18 de agosto de 2011

Redação: (98) 98205-4499

18/08/2011 -

Jorge Vieira -

Comente

Roseana menospreza classe intelectual com nomeação de Olga Simão para secretaria de Ciência e Tecnologia

A governadora Roseana Sarney (PMDB) pediu de volta o cargo de secretário de Educação da amiga Olga Simão, mas não pretende deixá-la na mão. Vai recompensá-la nomeando-a secretária de Ciência e Tecnologia, um órgão eminentemente técnico que administra a Universidade Estadual do Maranhão, a Univima e a Fapema.
Para os intelectuais que esperavam a escolha de um nome dotado de conhecimentos científico para o cargo, a nomeação de Olga Simão representa o empobrecimento da intelectualidade maranhense. “A governadora, com essa atitude, simplesmente menospreza a classe intelectual do Estado”, reclamar um ex-reitor da UEMA.      
Os intelectuais lembram a dificuldade que Olga Simão teve para gerir a secretaria de Educação, por falta de conhecimento da área. “Se ela não teve capacidade para cuidar do ensino fundamental, imagine se terá condições de tratar do terceiro grau e pós-graduação?”, questionou um ex-reitor.
Os críticos da futura secretária argumentam e questionam a forma como Olga está sendo guindada ao posto, geralmente ocupado por um professor, e fazem a seguinte pergunta: “Será que Olga Simão tem capacidade de abrir uma reunião de reitores, caso o conselho resolva reunir em São Luís? Acredito que irá se atrapalhar todinha e deixar péssima impressão do Estado ao universo intelectual”, disse uma fonte ligada à pesquisa.
Segundo o blog apurou, Olga será recompensada com a secretaria de Ciência e Tecnologia porque botou o pé na parede e comunicou à governadora que não sairia desmoralizada da Educação. Ameaçou colocar a boca no trombone e foi presenteada com a pasta para manter-se em silêncio.
Olga, após licenciar-se para tratamento de saúde, foi impedida de retornar ao cargo pela governadora, que preferiu efetivar o secretário interino, João Bernardo Bringel.
A ex-secretária de Educação caiu em desgraça junto ao governo após revelar-se incapaz de gerir a pasta e receber uma saraivada de críticas da base aliada, que sempre a chamou de incompetente por faltar-lhe preparo intelectual para o exercício da função.  Ela, no entanto, continuará no primeiro escalão do governo porque sabe demais e o Palácio dos Leões teme que declarações suas possam atolar de vez o governo num mar de lama.   

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RADIO

Rádio Timbira Ao Vivo

Buscar

Nossa pagina