Luís Fernando é considerado carta fora do baralho para 2014 – Jorge Vieira

3 de outubro de 2011

Redação: (98) 98205-4499

03/10/2011 -

Jorge Vieira -

Comente

Luís Fernando é considerado carta fora do baralho para 2014

Conversei esta manhã com um dos deputados com maior circulação no governo estadual e fui informado que o secretário Chefe da Casa Civil, Luís Fernando (PMDB), é considerado carta praticamente fora do baralho para a sucessão de 2014.
Segundo a fonte, o ex-prefeito de São José de Ribamar somente não foi comunicado ainda para evitar constrangimentos, a final, foi a própria governadora Roseana Sarney (PMDB) quem o lançou candidato a governador durante a solenidade de inauguração da UPA do Parque Vitória.
Luis Fernando, que sonha ser governador do Estado, a exemplo de Tadeu Palácio (Sem partido), foi mais um que acreditou que poderia ser candidato a um posto majoritário com o apoio do grupo da governadora a ser abandonado à própria sorte.
No grupo da governadora, conforme revelou o deputado, a preferência é para o senador Edison Lobão (PMDB), atual ministro das Minas e Energia, que contaria com o apoio do senador José Sarney e de inúmeros prefeitos do interior maranhense. “Luís Fernando é apenas um balão de ensaio, o candidato será anunciado no momento certo”, disse a fonte.
A ducha de água fria na pré-candidatura teria sido o resultado das últimas pesquisas para o governo do Estado, onde o desempenho de Luís Fernando foi considerado píifio. Esperavam que ele decolasse, após a realização dos seminários regionais, realizados governo, para dar visibilidade ao pré-candidato, mas os números acabaram depondo contra.
Luís Fernando aceitou ser candidato a vice com a promessa de que seria o candidato a suceder a governadora. Entregou a prefeitura rica em recursos públicos para Gil Cutrim, filho do presidente do Tribunal de Contas do Estado, Edmar Cutrim, que nunca recebeu um voto, administrar e tentar a reeleição.
Com Tadeu Palácio foi mais ou menos a mesma coisa. Foi atraído para o governo com a promessa de que seria o candidato a prefeito de São Luís, mas na hora do vamos ver, esqueceram a promessa feita a Palácio e anunciaram a candidatura da Max Barros, que também deve abrir o olho, a final, o que veio mesmo fazer o senador João Alberto em São Luis?
A mesma fonte chama a atenção para o fato da governadora ter mudado o tom em relação a São Luís. Antes o candidato era Max, mas já na entrevista concedida ao jornal “O Estado do Maranhão”, ao tratar da sucessão na capital, afirmou que o grupo tem bons candidatos, ou seja, a exclusividade de Max, já era.  
   

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Buscar

Nossa pagina