Luciano Leitoa será reconduzido á presidência estadual do PSB – Jorge Vieira

24 de agosto de 2017

Redação: (98) 98205-4499

24/08/2017 -

Jorge Vieira -

Comente

Luciano Leitoa será reconduzido á presidência estadual do PSB

Prefeito de Timon, Luciano Leitoa será reconduzido à presidência do PSB

O presidente estadual do PSB, prefeito de Timon Luciano Leitoa, será reconduzido ao cargo, provavelmente por aclamação, durante o congresso estadual que será realizado nos dias 09 e 10 de setembro. A reeleição representará mais um duro golpe nas pretensões do senador Roberto Rocha, o “Asa de Avião” em permanecer no partido, caso até lá ainda não tenha pedido para sair por pura falta de compatibilidade partidária.

O senador, considerado traíra pelo grupo do governador Flávio Dino por ter se reaproximado da oligarquia Sarney, se aliado ao presidente golpista Michel Temer e passado a tramar contra os interesses do Maranhão, após ganhar o mandato, caiu em desgraça com a direção nacional por conta de traições. Votou a favor da reforma trabalhista e contra a investigação contra Temer, mesmo com a recomendação contrária da executiva.

Rocha é um político sem ambiente no PSB do Maranhão, se apega a um braço do partido em São Paulo, que briga com os socialistas de Pernambuco, berço do PSB, pelo comando da sigla para tentar retomar o comando da legenda no estado e se lançar candidato ao Governo em 2018 para prestar serviço a oligarquia e prejudicar o governador que o elegeu. Só que a ala de Pernambuco é majoritária e quer a reeleição de Luciano Leitoa, o que significa dizer que o caminho do senador “Asa” será a porta da rua.

O Congresso que escolherá a direção nacional do partido para os próximos três anos acontecerá em outubro e os socialistas autênticos de Pernambuco deverão manter a hegemonia no partido. Assim, o PSB completará  o ciclo, garantindo o processo congressual de forma ampla e de forma democrática, com a participação de filiados de todo o Brasil, escolhendo e definindo os rumos do partido para os próximos três anos.

Desta forma, na avaliação do presidente do diretório municipal de São Luís, Bira do Pindaré, “o PSB seguirá seu caminho aliado, alinhado e coerente com a sua história, que sempre foi ao lado do povo”.

Já Rogério Cafeteira lembra a lambança do Roberto Rocha no processo eleitoral de 2016 quando impediu que o partido tivesse candidato próprio por conta de interesses pessoais e familiares. O parlamentar disse que ficou muito feliz com a eleição de Bira para presidente do diretório municipal. “Eu quando fui convidado a ir para o PSB, fui com grande entusiasmo e um desses entusiasmos era a presença de Bira no partido, onde, naquele momento defendíamos que o partido tivesse uma candidatura à Prefeitura de São Luís”, observou Cafeteira, que também defende a saída do senador traíra.

O senador anda tão desnorteado com a perda do controle do PSB no Maranhão que essa semana, em entrevista na Rádio Educadora a Juraci Filho, perdeu as estribeira quando o radialista lhe perguntou como anda sua situação no partido. Reagiu de forma grosseira, surtou e viajou ao afirmar que o vice-governador de São Paulo, Márcio França, será eleito presidente nacional da legenda e devolverá o comando do PSB para ele.

É como diz o poeta: sonha não custa nada, embora o sonho seja irreal. O PSB nasceu com Miguel Arraes em Pernambuco, se criou, cresceu sob o comando dos pernambucanos, que até hoje permanecem na direção. Márcio França? Não tem a menor perspectiva. Só na cabeça de “Asa”, que insiste em ficar onde ninguém quer sua presença, até porque trata-se de um playboy profissional da política que não sabe o que é trabalho e muito menos o significado da palavra socialismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Buscar

Nossa pagina