz