Logo Blog
  • Jorge Vieira
  • 18/mar/2019

PDT fecha questão contra Reforma da Previdência durante convenção nacional em Brasília

O PDT fechou questão contra a Reforma da Previdência proposta pelo governo Jair Bolsonaro encaminhada ao Congresso Nacional. A decisão foi retirada durante a XXV Congresso Nacional do Partido realizado nesta segunda-feira (18), em Brasília.
Membros da Executiva Nacional, do Conselho Político, Senadores, Deputados Federais, Prefeitos, presidentes de movimentos partidários e comissões provisórias estaduais e delegados eleitos participaram da convenção que reconduziu o presidente Carlos Lupi para mais um mandato. Os convencionais analisaram a atual conjuntura política e temas mais prementes, como a reforma da Previdência.
Presente no evento que reuniu um grande número de correligionários trabalhistas, o presidente da Famem, prefeito Erlanio, confirmou seu alinhamento à deliberação partidária.
“A proposta de Reforma da Previdência proposta pelo governo Bolsonaro é um retrocesso. Além de cortar direitos, sacrifica enormemente os mais vulneráveis. Isso vai contra a história e o legado do PDT. O partido dirá um não rotundo à reforma da Previdência de Bolsonaro!”, afirma Erlanio.

  • Jorge Vieira
  • 18/mar/2019

Incorporação: Congressos do PCdoB e PPL aprovam união em defesa do Brasil

Em um dia histórico para os comunistas do Brasil, o PCdoB e o PPL realizaram, neste domingo(17), congressos extraordinários para aprovar a união dos dois partidos. A partir de agora as duas legendas se unem numa só: o PCdoB, culminando um rico processo iniciado há cerca de cinco meses. Nesta segunda-feira será encaminhado ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o pedido para que a corte homologue a incorporação.

Os congressos foram realizados na sede do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e, em clima de grande entusiasmo, os delegados oriundos de todos os estados brasileiros aprovaram a proposta de incorporação do PPL ao PCdoB apresentada pelas direções dos dois partidos. Também foi aprovada a ampliação do Comitê Central, que passa a contar com 170 membros, e da Comissão Política Nacional, agora composta por 41 integrantes. Ao final dos congressos, o Comitê Central recém-eleito reuniu-se para eleger os novos integrantes da Comissão Política Nacional, assim como da nova Comissão Executiva Nacional, da qual passou a fazer parte, como um dos dois vice-presidentes, Sérgio Rubens, que até este domingo presidia o PPL.

Após a abertura e aprovação do regimento do Congresso, a presidenta do PCdoB, Luciana Santos, fez um pronunciamento em que destacou a relevância histórica dos dois congressos. “No dia de hoje damos um passo a mais na construção de um partido forte, com solidez ideológica, flexibilidade e amplitude tática, que compreenda a natureza e os anseios do nosso povo. Uma força organizada, com ampla militância em distintas esferas da sociedade e com unidade política e de ação”, afirmou Luciana. Sérgio Rubens também se pronunciou no inícios dos trabalhos e ressaltou a importância de concentrar forças para enfrentrar os desafios em face da posse do governo Bolsonaro. Para ele, é necessária a construção de uma frente que una amplos setores para derrotar a agenda do governo, com destaque para a reforma da previdência.

Em seguida se falaram Orlando Silva, atual líder do PCdoB na Câmara dos Deputados; João Vicente Goulart, ex-candidato a presidente da República; Irapuan Santos, então presidente do PPL-RJ; Jandira Feghali, líder da Minoria na Câmara dos Deputados; Márcia Campos, da Confederação de Mulheres do Brasil; Manuela d’Ávila, ex-candidata a vice-presidenta da República; Nilson Araújo, professor e ex-presidente da Fundação Cláudio Campos; Renato Rabelo, presidente da Fundação Maurício Grabois; Ildo Sauer, professor da USP e ex-diretos da Petrobras e Flávio Dino, governador do Maranhão.

