6 de setembro de 2017

Redação: (98) 98205-4499

06/09/2017 -

Jorge Vieira -

Comente

Waldir Maranhão é vaiado em ato que encerrou caravana de Lula

O deputado Waldir Maranhão sentiu na pele, nesta terça-feira (5), o peso da rejeição dos militantes de esquerda à sua pré-candidatura ao Senado da República com o suposto apoio do Partido dos Trabalhadores. Embora o clima fosse de festa, bastou o público perceber sua presença no palanque para iniciar o coro “fora Waldir”.

O ambiente era de confraternização, mas Maranhão começou a enfrentar problema quando trocou cotoveladas com o presidente estadual do PT, Augusto Lobato, para se posicionar na primeira linha das autoridades que estavam no palanque. Teve que se contentar em ficar na segunda fila.

Waldir foi o único político que enfrentou problemas com o público, mesmo sendo composto, em sua grande maioria, de militantes ligados a Fetaema, sindicatos e partidos políticos de esquerda. O deputado, no entanto, levou na esportiva. Mesmo sendo vaiado, acenou com um sorriso amarelo e recuou um passo para não ficar em primeiro plano no palanque.

O deputado, que está em plena articulação para ser um dos candidatos ao Senado na coligação que apoiará a reeleição do governador Flávio Dino, diz que Lula tem o compromisso de apoiar sua candidatura, mas a presidente nacional da legenda, senadora Gleisi Hoffmann, na última vez que esteve no Maranhão disse desconhecer tal acordo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Buscar

Nossa pagina