10 de Abril de 2015

Redação: (98) 98205-4499

10/04/2015 -

Jorge Vieira -

Comente

Maranhão define ações prioritárias para segurança com articulação dos três poderes

O estado do Maranhão terá ações integradas dos poderes Executivo,
Legislativo e Judiciário, com apoio do Ministério Público e da sociedade civil
no combate aos crimes violentos letais intencionais (CVLI), combate à corrupção
e tráfico de drogas. A força conjunta dos diversos poderes foi definida, na
manhã desta quinta-feira (9), durante reunião do Gabinete de Gestão Integrada
(GGI), presidida pelo governador Flávio Dino, no Palácio dos Leões.

O GGI é regido por portaria emitida pelo Ministério da Justiça e tem o
objetivo de promover a paz e articular ações de combate à violência e prevenção
ao crime. Durante a reunião, o governador Flávio Dino destacou a importância de
combater os três tipos de crimes (combate a violência, corrupção e tráfico),
que são a principal base da criminalidade no estado.

Ele destacou a maior eficiência a partir das ações entre os três
poderes, com apoio da sociedade civil e do Ministério Público. “Estamos aqui em
uma instância deliberativa. Vamos transformar dados em ações para dar soluções
para os problemas de segurança no Maranhão”, declarou o governador, ao comentar
os dados apresentados na reunião.

O desembargador Raimundo Barros apresentou dados do judiciário
maranhense sobre os julgamentos no estado e declarou que a instituição está à
disposição para o combate a impunidade. “Todos os poderes aqui representados
estão trazendo informações concretas sobre a realidade da segurança no estado,
pra que possamos qualificar esses dados e traçar ações para reduzir os índices
de violência no Maranhão. As ações integradas agregam mais agilidade a esse
processo”, afirmou.

Em relação ao combate às drogas, foi realizada uma explanação por
integrantes da Comunidade Terapêutica do Maranhão, que presta assistência a
usuários de drogas que tentam abandonar o vício. A discussão foi enriquecida
pelo depoimento de um ex-usuário de crack, que há dois anos abandonou o vício,
a partir do apoio da Comunidade Terapêutica do Maranhão.

O problema se alastrou pelo Maranhão ao longo dos últimos anos,
principalmente entre a população jovem, com idade entre 18 e 30 anos.
Proporcionalmente ao aumento do número de usuários, aumenta também os números
da violência.

O secretário-executivo do Gabinete de Gestão Integrada, Nilvan Vieira da
Silva ressaltou o planejamento das ações. “Vamos trabalhar no combate às drogas
e as apresentações deixaram claro que o combate de prevenção é muito eficiente
para a redução do tráfico e da violência proveniente dessa prática. A mensagem
de ordem agora é planejar para executar”, disse.

Outra questão levantada na reunião foi o sistema penitenciário do
Maranhão, que já nos primeiros meses da atual gestão apresenta resultados
positivos. “Apresentamos hoje os números desta gestão que comprovam que a
administração penitenciária no Maranhão está tendo avanços, principalmente
graças às ações integradas. Vamos continuar trabalhando para melhorar esses
indicadores”, frisou o secretário de Administração Penitenciária, Murilo
Andrade.

O inspetor da Polícia Rodoviária Federal, Antônio Noberto, destacou que
discutir ações de segurança integrando todas as esferas de poder vai trazer
muitos benefícios para a população maranhense. “A integração de todos os
poderes em prol da segurança é o caminho certo. Quem sai ganhando com esse
trabalho integrado é a sociedade”, declarou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rádio Timbira Ao Vivo

Buscar

Nossa pagina