Encerrados os trabalhos dos dois congressos, foi realizado o lançamento do livro “Revolução Laura”, de Manuela d’Ávila. (Portal Vermelho)

  • Jorge Vieira
  • 18/mar/2019

Em artigo publicado neste domingo em jornal local prefeito Edivaldo apresenta avanços na área da inclusão

As políticas públicas inclusivas implementadas pela gestão municipal foram destaque em artigo do prefeito Edivaldo Holanda Júnior publicado no Jornal Pequeno deste domingo (17). No texto, o gestor municipal cita novas iniciativas na área da Educação Especial, como o uso de um aplicativo que servirá como ferramenta em sala de aula para auxiliar na comunicação entre professores e alunos com deficiência que possuem dificuldade com a fala.

“Um dos desafios de ser gestor público é fazer com que todo cidadão sinta-se assistido pela administração e integrado à sociedade. Uma das principais formas de fazer isso é por meio de políticas públicas inclusivas, que garantem às pessoas com deficiências, por exemplo, o acesso aos direitos e benefícios comuns a qualquer outro cidadão”, destaca o prefeito Edivaldo logo no início do artigo.

Atualmente, mais de 1.200 estudantes são beneficiados com o trabalho desenvolvido pelo Município na área da Educação Especial. Entre as iniciativas está o fortalecimento do trabalho realizado nas Salas de Recursos Multifuncionais, espaço que funciona no contraturno escolar e permite um atendimento individual e especializado e, a partir das necessidades específicas de cada um, favorece o aprendizado.

Outro exemplo é a Escola Bilíngue Libras/Língua Portuguesa Escrita, que também encoraja o aprendizado por meio da comunicação por libras, oferecendo uma nova perspectiva escolar para as crianças e adolescentes com deficiência auditiva. Para além do ensino, outras ações reforçam as políticas de inclusão da gestão municipal como a promoção da acessibilidade em escolas, ônibus, órgãos e espaços públicos.

Na área da assistência social, o prefeito Edivaldo citou espaços inclusivos como o Centro-Dia e o Centro-Dia Infantil. Os ambientes, voltados para as pessoas com deficiência, são dotados de total estrutura e oferecem serviços prestados por uma equipe multidisciplinar composta por assistentes sociais, psicólogos, terapeutas ocupacionais, cuidadores e auxiliares. O gestor municipal abordou, ainda, a inclusão promovida por projetos como o Dançando e Educando, que promove o ensino do balé a crianças da Rede Municipal de Ensino e inclui crianças com autismo e síndrome de Down.

Reconhecendo os avanços, mas certo de que novos passos precisam ser dados o prefeito Edivaldo afirma que seguirá investindo nas políticas de inclusão social. “Seguiremos firmes dando cada vez mais oportunidades para que todas as crianças, jovens, adultos e idosos possam realizar os seus sonhos e terem uma vida menos desigual, mais justa e feliz”, finalizou o gestor municipal.

  • Jorge Vieira
  • 18/mar/2019

Eduardo Braide será mesmo o candidato da Oligarquia Sarney

Desmantelado enquanto agrupamento político, a oligarquia do ex-presidente José Sarney já admite aos mais próximos que o caminho a seguir em 2020 será o palanque do deputado federal Eduardo Braide. E a escolha pelo parlamentar do PMN não se dará pelos méritos, mas simplesmente por ser o “menos ruim” para a família, conforme definiu o empresário Fernando Sarney em recente encontro com interlocutores, segundo informações de uma fonte fidedigna do blog.

Embora o nome do deputado Adriano, ex-Sarney, tenha sido ventilado como representante do grupo na sucessão do prefeito Edivaldo Holanda, até para testar o nível de aceitação de um represente legítimo da oligarquia que mandou e desmandou no Maranhão ao longo de cinco décadas, na realidade, esta possibilidade nunca existiu até pelo medo de um resultado desmoralizante, a final a população da capital sempre rechaçou os candidatos ligados ao grupo comandado pelo ex-presidente.

