29 de agosto de 2017

Redação: (98) 98205-4499

29/08/2017 -

Jorge Vieira -

0

Representantes da UemaSul apresentam conquistas dos oito meses de atuação ao governador Flávio Dino

Os avanços conquistados e as novas perspectivas para a Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (UemaSul) foram apresentados ao governador Flávio Dino, em reunião, na segunda-feira (28). Entre os temas da agenda, um balanço dos primeiros meses de atividades, projetos de expansão a serem desenvolvidos e planejamento para o próximo ano. Completando oito meses de implantação, a UemaSul tem como meta chegar a 22 municípios maranhenses, democratizando o acesso ao ensino superior.

O secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), Davi Telles, pontuou a importância da universidade como um dos mais destacados projetos da educação e sinalizou o atendimento às demandas colocadas durante a reunião. “A reitora da universidade trouxe pleitos significativos ao desenvolvimento da instituição, que apesar do pouco tempo, vem produzindo grandes resultados. O governador está sensível às solicitações e tem esta instituição como uma das prioridades”, enfatizou.

Ampliar as atividades para os demais municípios da Região Tocantina é uma das primeiras medidas a ser concretizada no planejamento da instituição. Telles destacou que a universidade possui todas as condições estruturais, administrativas e de alto nível profissional. “A UemaSul já iniciou grande, demonstrando sua vocação para expandir”, destacou o titular da Secti. O plano contempla a construção de novos campi, centros e cursos em Imperatriz, Estreito e Açailândia, neste primeiro momento.

A reitora da universidade, Elizabeth Nunes Fernandes, também enfatizou a importância em expandir as ações por meio dos polos de educação, a partir do Programa de Formação de Professores. “A agenda é bem ampla, incluindo as ações dos oito meses à frente da UemaSul, que já é um marco no ensino superior do Maranhão. Queremos levar esses resultados positivos a mais regiões do Estado e tornar possível a formação superior aos maranhenses”, disse. A autonomia universitária era um sonho de mais de três décadas da comunidade acadêmica da Região Tocantina, pontua a reitora.

Ação Parceira

O campus de Imperatriz apresentava uma série de problemas estruturais, solucionados com as obras de reforma e adequação executadas pelo Governo do Estado, via Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra). Paralelamente, a ação conjunta e parceira com a Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) tem garantido as atividades – desde matrícula, passando pelo registro acadêmico, à colação de grau. Está em atividades os campi de Imperatriz e Açailândia.

O mestrado da UEMA  vai ocorrer no campus da UemaSul; acordo com a Fapema que possibilita o aumento de 37 para 80 as bolsas de Iniciação Cientifica na UemaSul e mais quatro bolsas de pós-graduação do programa Ignácio Rangel. Cinco laboratórios básicos montados, 500 livros para as bibliotecas e notebooks paras os setores administrativos estão inclusos na parceria.

A UemaSul assumiu o papel central de articuladora na Região Tocantina da ‘Rede Ciência Maranhão’ – iniciativa da Secti de apoio à criação de políticas públicas nos interiores. A implantação do projeto ‘Cursinho Popular’ para preparar ao ingresso no ensino superior; a elaboração do texto base para o Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) e do Projeto Pedagógico Institucional (PPI) complementam as medidas.

1 comment on “Representantes da UemaSul apresentam conquistas dos oito meses de atuação ao governador Flávio Dino”

  1. Antonio Neto disse:

    Enquanto isso, a cidade de Santa Inês,com aproximadamente 100 mil habitantes, a UEMA/CESSIN, são apenas 3 cursos; Pedagogia, Letras e Enfermagem……sem falar que a cidade é polo de 400 mil habitantes e ,sequer , existe uma Faculdade de Direito…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rádio Timbira Ao Vivo

Buscar

Nossa pagina