Maranhão vive clima de guerra civil, diz Cutrim – Jorge Vieira

21 de novembro de 2012

Redação: (98) 98205-4499

21/11/2012 -

Jorge Vieira -

Comente

Maranhão vive clima de guerra civil, diz Cutrim

Em meios aos debates sobre concessão da Medalha
Manoel Bequimão ao secretário de Segurança, Aluísio Mendes, nesta manhã de quarta-feira (21), o ex-secretário
Raimundo Cutrim fez uma revelação constrangedora.
Segundo Cutrim, “a Segurança Pública do Maranhão
vive hoje apenas da mídia”. O ex-secretário observou que, nos últimos anos, o
Estado passou a ser um dos mais violentos do país.
Raimundo Cutrim fez referência a
uma matéria publicada pela revista “Veja” na qual consta que o Maranhão é o
Estado onde mais cresceu o índice de criminalidade do país nos últimos dois
anos, período em que Aluísio está ocupando a pasta.
Conforme os dados levantados por
Cutrim, em primeiro lugar no ranking da marginalidade está a Bahia, em segundo o
Maranhão e terceiro o Pará.
O parlamentar teve a preocupação
de fazer um comparativo dos índices de violência entre os estados do Maranhão e
São Paulo e chegou a conclusões preocupantes.  
Em São Paulo, na capital, com 11,3
milhões de habitante, ocorreram 1.064 homicídios, no período de janeiro a 30 de
outubro, enquanto a grande São Luís, com 1,3 milhão, registrou no mesmo período
572 homicídios.
“Se verificarmos, vamos ver que a
cada 100.000 habitantes em São Paulo temos quase 9 homicídios. Na grande São
Luís, no entanto, foram 44 mortes para cada 100.000 habitantes. Então aqui,
minha gente, estamos vivendo uma verdadeira guerra civil”, denunciou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Buscar

Nossa pagina