27 de novembro de 2012

Redação: (98) 98205-4499

27/11/2012 -

Jorge Vieira -

Comente

Oposição afirma que Roseana tentou impedir a construção do prolongamento da Litorânea

 O líder da Oposição na Assembleia Legislativa, deputado Marcelo
Tavares (PSB), denunciou, nesta manhã de terça-feira (27), que a governadora Roseana Sarney (PMDB) tentou impedir a obra de
prolongamento da Avenida Litorânea, considerada de extrema importância para desafogar o trânsito na Avenida dos Holandeses.
Segundo Tavares, o prolongamento concluído pelo prefeito João Castelo, já poderia ter
sido liberado a mais tempo, se o governo do Estado não tivesse ingressado na Justiça
para inviabilizar os convênios celebrados entre governo Jackson
Lago e a Prefeitura de São Luís.
“Vale lembrar que a governadora Roseana Sarney, por uma política
atrasada, perseguidora e retrógada, entrou na Justiça proibindo a
utilização daqueles convênios feitos entre o governador Jackson Lago e o
prefeito de São Luís, João Castelo. E quem perdeu com isso foi a
população, em função de uma mentalidade atrasada de fazer política. A
governadora devia ter respeitado aqueles recursos transferidos pelo
governador Jackson Lago ao prefeito João Castelo, e isso fez com que a
obra ficasse atrasada em seu cronograma”, afirmou o deputado.
Ele acrescentou que Roseana Sarney faz um governo sem compromisso com
o povo, o que acaba acarretando graves danos para a população. Uma
evidência disto, segundo Marcelo Tavares, são os hospitais que estão
sendo construídos pelo governo do Estado no interior maranhense.
“A governadora Roseana sabe que não tem dinheiro para custear o
funcionamento desses hospitais e por isso fica protelando. Muitos
hospitais pelo interior do Maranhão já tinham condição de estar
funcionando há pelo menos dois anos daqueles prometidos, mas eles não
são entregues para que o Governo não tenha que custear. Roseana sabe
disso, sabe que seu governo não tem condição de custear o funcionamento
desses hospitais”, frisou Marcelo Tavares.
Endividamento – Em seu discurso, o líder oposicionista voltou a
criticar o recente pedido de empréstimo feito pelo Governo do Estado ao
BNDES. Ele foi enfático ao dizer que a governadora sequer se deu ao
trabalho de esclarecer como foi aplicado o dinheiro do empréstimo
anterior.
“Nós ficamos sem saber o que foi feito com um R$ 1 bilhão que Roseana
pediu emprestado em 2009, e essa Casa prontamente aprovou, porque este
governo só quer mesmo é pedir mais dinheiro emprestado, mais dinheiro
emprestado. A governadora Roseana vai deixar o governo com um recorde
que eu não vejo como bom para o Maranhão, como a governadora que mais
endividou o Maranhão em toda a sua história”, ressaltou Marcelo Tavares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Buscar

Nossa pagina