Segundo a mesma fonte, pesquisas qualitativa para prefeito de São Luís, feitas sob encomenda do grupo, revelaram a preferência da população pelo deputado Braide, o que teria animado a família Sarney abraçar a candidatura do representante do PMN e abandonar qualquer projeto de candidatura própria. Braide, no entanto, teria como concorrente direto o deputado federal Bira do Pindaré (PSB), o melhor colocado entre os pré-candidatos aliados aos Palácios dos Leões e da La Ravardiere.

E bom lembrar, no entanto, que pesquisas qualitativas faltando quase dois anos para a eleição não representam muita coisa, até porque o parlamentar acabou de sair de uma eleição em que foi o mais votado na capital, mas é fato que a oligarquia já tem candidato e vai mesmo é com Eduardo Braide, um político que em público diz rejeitar apoio de políticos, mas que por baixo do pano conchava para ter a seu lado o poderio do grupo de comunicação da família Sarney ao seu dispor.

Só para recordar, a atual senadora Eliziane Gama, em 2014, tão logo o Tribunal Regional Eleitoral anunciou o resultado da eleição e a enxurrada de votos obtidos por ela na capital, foi para a Praça Maria Aragão lançar sua candidatura a prefeita em 2016 sem sequer ter assumido o mandato. Todas as pesquisas qualitativas a indicavam como favorita para vencer o pleito e o resultado das urnas quase encerra a carreira política da então deputada federal.

Como eleição é uma maratona e nunca deve ser confundida como corrida cem metros, nem sempre quem sai na frente chega primeiro. O prefeito Edivaldo Holanda Junior é o exemplo mais bem acabado desta tese. Na sucessão de 2016 chegou a figurar em terceiro lugar e chegou na frente porque teve fôlego e usou a estratégia correta para cruzar a linha de chegada antes da concorrência.

  • Jorge Vieira
  • 17/mar/2019

Prefeito Edivaldo acompanha ação de limpeza e manutenção de galerias na região do Centro Histórico

Capina, varrição, recolhimento de resíduos, lavagem, manutenção de galerias e outras atividades foram executadas durante a macro ação de limpeza no Centro Histórico, neste sábado (16). O trabalho realizado pela Prefeitura de São Luís é regular na área e foi intensificado para melhoria do aspecto urbano deste que é um cartão-postal da cidade. O trabalho, que vem sendo reforçado na gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior, consiste em ações diárias de limpeza, que garantem maior bem-estar para moradores, comerciantes e frequentadores do Centro Histórico. O prefeito Edivaldo acompanhou os serviços, ao lado da primeira-dama Camila Holanda, do superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) no Maranhão, Maurício Itapary, e de secretários municipais.

O prefeito reforçou a importância das atividades realizadas pelas equipes da Prefeitura. “É uma ação que tem sido intensificada em toda a área da cidade e neste espaço do Centro Histórico é reforçada com novas frentes de trabalho. Estas ações, somadas a um conjunto de medidas de revitalização e requalificação, têm como finalidade tornar este espaço e a cidade um lugar mais agradável, limpo e seguro para a população que mora, trabalha ou visita o Centro Histórico da cidade”, enfatizou.

Na realização do trabalho é utilizado equipamento de lavagem hidrotérmica que proporciona mais qualidade, ganho de produtividade e economia de água na limpeza das praças, escadarias e ruas.

O presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan-MA), Maurício Itapary, também acompanhou a ação. “O esforço da gestão neste trabalho de preservação, manutenção e limpeza desta área que é muito significativo e referencial para a cidade”.

