Jorge Vieira – Página: 1585 – Cobertura política e notícias do poder pelo jornalista Jorge Vieira.

18 de outubro de 2011

Redação: (98) 98205-4499

18/10/2011

Jorge Vieira

Comente

18/10/2011 -

Jorge Vieira -

Comente

Um pedido de vistas do deputado Rubéns Júnior (PCdoB) adiou, por 24 horas, o parecer da Comissão de Constituição e Justiça, da Assembleia Legislativa, sobre o projeto de lei da governadora Roseana que estatiza a Fundação José Sarney. Um pedido de urgência apresentado em plenário pelo deputado Jota Pinto (PR) pretendia votar a criação da […]

Um pedido de vistas do deputado Rubéns Júnior (PCdoB) adiou, por 24 horas, o parecer da Comissão de Constituição e Justiça, da Assembleia Legislativa, sobre o projeto de lei da governadora Roseana que estatiza a Fundação José Sarney.
Um pedido de urgência apresentado em plenário pelo deputado Jota Pinto (PR) pretendia votar a criação da Fundação da Memória Republicana Brasileira a “toque de caixa” e sem a menor discussão, visto que a mensagem governamental somente foi publicada no Diário Oficial da Casa na tarde de segunda-feira, momentos antes de iniciar a sessão.
Embora o deputado Rubéns Júnior tenha conseguido adiar a votação da matéria, o PL, a exemplo de todos os outros encaminhados pelo Palácio dos Leões, será votado e aprovado pela maioria governista, provavelmente na sessão de amanhã ou quinta-feira.  
Os deputados da base do governo, apesar do alerta da oposição para a imperfeição do projeto e das falhas verificadas na citação de incisos não existentes na Constituição, pretendiam votar a matéria de qualquer jeito, mas foram impedidos com o pedido de vistas.
O deputado Magno Bacelar, escalado para divertir o plenário com sua defesa estapafúrdia do governo, tratou de jogar palavras ao vento com a única finalidade de confundir, provavelmente, os telespectadores da TV Assembleia, já que no plenário todos já conhecem o roteiro do seu exercício de puxasaquismo.
Magno Bacelar chegou ao absurdo de classificar Sarney, um presidente que levou o Brasil a uma inflação de 100 por cento ao mês e enfrentou CPI da Corrupção, “como o melhor presidente que o país já teve”. Bacelar fez pior ainda: considerou justo que o Estado pague as despesas da Fundação do ex-presidente.
O parlamentar governista quis buscar no ex-governo de Jackson Lago a justificativa para a imoralidade que está sendo feita pela governadora. Leu, na tribuna, o projeto encaminhado pelo ex-chefe da Casa Civil, Aderson Lago, no qual o Estado retomava o prédio do Convento das Mercês, que havia sido doado para a Fundação José Sarney.
Magno só esqueceu ou fez questão de esquecer, que o governo Jackson Lago queria retomar o prédio que foi doado de forma ilegal pela governadora a seu pai. Não conseguiu porque Sarney encontro na Justiça, como sempre, amparo para reaver o mimo ganho da filha de presente.
Ao se manifestar contra o projeto, o líder da oposição, Marcelo Tavares, lembrou que é o único ex-presidente que está recorrendo ao Estado para pagar as despesas de sua Fundação. Luís Inácio Lula da Silva e Fernando Henrique Cardoso mantêm seus acervos preservados por conta própria.    
    
Leia Mais

18/10/2011

Jorge Vieira

Comente

18/10/2011 -

Jorge Vieira -

Comente

A bancada do governo aprovou o pedido de urgência para a votação do polêmico projeto de lei da governadora Roseana Sarney, que transfere para o Estado o custeio da Fundação José Sarney.  Os parlamentares da oposição denunciam que o projeto está mal redigido e cita inciso que não existe na Constituição do Estado. O pedido […]

A bancada do governo aprovou o pedido de urgência para a votação do polêmico projeto de lei da governadora Roseana Sarney, que transfere para o Estado o custeio da Fundação José Sarney. 
Os parlamentares da oposição denunciam que o projeto está mal redigido e cita inciso que não existe na Constituição do Estado.
O pedido de urgência para a votação da matéria, que a oposição considera uma imoralidade, foi apresentado pelo deputado Jota Pinto (PR). 
A matéria vai ser votada na ordem dia da sessão que está acontecendo agora. 
Leia Mais

