Igor Lago desmente Carlos Lupi e nega pagamento de aluguel de aviões pelo PDT do Maranhão – Jorge Vieira

16 de novembro de 2011

Redação: (98) 98205-4499

16/11/2011 -

Jorge Vieira -

Comente

Igor Lago desmente Carlos Lupi e nega pagamento de aluguel de aviões pelo PDT do Maranhão

Carlos Madeiro
Do UOL Notícias

Igor  desmente Lupi e nega que PDT tenha pago alguel de aviões

O presidente do diretório regional do PDT no Maranhão, Igor Lago, negou nesta quarta-feira (16) que o partido e o então governador do Maranhão, Jackson Lago, tenham pagado por aluguéis de aviões para viagens do ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, no Estado em 2009.

Em entrevista ao UOL Notícias, Igor Lago –que é filho do já falecido ex-governador maranhense– rebateu nota oficial emitida por Lupi, na semana passada, na qual o ministro informou que “os deslocamentos realizados dentro do Estado do Maranhão para agendas, parte em veículos de filiados, parte em aviões de pequeno porte, tipo Sêneca, foram de responsabilidade do Diretório Regional do PDT do Maranhão, do ex-governador Jackson Lago, e do deputado Federal Weverton Rocha. A medida foi tomada para evitar que dinheiro público fosse utilizado nesta agenda”, disse.
Igor Lago afirmou que recebeu as contas oficiais do partido em 2009 nesta terça-feira (15) e que não há nenhum gasto com aluguel de aviões. “Quando li a nota, no sábado, tomei como providencia solicitar com alguns companheiros de partido para saber se afirmação procedia. Como não obtive resposta, solicitei as contas de 2009. E confirmamos que não houve custeio dessa viagem”, disse o presidente do diretório regional.
Ainda segundo Lago, o partido teve como receita, em 2009, apenas R$ 92 mil –o que inviabilizaria gastos com aeronaves. “Fiquei surpreso com a nota. Como tinha conhecimento do nível de receita do partido, sabia que a informação não procedia”, disse, negando também que o partido ou seu pai tenha feito qualquer intermediação para aluguel no Estado. “Não participamos disso.”
Sobre a afirmação de o ex-governador também teria pagado pelo avião, Igor negou veementemente o aluguel. “Meu pai não pagou. Ele nunca foi de pagar nada. As poucas vezes que viajou de avião foi em época eleitoral, custeada por verbas de campanha. Na última eleição ele viajou, com 76 anos e com um câncer avançado, na maioria das vezes, de carro. Ou poucas vezes em helicópteros ou aviões de pequeno porte”, disse.
Sobre a situação do ministro, Lago disse que as informações prestadas pelo diretório regional do partido devem “ajudar a colaborar para que o fato seja esclarecido”. “Como nós fomos mencionados numa nota oficial, e depois pelo presidente do partido, que iria nos cobrar as contas, nós não sentimos constrangidos em querer colaborar. Nós estamos empenhados na correição dos fatos, independente que venham a afetar o ministro ou não. Queremos que seja esclarecido tudo. Tenho uma relação de respeito com o ministro e presidente licenciado do partido”, afirmou.

Denúncia

Segundo o empresário Adair Meira, dirigente de ONGs que tem convênios com o Ministério do Trabalho e Emprego, o ministro viajou em dois aviões alugados por ele no Maranhão. Meira afirmou que as contratações das aeronaves foram negociadas por ele, mas negou o custeio dos aluguéis.
Em fotografia publicada nesta segunda-feira (14), o site “Grajaú de Fato” mostra Lupi descendo da aeronave alugada para as viagens. Estavam na aeronave, segundo o site, entre outras pessoas, o ministro Carlos Lupi, o deputado federal Weverton Rocha, o ex-governador Jackson Lago e o empresário Adair Meira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Buscar

Nossa pagina