9 de outubro de 2017

Redação: (98) 98205-4499

09/10/2017 -

Jorge Vieira -

Comente

UFMA acata proposta de Bira e inclui a capital na bonificação nas notas do Enem

O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) aprovou, por unanimidade, a bonificação de 20% nas notas do Exame Nacional do Ensino Médio para estudantes maranhenses. Um dos principais defensores da proposta, o deputado estadual Bira do Pindaré (PSB) subiu a tribuna, na tarde desta segunda feira (09), para comemorar a aprovação. O parlamentar teve participação decisiva para a inclusão da capital na proposta.

Em pronunciamento expressivo, o socialista pontuou que a medida beneficia todos os estudantes do Maranhão com política pública afirmativa de enfrentamento ao problema da evasão e das vagas ociosas. De acordo com ele, o problema é gerado quando um estudante de outro estado ocupa uma vaga na UFMA e, antes mesmo do curso acabar ou quando acaba, voltam aos seus estados de origem, passando a desenvolver atividade econômica fora do território maranhense. A bonificação, além de corrigir isso, amplia as oportunidades para a juventude do Maranhão porque permite a democratiza o acesso à Universidade.

“Abre uma perspectiva de vida digna, de desenvolvimento social e econômico para o estado do Maranhão. Estamos falando da formação de pessoas e essa medida corrige uma distorção que foi gerada desde o início da implantação do Sisu (Sistema de Seleção Unificada). Situações como essas precisam ser corrigidas, e nós estivemos lá com os deputados Marco Aurélio, Othelino Neto e Deoclides Macedo para dialogar com o Consepe”, destacou.

Na proposta apresentada pela Universidade, apenas os estudantes do continente eram contemplados. Algo, que, para Bira, não era justo com os estudantes da capital e que ainda dificultaria o trabalho da instituição. Na última sexta-feira (06), em reunião com a reitora Nair Portela, o deputado já havia defendido a inclusão da capital. Hoje, no Conselho, ele fez sustentação oral destacando o erro que seria não contemplar todos os estudantes maranhenses na medida e usou, inclusive, argumentos jurídicos para embasar a defesa.

Após a colocação dos quatros deputado presentes e dos conselheiros inscritos para falar, o Consepe aprovou por unanimidade a proposta e contemplou a sugestão de Bira, incluindo a capital na bonificação. Uma decisão, segundo ressaltou, consistente, forte, fundamentada e construída com a participação de todos, principalmente da Casa Legislativa.

“Esse é um momento que engrandece a Universidade Federal, porque é um movimento contrário àquilo que hoje está campeando no mundo inteiro, que é esta onda avassaladora do conservadorismo que ataca todos os direitos da população. Esse é mais um direito importante que é o direito às políticas afirmativas”, completou ao afirmar que está honrado em ter participado do processo desde o início.

O deputado, ao final do discurso, defendeu que a Universidade Estadual do Maranhão agora siga o mesmo caminho e adote medida para priorizar os estudantes maranhenses na ocupação das vagas. “A UEMA também tem curso de medicina. Lá em Caxias, o curso de medicina, se fizer uma conta, a maioria dos estudantes é oriunda do Piauí e do Ceará. Isto é, quando eles se formam, voltam para seus estados de origem. Eles não ficam aqui. Eles não vão desenvolver sua atividade no Estado do Maranhão”, explicou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Buscar

Nossa pagina