18/10/2011

Jorge Vieira

Comente

18/10/2011 -

Jorge Vieira -

Comente

Os deputados Marcelo Tavares (PSB)  Rubens Júnior (PCdoB) e Bira do Pindaré (PT) condenaram, na sessão desta manhã,  o projeto de lei da governadora Roseana Sarney (PMDB) transformando a Fundação José Sarney em Fundação da Memória Republicana Brasileira.  A nova entidade, que está sendo criada em regime de urgência pela Assembleia Legislativa, assumirá todas as depesas para a manutenção do […]

Os deputados Marcelo Tavares (PSB)  Rubens Júnior (PCdoB) e Bira do Pindaré (PT) condenaram, na sessão desta manhã,  o projeto de lei da governadora Roseana Sarney (PMDB) transformando a Fundação José Sarney em Fundação da Memória Republicana Brasileira. 
A nova entidade, que está sendo criada em regime de urgência pela Assembleia Legislativa, assumirá todas as depesas para a manutenção do acervo do ex-presidente José Sarney.
Para o líder da oposição, Marcelo Tavares, a governadora está transferindo para o povo maranhanse a responsabilidade pelos custo da Fundação que está sendo criada. 
O projeto chegou ao legislatuivo com pedido de urgência e a bancada do governo tenta aprová-lo ainda na sessão desta manhã. 
Os três parlamentares anunciaram que votarão contra o pedido de urgência e condenaram mais este escândalo que já está tendo repercussão nacional. 
Para o deputado Rubens Júnior, é lamentável que o governo esteja transferindo para as costas da população o custeio da Fundação. 
O deputado Magno Bacelar, uma espécie de bobo da corte do Palácio dos Leões, na tentativa de defender o indefensável, disse ser justo que o presidente Sarney e sua Fundação sejam bancados pelo governo do Estado.   
  
Leia Mais

18/10/2011

Jorge Vieira

Comente

18/10/2011 -

Jorge Vieira -

Comente

A juventude do PSDB está em festa por conta da provável transferência do deputado André Fufufuca para o PSD, partido nitidamente governista e que já nasceu com o selo da oligarquia Sarney.   Parlamentar mais jovem do país, Fufuquinha, de novo mesmo, só tem a pouca idade, pois a prática é igual a de velhas […]

A juventude do PSDB está em festa por conta da provável transferência do deputado André Fufufuca para o PSD, partido nitidamente governista e que já nasceu com o selo da oligarquia Sarney.  
Parlamentar mais jovem do país, Fufuquinha, de novo mesmo, só tem a pouca idade, pois a prática é igual a de velhas raposas calejadas no exercício do puxasaquismo de qualquer ocupante do Palácio dos Leões.
Desde que se elegeu deputado pelo PSDB, partido que faz oposição ao governo Roseana Sarney, o jovem deputado foi alçado à presidência da juventude tucana, mas nunca teve a simpatia da militância simplesmente por ser um estranho no ninho.
Membros da juventude tucana nunca engoliram o fato de Fufuquinha, sem qualquer militância partidária, ter “chegado de helicóptero” na presidência da instituição e se comportar no plenário da Assembleia como parlamentar governista.
Para os integrantes da juventude do PSDB, Fufuquinha já vai tarde, pois não possui identidade partidária e sua atuação como parlamentar em nada contribui com a oposição.
Um dirigente tucano falou ao blog que o jovem parlamentar está indo para o partido certo, pois lá vai encontrar coronéis lambe botas da oligarquia Sarney e especialistas em puxar saco de governo.         
Leia Mais

17/10/2011

Jorge Vieira

Comente

17/10/2011 -

Jorge Vieira -

Comente

O deputado Bira do Pindaré (PT) subiu à tribuna da Assembleia Legislativa, na tarde desta segunda-feira (17), para repudiar a atitude autoritária do Governo do Estado que encaminhou a ALEMA um projeto de lei que trata da carreira dos professores no Estado do Maranhão. De acordo com o petista o Sindicato dos Professores não foi […]

