Governo do Estado “esquece” rebaixamento e rodoviária se transforma num imenso “sonrisal” – Jorge Vieira

1 de julho de 2011

Redação: (98) 98205-4499

01/07/2011 -

Jorge Vieira -

Comente

Governo do Estado “esquece” rebaixamento e rodoviária se transforma num imenso “sonrisal”


Foto e texto: Blogue do Frederico Luiz
Asfalto perto das “baias” de ônibus começou a ceder
Presente de grego: o terminal governador Jackson Lago, a nova estação rodoviária de Imperatriz foi inaugurado sem o rebaixamento do lençol freático. A informação foi obtida pelo Blogue do Frederico Luiz com exclusividade.

A ordem de serviço para a realização da obra foi iniciada ainda no governo Jackson Lago em 2 de maio de 2008 e o projeto previa a readequação e conclusão da nova estação rodoviária da segunda maior cidade do Maranhão.

Sem o rebaixamento do lençol, será preciso ampliar área de concreto
Até a interrupção do governo Jackson, em abril de 2009, por meio do episódio que ficou conhecido como “Golpe Judicial”, o governo do Estado havia repassado todos os recursos necessários para a conclusão da primeira parte do projeto e mais um aditivo, representando cerca de 75% da obra, orçada em pouco mais de R$ 12 milhões.

Em novembro de 2009, a governadora Roseana Sarney assinou o contrato para finalizar a estação rodoviária com os serviços de terraplanagem, pavimentação e urbanização e destinou R$ 3,5 milhões.

Grama “queimada” por falta de cuidados
Na etapa de terraplanagem seria necessário, conforme apurou o Blogue, realizar o rebaixamento do lençol freático, pois a drenagem profunda havia sido concluída pelo governador Jackson Lago.
Sem este rebaixamento, o asfalto da rodoviária se transforma num “imenso sonrisal”, numa alusão ao comprimido efervescente que se desmancha com a água.

Os ônibus com dois eixos traseiros e mais a ação do inverno favorecem a desintegração da pavimentação asfáltica.

Porém, a drenagem profunda feita no governo Jackson está mesmo funcionando. Em momento algum o imperatrizense presenciou alagamento de quaisquer áreas no local.
 
Outro presente de grego foi oferecido ao usuário do Terminal.
Diferente do projeto original do governador Jackson Lago, o motorista que estacionar o carro no Terminal vai pagar R$ 2 por hora e R$ 1 no caso de moto. No aeroporto Renato Moreira de Imperatriz, o estacionamento é gratuito!
Segundo levantamentos preliminares, o preço praticado pelo estacionamento no Terminal Jackson Lago será maior do que na rodoviária da capital do Maranhão, São Luís.
Após esse episódio, o imperatrizense começa a se perguntar em quais condições serão entregues a duplicação da rodovia Pedro Neiva de Santana (Imperatriz-João Lisboa) e a Unidade de Pronto Atendimento José de Ribamar Fiquene, no centro da cidade.
Nota do Blogueiro: Primeira postagem às 17h30min. Atualizada às

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Buscar

Nossa pagina