Trata-se de uma grande ação de limpeza na área, intensificada em um dois locais mais frequentados da cidade, avalia a presidente do Comitê de Limpeza Urbana, Carolina Estrela. “Aqui é um centro de recebimento de vários passantes e turistas e tem sido uma determinação do nosso prefeito um atenção especial e redobrada para este espaço de vivência social e cultura de São Luís. Estamos sempre reforçando estas ações de limpeza, lavagem, coleta e recolhimento de resíduos para manter esta área limpa e bem cuidada”, pontuou.

Na limpeza de todo o Centro da cidade, em geral, é retirada a média de uma tonelada de resíduos, diariamente; no Centro Histórico, aos fins de semana, devido eventos e maior número de pessoas, a média é de 300 quilos por coleta diária – quando há capina e varrição, pode chegar a 500 quilos. Em dias de movimento normal, a limpeza recolhe aproximadamente 200 quilos de resíduos.

O trabalho é regular e intensificado aos fins de semana com uma série de ações como a capina, limpeza de paralelepípedos, lavagem de bancos e a coleta de lixo. A limpeza do Centro Histórico é mais uma das ações da Prefeitura para manter este cartão-postal da cidade mais belo e mais limpo.

O secretário municipal de Obras e Serviços Públicos, Antônio Araújo e o subprefeito do Centro, Joaquim Azambuja também estiveram presente na ação. Na área a Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) promoveu a desobstrução e limpeza de bueiros na área histórica.

Quem passava pela área observou o movimento das equipes de serviço e parabenizou a iniciativa. O balconista Jaderson Campos, 25 anos, estava no Centro Histórico e verificou a ação. Para ele, uma medida que deve ser sempre intensificada. “Melhora bastante e esta não é uma área qualquer, é uma referência da cidade no turismo e bastante frequentada. Muito bom ver esse tipo de atividade acontecendo aqui”, disse.

Para o técnico em mecânica Fábio Barros, 44 anos, as medidas pela limpeza dos espaços públicos da cidade são essenciais. “É sempre necessária a limpeza dessa área aqui. O Centro Histórico recebe muita gente, muito turista e deve ser um lugar sempre limpo, sem lixo, sem sujeira para atrair ainda mais pessoas. Muito bom esse trabalho”, enfatizou.

LIMPEZA REGULAR

O Centro Histórico recebe diversas frentes de trabalho na área de limpeza urbana. Pela manhã, a varrição das ruas para que frequentadores encontrem a área limpa. A coleta dos resíduos domiciliares e dos estabelecimentos comerciais também é feita todos os dias. Atividades regulares de lavagem das praças e escadarias do Centro Histórico, a fim de evitar acúmulo de sujeiras; capina e roçagem; e manutenção de tonéis em toda a área para o descarte regular de resíduos pela população, são outras medidas para a preservação e limpeza do Centro Histórico promovidas pela Prefeitura de São Luís.

  • Jorge Vieira
  • 16/mar/2019

Número elevado de pré-candidatos a prefeito de São Luís não preocupa grupo governista

A eleição para prefeito de São Luís, ao contrário do que pregam os opositores das administrações municipal e estadual, não deverá se constituir em dor de cabeça para o prefeito Edivaldo Holanda Junior (PDT), muito menos para o governador Flávio Dino (PCdoB). Pelo contrário, o fato de existirem vários pré-candidatos, na avaliação do chefe do Executivo estadual, por exemplo, é sinal de que o grupo está no caminho certo.

Como de costume, o governador usou a rede social de internet que  problema não está com ele e sim com que não tem nomes a apresentar, o que foi visto com fina alfinetada na oligarquia, que após 50 anos de mando e principalmente desmandos no Estado, se esfacelou e não consegue apresentar sequer um nome em condições de disputar o pleito.

“Eu tenho muito orgulho de hoje, quando eu abro o jornal, aí diz assim: ‘candidatos à prefeitura de São Luís, a base do governo tem uns 15 candidatos’. Aí diz: ‘o governador está com problema’. Problema nada, problema está quem não tem nenhum”, ironizou Dino.