O deputado Bira do Pindaré (PT) subiu à tribuna da Assembleia Legislativa, na tarde desta segunda-feira (17), para repudiar a atitude autoritária do Governo do Estado que encaminhou a ALEMA um projeto de lei que trata da carreira dos professores no Estado do Maranhão.
De acordo com o petista o Sindicato dos Professores não foi chamado para sentar e negociar com o Estado este novo PL. Ele lembrou as comemorações pelo dia do professor, no último sábado (15/10) e pediu que se abra um canal de discussão entre educadores e Governo.
“A melhor forma de homenagear os professores é permitindo o debate, permitindo diálogo e permitindo o entendimento, para que os professores realmente sejam respeitados. Depois de uma greve longa de 72 dias, uma promessa feita de que seria resolvida a aplicação do piso da categoria, o que nós esperamos agora é o mínimo de respeito e de consideração a essa categoria”, destacou Bira.
O petista encerrou seu pronunciamento lamentado um triste acidente automobilístico que levou um militante da juventude do PT a óbito. No último final de semana o partido realizou o Congresso Regional da Juventude do partido e após o encerramento das atividades, o prefeito de Altamira (Arnaldo) mais alguns militantes da cidade se deslocavam pela Avenida dos Holandeses quando sofreram um acidente.
O Deputado lamentou a tragédia com os militantes do partido e o estado de saúde do prefeito, que teve fraturas nas costelas e nas vértebras. “Então eu faço esse registro, por esse episódio lamentando profundamente essa situação e rendo as nossas homenagem a esse jovem que faleceu e faleceu tentando organizar a juventude para continuar lutando pelas mudanças no Brasil e no Maranhão”, concluiu.
 
Leia Mais

17/10/2011

Jorge Vieira

Comente

17/10/2011 -

Jorge Vieira -

Comente

A governadora Roseana Sarney (PMDB), não satisfeita com os escândalos de corrupção investigados pela Polícia Federal envolvendo membros de sua família, decidiu agora que o Estado do Maranhão vai bancar as despesas da Fundação José Sarney.   A chefa do Poder Executivo Estadual encaminhou projeto de lei à Assembleia Legislativa criando, na estrutura administrativa do […]

A governadora Roseana Sarney (PMDB), não satisfeita com os escândalos de corrupção investigados pela Polícia Federal envolvendo membros de sua família, decidiu agora que o Estado do Maranhão vai bancar as despesas da Fundação José Sarney.  

A chefa do Poder Executivo Estadual encaminhou projeto de lei à Assembleia Legislativa criando, na estrutura administrativa do Estado, a Fundação da Memória Republicana Brasileira, uma nova entidade que substituirá a Fundação que leva o nome do seu pai, José Sarney.
Na prática, a governadora está transformando a Fundação José Sarney, uma entidade de direito privado, criada pelo ex-presidente José Sarney (PMDB) e envolvida em escândalos de corrupção, em uma Fundação de direito público a ser mantida pelo Estado.
O vício da oligarquia em usar o dinheiro público em benefício do privado não tem limite. É o único ex-presidente da República que está recorrendo ao Estado para pagar as despesas de uma Fundação que, apesar de levar o pomposo nome de Fundação da Memória Republicana Brasileira, na verdade, servirá apenas para guardar o acervo do ex-presidente José Sarney.     
Segundo a mensagem enviada ao Poder Legislativo, tão logo seja criada a Fundação, o Conselho Curador, com assistência do Ministério Público Estadual, adotará as providências legais e estatutárias necessárias à extinção da atual Fundação José Sarney.
Como todos os projetos do Executivo que chegam ao Legislativo são votados e aprovados pela grande maioria governista, Sarney pode descansar tranquilo, nada o impedirá de fazer com que o Estado lhe pague mais esta despesa. 
Leia Mais

17/10/2011

Jorge Vieira

Comente

17/10/2011 -

Jorge Vieira -

Comente

A comissão especial nomeada pela Mesa Diretora da Assembleia Legislativa para analisar os 126 pedidos de criação de novos municípios, em reunião esta manhã com o presidente Arnaldo Melo (PMDB), solicitou prazo de mais 60 dias para concluir o relatório.     A justificativa, segundo o presidente da comissão, André Fufuca (PSDB), é motivada pela necessidade […]

A comissão especial nomeada pela Mesa Diretora da Assembleia Legislativa para analisar os 126 pedidos de criação de novos municípios, em reunião esta manhã com o presidente Arnaldo Melo (PMDB), solicitou prazo de mais 60 dias para concluir o relatório.    
A justificativa, segundo o presidente da comissão, André Fufuca (PSDB), é motivada pela necessidade de conclusão dos trabalhos, visto que vários pedidos de desmembramentos ainda não foram analisados em função do pouco tempo que tiveram para emitir os pareceres.
A solicitação do presidente da comissão deverá ser lida e deliberada na sessão desta tarde, que começa logo mais às 16h. Tudo indica que não haverá empecilho para a aprovação da prorrogação do prazo.   
Leia Mais

Buscar

Nossa pagina