Durante a posse dos novos secretários, ocorrido nesta sexta-feira, no Palácio Henrique de La Rocque, com a presença de vários pré-candidatos a prefeito da capital pelo grupo, Flávio Dino fez a seguinte observação: “Aí diz: ‘governador está sem dormir’. Mas como? Se tem essa renca de candidatos? Está é bom demais”.

O governador concluiu sua observação sobre a futura sucessão municipal citando os nomes e três pré-candidatos presentes (Neto Evangelista, Eliziane e Bira do Pindaré e Pedro Lucas) ao evento que marcou a chegada do ex-prefeito de São José de Ribamar ao governo, sem externar preferência por nenhum, mas advertindo que o fato do seu grupo ter muitos pré-candidatos “significa dizer que nós estamos na direção certa”.

No grupo que apoia o governador e  prefeito Edivaldo Holanda constam nomes de peso como Eliziane, Neto Evangelista, Bira  do Pindaré, Pedro Lucas, Duarte Júnior, Osmar Filho  e agora o outsider Jeisael Marx. Já a oligarquia, sem nome competitivo, deve se aliar a Eduardo Braide.

  • Jorge Vieira
  • 15/mar/2019

“Estamos incorporando várias experiências”, diz Flávio Dino ao dar posse a novos secretários

O governador Flávio Dino deu posse nesta sexta-feira (15) a quatro secretários de Estado e ao presidente do Instituto de Metrologia e Qualidade Industrial do Maranhão (Inmeq). De acordo com ele, as mudanças representam “a continuidade do aprimoramento da nossa equipe, uma vez que sempre estamos buscando o melhor. Estamos incorporando várias experiências”.

Luís Fernando, que era prefeito de São José de Ribamar, assumiu a Secretaria de Estado de Programas Estratégicos (Sepe). “Quero destacar especialmente a incorporação do ex-prefeito Luís Fernando, uma liderança política e administrativa atestada e provada há muitas décadas. Vai engradecer nossa equipe com sua capacidade de trabalho”, disse Flávio Dino.

Como secretário, o ex-prefeito vai ter a missão de levar adiante projetos importantes para o desenvolvimento: “Eu fico muito honrado com o convite e vamos dar o melhor de nós, como sempre fizemos, para colaborar com este grande governo, que a cada dia constrói um Maranhão de todos nós”.

Avanço – Simplício Araújo foi reconduzido à Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Energia (Seinc). “Neste segundo momento, temos que avançar destravando o setor produtivo no Maranhão e buscando a geração de mais empregos e adensamento de cadeias produtivas”, afirmou.

Enos Ferreira, que estava na Sepe, passou a comandar a Secretaria de Relações Institucionais (SRI): “É uma alegria receber do governador uma nova missão, de fazer a articulação com as organizações da sociedade civil, visando a implementação de projetos que são prioritários para o governo. Estamos com uma vontade muito grande de dar prosseguimento ao que já vem sendo feito e ampliar as ações”.

Luís Carlos Porto – mais conhecido como Pastor Porto e que estava na SRI – tomou posse na Secretaria de Estado Extraordinária da Região Tocantina. “Nosso papel é reafirmar a presença do compromisso do governo com a região. Nós estaremos lá acompanhando as obras e os serviços, a fim de que a região seja mais beneficiada no dia a dia”, afirmou.

A presidência do Inmeq agora é de José de Ribamar Mendes. “Nós temos a missão de tornar o Inmeq do Maranhão referência nacional”, disse.

Sem aumento de cargos – O governador Flávio Dino explicou que a reorganização do secretariado não implicou em nenhum aumento de despesas ou cargos novos. “É uma adequação da equipe para que ela funcione melhor e nós consigamos nosso objetivo de fazer um segundo mandato com mais realizações”.

1 2 3 4 5 1.812

RADIO

Rádio Timbira Ao Vivo

Buscar

Mais Lidas